História contra com 250 atores · 21/01/2021 - 09h55

Confira quem é quem em 'Gênesis', nova novela bíblica da Record


Compartilhar Tweet 1



A novela "Gênesis" estreou nesta semana na Record com a promessa de passar por todas as etapas da criação da humanidade. Escrita por Camilo Pellegrini, Raphaela Castro e Stephanie Ribeiro, a história conta com mais de 250 atores envolvidos e tem direção geral de Edgard Miranda.

As filmagens de "Gênesis" aconteceram no Rio de Janeiro, Minas, Rio Grande do Sul, Paraná e Marrocos para apresentar os primeiros 2.300 anos da humanidade em sete fases: Criação, Dilúvio, Torre de Babel, Ur dos Caldeus, Abraão, Jacó e José. A ideia da direção é usar e abusar dos efeitos especiais.

    Reprodução

O diretor afirma que a trama tem tudo para ser "a melhor e maior novela já feita na história da televisão brasileira". "Desde 'O Rico e Lázaro' [2017] essa equipe vem mostrando um trabalho diferenciado. É o nosso padrão, não sabemos fazer menos do que isso e cada vez seremos mais cinematográficos. Acredito muito na força da imagem. Na verdade, por causa da pandemia tivemos mais tempo com os efeitos especiais."

Confira abaixo quem são os principais personagens.
Adão (Carlo Porto) - Primeiro homem criado. Tem como parceira Eva. Sofre muito ao se afastar de Deus.

Eva (Juliana Boller) - Primeira mulher da Terra, perde tudo ao se deixar enganar pela serpente, o que lhe custa um alto preço a pagar tanto no casamento quanto na vida dos filhos.

Caim (Eduardo Speroni) - Primeiro filho de Adão e Eva. Causa muita dor para a família e por isso foge, estabelecendo a primeira cidade do mundo, chamando a pelo nome de seu filho Enoque.

Abel (Caio Manhente) - Segundo filho homem de Adão e Eva, mas primeiro à levar os pais de volta para Deus.

Renah (Ana Terra) - Primeira filha de Adão e Eva, anseia o afeto que não tem do pai. Age de forma rebelde por se sentir injustiçada com o tratamento diferenciado que Caim e Abel recebem. Se torna responsável por uma grande dor na família.

Kira (Carolina Oliveira) - Mais pacífica do que a irmã Renah, porém do mesmo pensamento com relação ao pai, tenta apaziguar o constante conflito entre ela e Adão. Traz uma grande decepção à irmã ao fazer algo totalmente inesperado.

Deus (voz de Flávio Galvão) - O Criador de todo o universo.

Lúcifer (Igor Rickly) - O querubim orgulhoso que se rebelou contra Deus. Após ser expulso do Céu, torna-se satanás, e seu objetivo é fazer com que os seres humanos também se rebelem contra o Criador.

Noé (Bruno Guedes/ Oscar Magrini) - Homem íntegro e escolhido por Deus para dar continuação a humanidade depois do dilúvio.

Naamá (Rafaela Sampaio/Cássia Linhares) - Esposa de Noé e filha de Lameque. Deixa o pai e a cidade para se casar com Noé.

Matusalém (Clemente Viscaíno) - Descendente de Sete, Avô de Noé, homem que mais viveu na Terra.

Lameque (Jayme Periard) - Descendente de Caim, homem violento que matava sem constrangimento algum, casado com duas mulheres.

Ada (Alessandra Verney) e ZILÁ (Carol Chalita) - Mulheres de Lameque.
Jabal (Fernando Roncato), JUBAL (Sérgio Abreu) e TUBALCAIM (Iran Malfitano) - Filhos de Lameque.

Sem (Augusto Caliman) - Filho primogênito de Noé.

Heidi (Marjorie Gerardi) - Esposa de Sem.

Cam (Vinícius Redd) - Filho do meio de Noé.

Tali (Clara Niin) - Esposa de Cam.

Jafé (Gil Coelho) - Filho caçula de Noé.

Dana (Nicole Rosemberg) - Esposa de Jafé.

Zeno (Leonardo Medeiros) - Líder da cidade de Enoque e inimigo de Noé. Um homem corrupto que tenta de todas as formas tomar a Arca.

Ninrode (Pablo Moraes) - Exímio caçador, forte e destemido. Se torna poderoso na Terra e almeja engrandecer seu nome ao projetar uma cidade e uma torre que chegue aos céus. O que ele desconhece é que o seu maior aliado pode se tornar o seu empecilho.

Semíramis (Francisca Queiroz) - Ao sofrer nas mãos do marido, transfere todo seu amor para o filho Ninrode, colocando nele todas as suas expectativas. Qual não é sua surpresa ao ver o que ela tanto protege, inevitavelmente escapando pelos seus dedos.

Cuxe (Marcelo Galdino) - Marido relapso e violento para Semíramis. Pai ausente para Ninrode. Por carregar o peso da maldição dos descendentes de Cam, não aceita que o filho possa ser mais do que ele e por isso o despreza.

Gomer (Giuseppe Oristânio) - Primo de Ninrode, toma para si a responsabilidade de criá-lo quando vê o desprezo do pai pelo rapaz. Se esforça para mantê-lo nos caminhos de Deus, mas tem a surpresa da sua vida ao saber que ele quer construir a Torre de Babel.

Liba (Pâmela Tomé) - Menina doce e de família, é a única que não demonstra admiração pelos grandes feitos de Ninrode. É exatamente essa atitude que desperta nele um grande interesse por ela. Mas ninguém imagina o alvoroço que isso pode trazer.

Harete (Eline Porto) - Prima de Ninrode e completamente apaixonada por ele. Secretamente, sonha em ser sua mulher e ao ver que seus avanços não são correspondidos, decide aumentar o nível do jogo.

Rá (Ângelo Paes Leme/ Júlio Braga) - Marido de Amat, pai de Abrão e Harã.

Chega em Ur dos Caldeus cheio de sonhos, em busca de uma vida próspera para sua família. Mas será que ele está mesmo disposto a pagar o preço para ter seus objetivos?

Amat (Branca Messina/Regina Sampaio) - Uma mulher de fé, apaixonada pelo marido Terá. Grávida do primeiro filho, o apoia em sua decisão de se mudar para Ur dos Caldeus, mesmo desconfiada dos perigos que o lugar pode trazer aos princípios dos dois.

Nadi (Camila Rodrigues/ Esther Góes) - Sacerdotisa em Ur dos Caldeus. Se encanta pela fidelidade que Terá tem para com a sua esposa e vive um conflito por saber que para tê-lo, terá que escolher entre seu coração e a sua devoção aos deuses.

Harã (Ricky Tavares) - Segundo filho de Terá, segue nos passos de seu pai e se torna seu braço direito. Apaixonado por Reduana desde criança, vê seu sonho realizado quando se casa com ela, mas as coisas não acontecem bem como ele esperava.

Reduana (Tammy Di Calafiori/ Dedina Bernadelli) - Se vê realizada por se casar com seu amor de infância, Harã mas seus sonhos ao lado do homem que ama e os filhos que gerou não se concluem.

Naor (Daniel Blanco/ Jorge Pontual) - Filho caçula de Terá, esperto com os negócios, se gaba por ser mulherengo, quando na verdade nutre um sentimento sincero pela única mulher que não pode ser dele.

Lamassi (Gustavo Falcão/ Tião D'Ávila) - Conheceu sua esposa e grande amor de sua vida Iafa, através de seu amigo Terá. Se torna seu servo de confiança e é incumbido com um segredo que tem que ser guardado a sete chaves.

Iafa (Thaís Belchior) - Se torna grande amiga de Amat e fica ao seu lado nos momentos mais difíceis. Forma uma linda família com o marido Lamassi, sem imaginar que levaria para casa mais do que barganhou.

Ibbi-Sim (Felipe Roque) - Rei de Ur. Não é um mau rei, mas é inseguro e inexperiente. Por causa disso, sofre muitas traições e derrotas.

Enlila (Maria Joana) - Primeira esposa do Rei Ibbi-Sim e rainha de Ur. Mulher maquiavélica e manipuladora com facilidade assombrosa.

Sara (Laryssa Ayres/ Adriana Garambone) - Apesar de muito amada pelo marido Abraão, tem que lidar com a dor do desprezo das pessoas por ser incapaz de dar um herdeiro ao marido, numa sociedade onde o valor da mulher está na quantidade de filhos que gera.

Adália (Cássia Sanches/ Carla Marins) - Filha de Lamassi e Iafa e melhor amiga de Sara. Coloca todas as suas esperanças em um amor proibido e se ressente ao ver sua amiga ter o que ela tanto deseja.

Eliézer (Ronny Kriwat) - Abandonado quando pequeno, se torna parte de uma família depois de ser encontrado por Abraão e Sara, que o considera.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Muitos artistas afirmam não gostar de rever seus trabalhos na TV, mas para a atriz Anajú Dorigon, 26, isso não é um problema. A artista, que deu vida à vilã Jade, em "Malhação Sonhos" (Globo, 2014), não só festejou o retorno do folhetim à grade da emissora, como já começou a rever os episódios, sem nem esperar a reestreia, no próximo dia 25.

"Esse trabalho foi um marco para todos nós que fizemos, que contamos essa história", afirma a atriz e modelo, que mesmo se descrevendo como bastante crítica ao seu trabalho, diz que foi muito especial revisitá-lo. Em uma conversa leve e descontraída, ela conta à reportagem que rever os episódios mais de cinco anos depois trouxe um sentimento de gratidão.

"Malhação Sonhos" vai substituir "Malhação - Viva a Diferença" (Globo, 2017-2018), como a segunda reprise da emissora na faixa das 18h desde o início da pandemia, em março de 2020. Diferentemente das outras novelas da Globo, que já retomaram as gravações, "Malhação" ficará sem episódios inéditos em 2021, após suspender "Malhação Transformação", que estava prevista.

Esse hiato sem episódios inéditos de "Malhação" acontece logo após as celebrações de 25 anos da novela teen. Como parte das comemorações, a primeira temporada foi reprisada pela primeira vez no ano passado, no canal Viva.

Também em 2020, estreou no Globoplay a primeira série derivada da franquia, trazendo o elenco de "Malhação: Viva a Diferença" para "As Five".

Em meio a esse momento atípico, "Malhação Sonhos" foi a escolha da emissora para ser reprisada, e traz de volta um dos casais mais queridos do público, conhecido como "Perina", formado pela junção dos nomes de Pedro (Rafael Vitti) e Karina (Isabella Santoni). A trama foi escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, e teve supervisão de Glória Barreto.

A edição de 2014 teve três indicações ao Troféu Imprensa, sendo duas na categoria revelação do ano, para Isabella Santoni, 25, e Rafael Vitti, 25 –a atriz conquistou o prêmio na ocasião. A terceira indicação foi na categoria melhor novela.

Para Anajú, "Malhação Sonhos" foi sua primeira oportunidade na TV, onde deu vida à vilã Jade. A história da personagem muda muito durante a trama, após descobrir que sua mãe, Lucrécia (Helena Fernandes), estava doente, lutando contra um câncer. "Fomos vendo uma jovem com questões internas e, entre as infinitas possibilidades, ela escolheu se tornar uma pessoa melhor."

"Essa personagem vai amadurecendo, através de todas as relações que ela teve.

Ela com a Bianca (Bruna Hamú), com o Cobra (Felipe Simas), com a mãe dela, Lucrécia, com o Edgard (Guilherme Piva)", continua a atriz.

O principal destaque é a relação de Jade com seu par romântico, Cobra, que também evolui ao longo da história. "Ao mesmo tempo em que eles se encontraram na dor, um levou o outro a ir se transformando", diz Anajú sobre o casal. No final da edição, Jade e Cobra se casam e vão morar em Belo Horizonte.

A atriz lembra do clima divertido durante as gravações. "Eram todos atores que queriam muito aprender e fazer dar certo", afirma. Segundo ela, todos estavam muito focados e animados em estar ali, "para muitos do elenco, aquele era o primeiro papel da carreira".

Após "Malhação", Anajú realizou outros projetos, como atuar na novela "Órfãos da Terra" (Globo, 2019) -a trama de Thelma Guedes e Duca Rachid ganhou três prêmios internacionais (Emmy, Seoul Internacional Drama Awards e Rose D'Or Awards).

Com a pandemia do novo coronavírus, no entanto, tudo teve que ser suspenso, e ela retornou a Campinas, no interior paulista, para a casa dos seus pais. Segundo a artista, foi um momento de focar em novos sonhos, como o lançamento da marca de roupa "La Femme 368", cuja primeira coleção será inspirada na era de ouro de Hollywood. A previsão é para o fim de fevereiro.

"Vou me aventurar nessa empreitada nova, que tem sido muito enriquecedora", afirma. "É uma marca que tem o meu dedinho em tudo, são os meus desenhos, modelos, e foi um processo especial participar da concepção de cada uma das partes desse projeto", explica Anajú, que durante esse processo de novos sonhos fez cursos de administração, investimentos e moda.

Mas não foi apenas trabalho e estudo para Anajú nesta pandemia. Ela diz que, ao mesmo tempo em que fez muitos cursos para cuidar da linha de roupas, se obrigou a descansar e aproveitar a companhia dos pais e do seu "filho canino", Woody.

"Aprendemos que dentro de nós existe uma fortaleza que nem sabíamos estar lá, mas tivemos que acessar". "Foi um período de muitas transformações, descobrimentos, de entender o que de fato importa, o que nos faz feliz", completa.

Entre tantas transformações, Anajú não esquece a importância e o carinho de seus fãs, que, segundo ela, fizeram campanhas nas redes sociais para pedir a volta de "Malhação Sonhos". E destaca ainda a importância dos artistas neste momento de dificuldades: "Temos a oportunidade de mostrar que é possível, que estamos todos juntos nisso e que vai passar, se fizermos a nossa parte, vai passar."

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O remake da novela ‘Pantanal’, clássico da dramaturgia brasileira e produzido na década de 1990 na extinta Rede Manchete, assinado por Benedito Ruy Barbosa, ganhará uma nova versão a ser produzida pela Globo, sob autoria de Bruno Luperi e supervisão do responsável pela trama original, sendo anunciado como uma das próximas novela das nove. As informações são do Área Vip.

Inicialmente planejada para ser estreada em 2021, logo em sucessão a ‘Um Lugar ao Sol’, de Lícia Manzo, que virá na sequência da fase final de ‘Amor de Mãe’, a possibilidade passou a diminuir com o passar do tempo, principalmente com o fato da próxima trama de João Emanuel Carneiro, que já vinha trabalhando com a escalação do elenco.

Após ter tratado como provável o adiamento da obra para meados de 2022, De acordo com novas informações obtidas pelo jornalista Flávio Ricco, do portal R7, a Globo deu um tempo para bater o martelo de maneira definitiva sobre a produção da nova ‘Pantanal’ ao longo do segundo semestre de 2021. Não existe, conquanto, uma definição certa mediante a pandemia do novo coronavírus e as queimadas na região pela qual servirá de cenário para o enredo.

A Globo convocou o elenco de ‘Um Lugar ao Sol’ e decidiu que as gravações estão planejadas a serem reiniciadas a partir de janeiro de 2021. Sendo assim, ‘A Força do Querer’, mesmo com os baixos índices de audiência, será mantido até o começo do próximo trimestre, dando continuidade ao cronograma já trabalhado inicialmente.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Globo surpreendeu ao ter tomado uma decisão jamais vista ao longo dos 25 anos de produção da novela teen ‘Malhação‘. Isso porquê a 28ª temporada do enredo, com o subtítulo de ‘Transformação’, seria lançada por volta de junho deste ano. As informações são do Área Vip.

Em substituição a ‘Toda Forma de Amar’, de Emanuel Jacobina, que devido a Covid-19, teve seu final adiantado em praticamente quatro semanas, sendo concluída na primeira semana de abril. Assinada por Priscila Steinman e Márcia Prates, com a supervisão de Ricardo Linhares, a Platinada optou por cancelar a produção, mesmo com as previsões de lançamento adiados para abril de 2021, tendo as gravações iniciadas a partir de janeiro.

O canal tratou por remanejar ‘Malhação – Transformação’ para meados de 2022. De acordo com novas informações obtidas pela colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a Globo bateu o martelo sobre o número de capítulos desta fase, sendo trabalhadas em torno de 100 capítulos. O encurtamento, curiosamente, não prejudicou o desenvolvimento do enredo, pelo contrário.

Paralelo a isto, atualmente em cartaz com a reprise da premiada temporada de ‘Malhação – Viva a Diferença’, de Cao Hamburger, o canal carioca busca candidatas para ocupar o horário: ‘Malhação – Sonhos’, exibida entre 2014 e 2015 e protagonizado por Bruna Hamú, Arthur Aguiar, Isabelle Santoni e Rafael Vitti, além da temporada de 2004, que trouxe a memorável Vagabanda nos papéis principais nesta 11ª temporada que foi estrelada por Juliana Didone, Guilherme Berenguer, Marjorie Estiano e João Velho.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Sucesso em 2016, a novela "Totalmente Demais", escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm voltou a agradar o público e conquistar boa audiência em sua reprise, que chega ao fim nesta sexta-feira (9).

Também provocou barulho nas redes sociais, com muitos fãs do casal Arliza pedindo um novo final para a história -na primeira versão, a mocinha terminou com Jonatas (Felipe Simas). Até mesmo os seus intérpretes, Fábio Assunção e Marina Ruy Barbosa chegaram a falar sobre a possibilidade de gravarem um desfecho alternativo.

Independentemente disso, o triângulo amoroso e a história de superação da menina que vem do interior, vence inúmeras dificuldades e se torna uma modelo de sucesso é novamente um fenômeno.

A média de audiência da edição especial de "Totalmente Demais" foi de 30 pontos na Grande São Paulo (cada ponto em 2020 equivale a 74.987 domicílios), número semelhante ao obtido em 2016, quando registrou média de 31 pontos na região.

No PNT (Painel Nacional da Televisão), ela registrou 29 pontos (cada ponto vale 260 mil lares). O índice é um pouco menor ao obtido pela sua antecessora "Salve-se Quem Puder", que teve que ser paralisada em março por causa da pandemia do coronavírus. Na última semana em que foi ao ar, de 16 a 21 de março, a trama inédita de Daniel Ortiz registrou 31 pontos de média no PNT.

Para Elmo Francfort, diretor do Instituto Memória da Mídia, a trama principal de "Totalmente Demais" é leve e remete a um conto de fadas, o que acaba atraindo o público especialmente nesse momento da pandemia. "A gente está precisando de esperança, de ter um final para tudo isso, para voltar a ter vida", diz. Outro fator que na visão dele explica o sucesso da novela é o crescimento da audiência da TV aberta nesse período, porque as pessoas estão mais tempo em casa e muitas não têm condições de pagar plataformas de streaming ou canais por assinatura.

O ator Felipe Simas, intérprete de Jonatas, disse acreditar que "Totalmente Demais" levou alegria ao telespectador em tempos difíceis. "É sempre bom relembrar um trabalho que nos trouxe tanta felicidade. Com o passar do tempo, compreendemos a qualidade do projeto. Um escrita que representa a realidade dos brasileiras, uma direção sensível, atores comprometidos com suas personagens e uma equipe que tinha prazer de estar no set", afirmou.

Assim como aconteceu em 2016, o último capítulo de "Totalmente Demais" terá novamente participação especial de Fedora (Tatá Werneck), de "Haja Coração" (2016), que novamente a sucederá. A novela de Daniel Ortiz, inspirada em "Sassaricando" (1987), será reprisada a partir de segunda (12) -a inédita "Salve-se Quem Puder", também escrita por Ortiz, já teve as gravações retomadas, mas só volta em 2021.

VEJA OS PRINCIPAIS FINAIS:

Arthur, Eliza e Jonatas: Apesar da torcida de parte do público para que o final da trama fosse alterado e Eliza ficasse com Arthur, a modelo termina a edição especial da novela ao lado de Jonatas (Felipe Simas). Depois de ver Eliza doar parte do seu fígado para salvar o jovem, o empresário se dá conta do grande amor que os une e decide abrir mão do que sente para que o casal possa viver esse romance. Desta forma, Jonatas surpreende Eliza ao aparecer no aeroporto e viaja com ela para Paris, no lugar que seria de Arthur. Na capital francesa, eles vivem dias românticos e conhecem a cantora Gabrielle Aplin. Além disso, o jovem vai conseguir fechar uma parceria entre a Bastille e uma marca francesa.

Carolina: Depois de desistir da viagem para Paris, Arthur decide procurar Carolina (Juliana Paes). O empresário cai literalmente de paraquedas em frente à amada, na praia em que a jornalista está com a irmã e os sobrinhos. Os dois reatam o relacionamento e formam uma nova família, ao lado de Gabriel (Ícaro Zulo), menino soropositivo adotado por ela, e Jojô (Giovanna Rispoli), filha dele com Natasha (Lavínia Vlasak).

Lili e Germano: Após muitos desentendimentos, Lili (Vivianne Pasmanter) e Germano (Humberto Martins) ficam juntos e curtem a chegada do filho recém-nascido.

Lu e Jamaica: O artista plástico prepara uma exposição em homenagem à amada. Lu (Julianne Trevisol) fica emocionada com a surpresa de Jamaica (Gabriel Reif)

Cassandra: No último capítulo, Cassandra (Juliana Paiva) finalmente consegue conquistar o que sempre sonhou e se torna famosa. Na exposição de Jamaica, Fabinho (Daniel Blanco), sem querer, acaba rasgando a roupa da namorada, que fica só de calcinha e sutiã. Lorena (Adriana Birolli) logo publica a foto na internet, o que faz Cassandra ficar conhecida. Ela termina a história ao lado de Fabinho.

Max: Depois de passar por alguns apuros com a sua família e de sofrer agressão por ser homossexual, Max (Pablo Sanábio) vai encontrar o amor. Ele conhece Fernando (Creo Kellab), primo de Adele (Jéssica Ellen), e os dois engatam um relacionamento.

Leila e Rafael: Apesar do romance improvável, Leila (Carla Salle) aceita o pedido de namoro de Rafel (Daniel Rocha) nos últimos capítulos da trama.

Comentar
Sucesso entre 2011 e 2012 · 18/09/2020 - 08h04 | Última atualização em 18/09/2020 - 13h26

Veja o destino dos principais personagens de 'Fina Estampa', que acaba nesta sexta


Compartilhar Tweet 1



A reprise de "Fina Estampa" (Globo) chega ao fim nesta sexta-feira (18) com sucesso semelhante ao de sua primeira transmissão, entre os anos de 2011 e 2012. Na época, a principal dúvida era sobre a possível morte da vilã Tereza Cristina (Christiane Torloni), que chegou a ser especulada na época.

A trama de Aguinaldo Silva, que foi trazida de volta devido à suspensão das gravações pela pandemia do novo coronavírus, voltou a conquistar o brasileiro e alcançou média de 34 pontos no Ibope, tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro –cada ponto equivale a 74 mil domicílio em SP e 47,4 mil no RJ– e superou "Amor de Mãe".

    Divulgação / TV Globo

Quem ainda não viu o final da trama de Aguinaldo Silva e quer se surpreender pode parar a leitura. Mas aqueles que querem relembrar o que aconteceu, não só com a vilã, mas também com Griselda (Lilia Cabral), Quinzé (Malvino Salvador) e Crô (Marcelo Serrado), podem acompanhar abaixo.
*
VEJA OS PRINCIPAIS FINAIS:
Griselda (Lilia Cabral): Após ser sequestrada por Tereza Cristina, ela se nega a implorar pela própria vida quando a vilã provoca um incêndio no cativeiro, e acaba salva por Antenor e Patrícia. É escolhida como paraninfa da turma de medicina de Antenor e faz o discurso na formatura dele, com a presença de quase todo o elenco na plateia. Na última cena, vê Tereza Cristina dentro de um carro e saca da bolsa uma chave de grifo, mas a vilã se afasta.

Tereza Cristina (Christiane Torloni): A vilã vai com Ferdinand ao Voyeur Motel, onde o assassina eletrocutado. Ao tentar recuperar as fitas que a incriminam, descobre que Ferdinand armou um plano para que divulgassem seu conteúdo caso ele fosse morto. Ela provoca um incêndio no cativeiro onde está Griselda, mas é impedida por Antenor e Patrícia. Foge de barco com Pereirinha em meio a um temporal e a embarcação aparentemente afunda. Na última cena, aparece dentro de um carro com os cabelos mais escuros e ri, mas se distancia quando Griselda ergue uma chave de grifo.

Crô (Marcelo Serrado): O mordomo fica atordoado após a polícia dizer que pode indiciá-lo como cúmplice de Tereza Cristina. Ele se tranca no armário do quarto dela, chorando pela fuga de sua "rainha", e só sai de lá quando Baltazar o convence. Os dois se abraçam. Ele recebe de herança metade da fortuna de Tereza Cristina e sua mansão, e Baltazar passa a trabalhar para ele. Crô não revela quem era seu amante secreto.

Antenor (Caio Castro): Conta para Patrícia que Griselda foi sequestrada e pede que ela o leve para o lugar aonde o encontrou quando ele foi sequestrado. Chega ao cativeiro quando Tereza Cristina coloca fogo no local. Ela aponta um revólver para ele, mas Patricia o salva. Batiza o filho no mesmo dia que o bebê da irmã Amália. Se forma em medicina e dá à mãe seu capelo após o discurso dela.

Ferdinand (Carlos Machado): Vai ao Voyeur Motel com Tereza Cristina, que prometeu a ele uma noite de amor caso ele sequestrasse Griselda e devolvesse a ela as gravações que a incriminam. Após ele dizer onde estão as fitas, ela manda ele tomar um banho na hidromassagem, onde acaba sendo morto.

Patrícia (Adriana Birolli): Leva Antenor ao local onde o encontrou quando ele foi sequestrado. Por causa da escuridão, os dois resolvem esperar amanhecer e dormem no carro. Ela acorda ao ver o cativeiro pegando fogo. Salva Antenor de levar um tiro da mãe e toma o revólver dela, mas não consegue atirar na própria mãe. Recebe um quarto da fortuna de sua mãe de herança.

Pereirinha (José Mayer): Com promessa de receber uma boa recompensa, foge de barco com Tereza Cristina em meio a um temporal. Os dois são perseguidos por um helicóptero. A embarcação aparentemente afunda.

Guaracy (Paulo Rocha): Ajuda a polícia na busca por Griselda após o sequestro dela. Termina a novela como seu par romântico.

Renê (Dalton Vigh): Fica com Vanessa (Milena Toscano) .

Baltazar (Alexandre Nero): Convence Crô a sair do armário ao dizer que a vida não tem graça sem ele. E vira motorista particular de Crô depois que ele fica rico.

Wallace Mu (Dudu Azevedo): Vence a luta contra Muralha e recupera o título de campeão mundial de MMA. Durante o agradecimento, diz que Dagmar (Cris Vianna) conquistou seu coração.

Leandro (Rodrigo Simas): Após vencer a luta contra Pantera, diz a seu treinador que quer ir longe como lutador.

Esther (Julia Lemmertz): Fica com a filha Vitória após a Justiça decidir que o pedido de Beatriz (Monique Alfradique) não tinha viabilidade jurídica.

Teodora (Carolina Dieckmann): Fica com Quinzé (Malvino Salvador).

Amália (Sophie Charlotte): Chora ao saber que a mãe foi sequestrada. Batiza o filho no mesmo dia que o bebê do irmão Antenor.

Juan Guilherme (Carlos Casagrande): Fica com Letícia (Tânia Khalill).

Comentar

Compartilhar Tweet 1



"Êta Mundo Bom!" (2016) chega ao fim nesta sexta-feira (11), no Vale a Pena Ver de Novo, da Globo, com performance superior à sua antecessora na faixa, a reprise de "Avenida Brasil" (2012), que já tinha sido um grande sucesso.

No Painel Nacional de Televisão (PNT), a história do caipira Candinho (Sergio Guizé) registrou média de 22 pontos de audiência (cada ponto equivale a 260.558 domicílios), três a mais que a saga de Carminha (Adriana Esteves) e Nina (Débora Falabella).

    Divulgação / TV Globo

Em São Paulo e no Rio, a trama escrita por Walcyr Carrasco também é considerada um fenômeno, com média de 21 e 24 pontos, respectivamente. "É a melhor performance de uma novela do Vale a Pena Ver de Novo em, pelo menos, nos últimos dez anos", afirma a Globo, em nota. Em muitos momentos, a trama teve audiência superior a da novela das seis, a reprise de "Novo Mundo" (2017).

O que explica tamanho sucesso? Para o autor, a história leve e bem-humorada de "Êta Mundo Bom!" funcionou como um respiro diante das tensões e incertezas provocadas pela pandemia do novo coronavírus -a novela passou a ser reprisada no fim de abril, quando o número de mortes pela Covid-19 estavam em alta e grande parte do país teve de ficar em isolamento social.

"O fato de trazer uma mensagem de esperança em dias tão difíceis torna a novela luminosa. Eu acredito que o telespectador se sente bem em assistir", afirmou Carrasco em entrevista por e-mail ao F5.

Carrasco já contou em outras oportunidades que para escrever o enredo se inspirou no conto "Cândido ou O Otimismo" (1759), do francês Voltaire, e no filme brasileiro "Candinho" (1954), protagonizado por Mazzaropi -este último que já era baseado no texto iluminista de Voltaire.

Para Elmo Francfort, diretor do Instituto Memória da Mídia, "Êta Mundo Bom!" é uma novela gostosa de se ver, que tem romance, leveza e toques de humor "que se igualam ao segredo dos filmes de Mazzaropi". "É um oásis, um colírio para olhos e cabeças nervosas com a situação atual. A pureza da trama fará sucesso sempre", afirmou.

Em 2016, quando passou pela primeira vez na faixa das 18h, a história também foi considerada um fenômeno -teve a melhor audiência no horário desde "O Profeta", de 2007.

Claudino Mayer, doutor em ciências da comunicação e especialista em teledramaturgia pela USP (Universidade de São Paulo), destaca que, além de ser lúdica e passar uma mensagem otimista, o enredo principal tem um elemento forte que costuma atrair o público: o amor de uma mãe (Anastácia, vivida por Eliane Giardini), que faz de tudo para encontrar seu filho (Candinho).

Se por um lado, pode-se fazer uma crítica há ingenuidade de muitos dos personagens, como a jovem do interior Mafalda, vivida por Camila Queiroz, e a sua curiosidade sobre o "cegonho", por outro, é justamente essa ingenuidade que agrada o público, especialmente, no momento atual, segundo avalia Mayer. "É fazer o espectador acreditar que aquele mundo do Candinho, de uma certa maneira, ainda existe".

Para fazer o caipira que leva a sério o seu lema de vida, "tudo o que acontece de ruim na vida da gente é pra 'meiorá'", o ator Sergio Guizé contou que se inspirou no seu ídolo Charles Chaplin e fez uma homenagem à sua avó Maria, que era do interior do Paraná. "Foi ela que me criou, e ela falava desse jeito [caipira] e era muito engraçada", disse ele.

Segundo Walcyr Carrasco, a interpretação do ator foi fundamental para transformar Candinho em um sucesso. "Sergio Guizé entendeu perfeitamente a essência do personagem e o jogou para cima". Ele também destacou a direção de Jorge Fernando (1955-2019), que comandou um elenco afinado.

REPERCUSSÃO
O autor afirmou que recebe muitas mensagens positivas dos espectadores da trama, que torcem pelos personagens e, claro, querem que a vilã, Sandra (Flávia Alessandra) tenha seu castigo -ela será condenada pelos crimes que cometeu e vai presa no último capítulo.

Durante a quarentena, o autor disse que conseguiu acompanhar a reprise e que não faria nada de diferente na história. Questionado sobre a possibilidade de fazer uma série sobre o núcleo da Fazenda Dom Pedro 2º, como sugeriu a atriz Elizabeth Savala, a divertida Cunegundes, em entrevista à Folha de S.Paulo, Carrasco despistou: "Eu acredito que cada experiência na vida tem seu tempo e, mesmo uma experiência maravilhosa como 'Êta Mundo Bom!', também tem o momento de nascer, desabrochar e terminar".

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O bairro do Leblon e as paisagens cariocas estarão de volta às telinhas a partir da próxima segunda-feira (7), com a chegada de "Laços de Família" ao Vale a Pena Ver de Novo, da Globo. Para o ator Tony Ramos, 72, trazendo uma história ainda atual, apesar de ter ido ao ar pela primeira vez há 20 anos.

"Quando você analisa uma obra como a do Maneco [Manoel Carlos], está observando o olhar do autor sobre o cotidiano, muito particularmente. Se refizer a história hoje, ela é presente", afirmou o ator em conversa online com a imprensa.

"Ele é um grande autor, um literato, muito culto, mas que nunca teve um olhar blasé para a novela".

Exibida pela primeira vez entre os anos 2000 e 2001, a novela é considerada por muitos a melhor de Manoel Carlos, 87 -Maneco, para os íntimos- e também um dos maiores folhetins da teledramaturgia brasileira. Agora, ela volta ao ar substituindo a atual reprise da tarde, "Êta Mundo Bom" (2016).

Tony Ramos dá vida ao viúvo Miguel, um homem culto e charmoso, dedicado aos filhos: Ciça (Júlia Feldens) e Paulo (Flávio Silvino), com destaque para o tratamento do filho, que tem sequelas neurológicas resultantes de um acidente de carro. No decorrer da história, ele ainda se envolve com Helena (Vera Fischer).

Para o ator, a novela em geral faz parte da identidade do brasileiro, mas Manoel Carlos tem um diferencial em suas obras: "Há uma identificação, [uma necessidade] de entender esse cotidiano, e cada autor tem seu jeito de fazer isso.

O que o Maneco tem é esse olhar pela janela mais longo, mais profundo. É um texto que faz muito bem aos ouvidos".

Ana Carbatti, 50, que interpreta a médica Aline, concorda e destaca que Manoel Carlos tem a capacidade de escolher as frases certas. "Quando você lê um texto dele percebe que as palavras não estão ali jogadas, à toa. Ele consegue de maneira simples se comunicar com as pessoas de todos os níveis sociais. É um talento, não é para qualquer um".

Já o público que as novelas atraem tem um comportamento bastante particular, segundo Tony Ramos. Para ele, espectador desse tipo de entretenimento é "aquele desarmado". "Ele [o espectador] não liga a televisão e diz 'vamos ver o que tem de bom hoje', mas sim 'o que será que fulano vai aprontar?'", afirma.

O artista diz ainda que saber que a história contada na novela de fato aconteceu com alguém dá ao ator a real dimensão do que a novela representa para grande parte do público. Para ele, é como se não existisse mais a "divisória que separa a ficção da realidade."

NA CASA DAS PESSOAS
Giovanna Antonelli, 44, que interpretou um dos personagens marcantes de "Laços de Família", a garota de programa Capitu, afirma que estar no elenco da novela de Manoel Carlos foi um "divisor de águas" em sua carreira. Ela destaca a forma humanizada como o autor construiu os personagens, "fugindo da superficialidade".

"Acredito que a história da Capitu é real, existe. Ela era batalhadora, cuidava dos pais, boa mãe, uma mulher apaixonada e apaixonante. Há uma justificativa para estarmos na casa das pessoas todos os dias", avalia a atriz.

Capitu se envolve com o filho mais velho de Helena, Fred (Luigi Baricelli), com quem viveu um romance na adolescência. Eles voltam a se apaixonar na fase adulta, quando ele já está casado com Clara, interpretada por Regiane Alves, que também não poupa elogios ao autor. "Parece que ele está dentro de casa olhando pelo buraquinho da porta", afirma.

Para Baricelli, a trama se destaca pela intensidade de sentimentos, ou seja, por sua carga emocional. "Nós não atuávamos, nós existíamos", brinca. "Muitas vezes ficamos no passado, no futuro e perdemos aquele momento da vida. Todos tiveram destaque, era um time querendo fazer aquilo acontecer, existindo naquele momento, no presente. É mais do que uma novela, era uma lição de vida."

Comentar
Vai substituir 'Fina Estampa' · 02/09/2020 - 10h52

Novela 'A Força do Querer' volta ao ar na Globo a partir de 21 de setembro


Compartilhar Tweet 1



A edição especial da novela "A Força do Querer" volta a ser exibida na Globo a partir do dia 21 de setembro. A trama de 2017, assinada por Gloria Perez, vai substituir "Fina Estampa" (2011), na faixa das 21h.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, a exibição de "Amor de Mãe" teve de ser interrompida em março. As gravações da trama já foram retomadas, mas a novela só vai voltar ao ar em 2021.

Com um elenco renomado, com nomes como Juliana Paes, Paolla Oliveira, Isis Valverde, Emilio Dantas, Marco Pigossi, Carol Duarte, entre outros, "A Força do Querer" registrou bons resultados quando foi exibida pela primeira vez.

O personagem de Carol Duarte, Ivana, que se descobre transexual, foi um dos grandes destaques da trama. A história fez parte de uma estratégia da Globo por mobilização popular para começar a discutir sobre sexualidade e identidade de gênero.

    Divulgação

 

Comentar
Está seguindo protocolos · 17/08/2020 - 17h11

Globo estaria confinando atores em hotel para gravações


Compartilhar Tweet 1



Após meses de paralisação, a Globo decidiu retomar as gravações de suas novelas no começo de agosto. A emissora está seguindo protocolos de distanciamento e mudou as normas de higiene. Além disso, o canal de televisão também estaria confinando os atores que não são do Rio de Janeiro em hotéis. As informações são do iG/ Gente. 

Segundo a jornalista Carla Bittencourt, do jornal Extra, a medida foi de comum acordo entre o elenco e a Globo. Os artistas que não moram na capital fluminense ficam confinados durante o período que estão gravando e depois voltam para suas casas, ao contrário de como era feito anteriormente, quando eles ficam no Rio ao longo de toda a produção. 

Quem vai de carro até a cidade maravilhosa deve se apresentar na emissora dois dias antes das gravações, para poder ter tempo de realizar o teste para Covid-19. Para quem pega avião as medidas são ainda mais rígidas, como é o caso de Irandhir Santos, o Álvaro de "Amor de Mãe". Ele mora em Recife e deve chegar no Rio sete dias antes de começar a gravar, para poder realizar o teste e se isolar.

Comentar
22 pontos de audiência · 05/05/2020 - 10h06 | Última atualização em 05/05/2020 - 19h54

'Êta Mundo Bom!' bate recorde na primeira semana e é a melhor desde 2000 no horário


Compartilhar Tweet 1



A novela "Êta Mundo Bom!" (Globo) teve ótimo desempenho na emissora logo em sua semana de estreia. Em São Paulo, a novela registrou 22 pontos de audiência, a maior média da primeira semana de uma história no Vale a Pena Ver de Novo desde 2000.

Já no Rio, a trama de Walcyr Carrasco também se destacou e registrou 24 pontos, melhor índice desde 2009.

A trama substitui "Avenida Brasil" que também teve bons índices. As cenas em que Carminha (Adriana Esteves) é desmascarada e expulsa da mansão, que foram exibidas em 16 de abril, bateram recorde de audiência com 28 pontos em São Paulo, 32 no Rio de Janeiro, e 29 no PNT (Painel Nacional de Televisão).

No Google, desde 21 de março, houve crescimento de 2400% nas buscas por "Avenida Brasil". E "Quem matou Max?", um dos suspenses do final, foi a pergunta mais pesquisada entre nos dias 22 e 23 de abril.

Mas a audiência boa na estreia de "Êta Mundo Bom!" não é de hoje. Em janeiro de 2016, a novela marcava 26 pontos em seu primeiro capítulo na versão original. Era o maior índice de estreia de uma trama das 18h desde 2010.

Exibida há quatro anos na faixa das seis, a história do ingênuo e otimista Candinho, interpretado por Sérgio Guizé, conquistou o público e bateu recorde -a trama terminou com 31,7 pontos de audiência na Grande São Paulo, segundo Kantar Ibope, melhor índice da emissora no horário desde 2007.

Em entrevista à reportagem, o ator Sergio Guizé disse que o público poderia esperar uma trama envolvente. "A trama fala de esperança e de respeito, tudo o que a gente não tem visto hoje, principalmente aqui no Brasil, onde está rolando uma coisa de ódio e de guerra. Candinho é um personagem muito bonito, que quer unir as pessoas e jamais pensa o mal do outro. Tem muita cena dele dividindo pão, dando lição de moral em bandido, em político", afirma.

Comentar
Após suspender novelas · 09/04/2020 - 15h24

Globo reduz salários de atores após suspender novelas, diz site


Compartilhar Tweet 1



A Rede Globo carioca teria feito um corte no salário de diversos atores por conta da pandemia do coronavírus. A situação teria irritado os atingidos, já que foram pegos de surpresa ao verificar os valores depositados na última segunda-feira (06/04). As informações são do site Na Telinha.

Ainda segundo o site, o elenco global recebe os salários no quarto dia útil de cada mês, por isso os valores caíram na última segunda-feira. Para a surpresa deste grupo, parte dos vencimentos teria sido cortado sem nenhum aviso prévio.

O corte, porém, não seria por conta da crise econômica em que o país se encontra devido a Covid-19, e sim por uma questão contratual. Os artistas da Globo recebem um valor de até 30% a mais quando trabalham em alguma produção da emissora. Vale lembrar que todas as gravações foram suspensas para evitar aglomerações.

O site afirma que atores das novelas Amor de Mãe, Salve-se Quem Puder, Em Seu Lugar e Nos Tempos do Imperador tiveram o percentual retirado.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Vencedora do Emmy Kids Internacional 2018, "Malhação: Viva a Diferença" (2017-2018) retorna à Globo, em versão especial, nesta segunda-feira (6). Primeira temporada da novela juvenil ambientada em São Paulo, a trama de Cao Hamburger conta o drama das amigas Keyla (Gabriela Medvedovski), Ellen (Heslaine Vieira), Lica (Manoela Aliperti), Tina (Ana Hikari) e Benê (Daphne Bozaski).

Durante uma pane do metrô paulista, Lica, Ellen, Tina e Benê se veem presas no mesmo vagão em que Keyla entra em trabalho de parto. O nascimento da criança marca o vínculo entre essas cinco garotas de raízes, vivências e personalidades distintas: uma rica de estilo alternativo, uma hacker da periferia, uma rebelde e artista sansei, uma tímida e solitária que quer muito ter amigas e uma mãe adolescente.

Elas formam as Five, que recentemente virou um spin-off do Globoplay. A série "As Five", que deve estrear no final do primeiro semetre deste ano, vai mostrar as cinco jovens mais velhas e em conflitos adultos. Na história, o salto será de seis anos. Para as atrizes, esse novo universo é motivo de empolgação, por ser mais próximo do momento que elas próprias estão vivendo, mas também gera um pouquinho de preocupação, por terem que "envelhecer" as personagens, sem deixar que elas percam a essência.

Cao Hamburger afirma que produzir a 25ª temporada de "Malhação" em São Paulo possibilitou representar um microcosmos do Brasil em toda sua pluralidade.

"São Paulo tem a ver com o conceito de diversidade do povo brasileiro e é uma metrópole que tem a caraterística de ter pessoas de backgrounds diferentes. Também queria que tivesse um multiprotagonismo."

Diretor artístico da temporada, Paulo Silvestrini relembra que ter mais de uma protagonisa na história fez com que a trama não fosse centrada em apenas um universo, mas contemplou outras tribos e formas de olhar as questões jovens e contemporâneas. "Ela fala do encontro de cinco universos distintos, um vínculo que independe das afinidades. Elas percebem não ser fácil, mas muito enriquecedor conviver e confrontar as diferenças."

Os conflitos, que variam desde gravidez na adolescência a abandono parental, fugiu do comum das tramas construídas para "Malhação". Em vez de focar em um romance tradicional, o amor das cinco amigas tomou conta do enredo.

Ana Hikari não esconde a felicidade em estar de volta com a novela exibida há três anos. "Fiquei muito feliz e empolgada, porque é um projeto que discute temas importantes para a sociedade." Na história, Tina vive uma paixão proibida por Anderson (Juan Paiva).

Em entrevista ao Gshow, a atriz diz acreditar que o modo como Tina encara o amor é bem diferente de a sua visão particular. "A maneira dela enxergar os relacionamentos é muito diferente (ela é super romântica, eu sou muito desapegada). Ela também é bem ligada em moda e roupas, além de ser um tanto convencida (quase se acha), entre outras coisas."

Manoela Aliperti, a Lica, também diz que será um será um prazer rever "Malhação", porque foi uma temporada que abordou vários assuntos expressivos socialmente. "Foi muito importante fazer parte de um projeto que trata de assuntos tão importantes como empoderamento feminino, discriminação racial, preconceitos, pois pude contribuir para um trabalho que foi relevante tanto para mim, quanto para as pessoas que assistiram na época."

Gabriela Medvedovski, intérprete de Keyla, que deu vida à mamãe de primeira viagem, afirma que fazer a estudante lhe proporcionou uma verdadeira revolução na sua vida. "Cresci e amadureci muito, tanto pessoalmente quanto profissionalmente."

A atriz disse ainda que a novela juvenil trouxe desafios que "eu nunca tinha passado e me deu ferramentas para enfrentar outros que ainda vão surgir". "Foi um ano inteiro de muitas experiências e eu, com certeza, saí uma pessoa diferente daquela que entrou lá no início", relembrou Medvedovski ao Gshow.

"Ellen é meu xodó. Forte como uma rocha e, por dentro, sensível como uma flor. Ela me desafiou tanto, por falar de questões que eu também vivi, mas com outros pontos de vista. Me fez crescer", disse a atriz Heslaine Vieira. Na história, Ellen é moradora da periferia e não mede esforços para realizar seus sonhos através dos estudos.

Outro destaque da história de Cao Hamburger é a atuação da atriz Daphne Bozaski, que interpreta a jovem autista Benê, e aos primeiros beijos entre pessoas do mesmo sexo, desde selinhos em um beijaço até o romance entre Lica e Samantha (Giovanna Grigio).

"Além de falar sobre tolerância e a riqueza que existe na convivência das diferenças, falamos sobre a adolescência, os problemas com a família, os problemas com eles mesmos. Mostramos como nossos personagens vivem as angústias e os descobrimentos desse momento da vida, que é muito rico e, ao mesmo tempo, conturbado", explica Cao Hamburger, sobre a diversidade.

"Foi um marco na minha carreira. Além da Benê ter sido uma personagem desafiadora por estar no espectro autista, foi a minha primeira novela e ganhamos o Emmy Internacional Kids. Com certeza foi um trabalho muito importante", diz a atriz Daphne Bozaski ao Gshow.

PANDEMIA DO CORONAVÍRUS
O retorno de "Malhação: Viva a Diferença" ocorre em decorrência da suspensão das gravações do núcleo de dramaturgia da Globo devido ao avanço do novo coronavírus no Brasil. A emissora estava preparando a estreia da nova temporada, "Malhação - Transformação", quando decidiu parar a produção para evitar o contato físico, estratégia considerada fundamental para conter a expansão do vírus.

"Não há novelas sem abraços, apertos de mãos, beijos, festas, cenas de briga, cenas de amor, cenas de carinho, tudo aquilo que reflete a vida real, mas que, hoje, não pode ser encenado em segurança. Interrompendo as gravações, protegemos nossos talentos e, ao mesmo tempo, a sociedade: evitando o contágio aqui, evitamos que ele se espalhe lá fora. O nosso primeiro compromisso é com a saúde de nossos colaboradores e do público", informou a emissora, em comunicado.

A mudança também afetou outros folhetins, como "Amor de Mãe", "Salve-se Quem Puder" e "Malhação: Toda a Forma de Amar", que teve que ser encurtada pelo autor Emanuel Jacobina. Ao lado do supervisor artístico Carlos Araújo e do diretor artístico Adriano Melo, Jacobina decidiu que os protagonistas Pedro Novaes (Filipe) e Alanis Guillen (Rita) narrariam o final dos personagens no último episódio, além de abordarem questões de saúde pública na narrativa -tema presente neste momento de quarentena.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A novela "Amor de Mãe" vai entrar em reprise a partir da próxima semana. Segundo a coluna de Patrícia Kogut, em O Globo, a decisão foi tomada em reunião nesta segunda-feira (16) com a direção da Rede Globo.

Ontem, a emissora já havia confirmado que as gravações na novela seriam canceladas. O trabalho só será retomado nos estúdios quando não houver mais risco à saúde de atores e toda a equipe.

Os capítulos inéditos só vão até o fim desta semana. Após o capítulo 102, será exibido um grande resumo sobre a trama.

"Os trabalhos de "Salve-se quem puder" seguem normais. Já "Éramos seis" terminará de ser gravada nesta quarta, 18, a princípio", diz a colunista. A Globo decidiu ainda que Malhação será encurtada.

Comentar
Saiba detalhes! · 11/03/2020 - 10h44 | Última atualização em 11/03/2020 - 10h50

Glória Perez afirma: “Não podemos dar palco para o goleiro Bruno”


Compartilhar Tweet 1



    Divulgação

Depois de criticar publicamente a série sobre o assassinato de Eliza Samúdio, Glória Perez comemorou a decisão da Globo de desistir do projeto. “Não podemos dar palco para o goleiro Bruno”, disparou a teledramaturga. As informações são do Metrópoles.

Em entrevista ao colunista Maurício Stycer, do Uol, Glória Perez falou sua opinião após a série ter sido cancelada – informação divulgada pela jornalista Patrícia Kogut.

“Aplaudo a decisão. Bruno é um criminoso cruel e narcisista, disposto a tudo para resgatar a posição de ídolo. Dar-lhe palco é ajudá-lo nisso, é propiciar que seja chamado a vários programas de TV para vender-se como goleiro, vitimizar-se e opinar sobre a escolha do elenco”, comentou Glória Perez.

Após a repercussão negativa, a Globo optou por não dar continuidade ao projeto da série. A produção teria Vanessa Giácomo como Eliza Samúdio e direção de Amora Mautner.

Glória Perez era mãe de Daniella Perez, assassinada em 1992 por seu, à época, namorado, Guilherme de Pádua.

Comentar
Momento esperado pelo público · 20/02/2020 - 11h07

Amor de Mãe: Thelma descobre que criou o filho roubado de Lurdes


Compartilhar Tweet 1



    Reprodução/TV Globo

O momento mais esperado de  pelo público em ‘Amor de Mãe’ pode estar prestes a acontecer. Desde os primeiros capítulos da novela estreou, o maior mistério da trama é quem criou o filho roubado de Lurdes (Regina Casé). As informações são do Área Vip.

De acordo com a coluna de Patrícia Kogut, se Manuela Dias seguir o roteiro e não fizer mudanças de última hora, a revelação será feita para o telespectador nos próximos capítulos da novela. Como especulado no início, Domênico realmente foi criado por Thelma (Adriana Esteves) e recebeu o nome de Danilo (Chay Suede).

Na comemoração do aniversário de Lurdes, os filhos vão preparar uma homenagem especial fazendo um vídeo cheio de imagens importantes ao longo de sua vida. Todos estarão reunidos na casa da babá e verão um foto de Domênico quando criança, antes do pai vendê-lo para Kátia (Vera Holtz).

A essa altura, o  público e alguns personagens da trama já saberão que Thelma  Esteves) não é mãe biológica de Danilo, que será apresentado a uma farsante como sendo sua verdadeira mãe.  Quando vir as imagens do vídeo de homenagem a Lurdes, a dona do restaurante levará um susto e reconhecerá o filho adotivo nas fotos.

Se a história realmente for ao ar, a maior expectativa do público será saber como Thelma passará a agir a partir da descoberta e quando Lurdes descobrirá a verdade sobre o filho roubado na infância.

No capítulo desta quinta (20/02), Thelma expulsa Jane do restaurante e pede que a amiga se afaste de sua família. Jane se despede de Durval, que sofre ao ter descoberto a verdade sobre Danilo. Camila e Danilo comemoram a notícia da gravidez de Thelma. Januário e Oliveira decidem se unir para confrontar Lurdes. Durval confessa a Thelma que sabe que Danilo é adotado, e a mulher exige que o amigo guarde segredo. Álvaro pede que Verena agrade Nicete e Betina. Jane se despede de Matias. Durval acaba contando para Natália o segredo de Thelma. Natália se incomoda com Thelma. Lurdes se irrita com Oliveira e Januário, e Érica conversa com a mãe. Raul comenta com Vitória que gostou da reunião com possíveis investidores da PWA. Lurdes pede que Januário descubra notícias de sua mãe. Manipulada por Álvaro, Nicete pede que Betina não confronte o irmão. Chega o dia da disputa de Raul e Álvaro pela presidência da PWA. Betina hesita em escolher o novo presidente da empresa.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Nos próximos capítulos de Amor de Mãe, algo bastante comum no meio artístico vai atingir Ryan (Thiago Martins) em cheio: o sucesso subirá à sua cabeça. Com isso, o filho de Lurdes (Regina Casé) vai tomar atitudes que deixarão sua família em alerta. Com informações do Metrópoles.

Com o crescente sucesso, que leva o rapaz a ser seguido frequentemente por fãs e jornalistas, Érica (Nanda Costa) – empresária e irmã de Ryan – afirma que ele precisa sair da casa da família e ir para um outro lugar no qual tenha mais privacidade. Assim, ele passa a viver em um hotel.

Lurdes dá bronca em Ryan

O fato de morar sozinho, no entanto, acaba sendo um pouco prejudicial para o jovem artista. Após uma passagem de tempo de seis meses, isso fica comprovado quando Ryan se mostra um tanto quanto descontrolado. Famoso, mas sozinho, ele começa a se embriagar com frequência e toma atitudes preocupantes, como lançar uma música nova sem qualquer tipo de planejamento ou ações de marketing.

Preocupada com as atitudes do irmão, Érica não pensa duas vezes em repreendê-lo e fazer um alerta: se ele não tomar cuidado, o sucesso irá destruí-lo. Afinal, ao mesmo tempo em que proporciona muitas facilidades, também é capaz de arruinar uma pessoa. Outra que puxa a orelha de Ryan é sua mãe, Lurdes. Irritada, ela lhe dá uma bronca e exige que volte a ser o mesmo filho que ela criou.

As cenas estão previstas para serem exibidas a partir desta segunda-feira (03/02/2020).

Comentar
Deixando Marina irritada · 30/01/2020 - 17h13

Em Amor de Mãe, personagem de Luísa Sonza beija o cantor Ryan


Compartilhar Tweet 1



A cantora Luísa Sonza está fazendo uma participação especial na novela Amor de Mãe, da Rede Globo, e seu personagem, a cantora Mel, vai causar problemas no relacionamento de Ryan (Thiago Martins) e Marina (Erika Januza). 

Foto: Reprodução/Vídeo Gshow

Mel e Ryan decidem trabalhar em parceria, agora que o cantor está aproveitando de sua nova fase na carreira. E durante a gravação de um clime, os dois cantam juntinhos, olho no olho e acabam sem beijando, para o desespero de Marina.

"O diretor que mandou", acalma Érica (Nanda Costa), que também acompanha a gravação. 

Mas o clima entre Ryan e Mel deixa a namorada do cantor possessa. "Pistoleira folgada", grita Marina do estúdio, levando uma bronca do diretor.

A cena vai ao ar nesta quinta-feira (30/01). 

Comentar
Estreia agora na faixa das 19h · 27/01/2020 - 06h43

'Salve-se Quem Puder' tem furacão e mocinhas que trocam de identidade


Compartilhar Tweet 1



"Ele tem veia de noveleiro", diz a atriz Deborah Secco, sobre o autor Daniel Ortiz. "Ele faz uma novela que não é muito essa novela atual, que beira a série. O Daniel faz uma novela raiz."

A atriz é uma das três protagonistas de "Salve-se Quem Puder", que estreia agora na faixa das 19h, na Globo. É o terceiro folhetim que Ortiz assina como o titular nesse horário e o primeiro, na emissora, com história também criada por ele.

"A ideia me veio de uma subtrama de 'Alto Astral'", conta Ortiz, que escreveu aquela novela de 2014 a partir de uma sinopse de Andréa Maltarolli. 

    Rede Globo

"Lá, tinha uma personagem chamada Scarlett, feita pela Monica Iozzi. Uma patricinha que precisava passar um ano sob outra identidade, levando vida de pobre, para ter direito à herança de um tio rico."

Ortiz sentiu que o mote da troca de identidade daria uma novela inteira. E se lembrou então do Provita, o Programa Federal de Assistência e Proteção a Vítimas e Testemunhas. 

Ao contrário do similar americano, que já inspirou dezenas de filmes e séries, o Provita nunca foi aproveitado pela teledramaturgia brasileira.

"Salve-se Quem Puder" é centrada em três mulheres –Alexia, papel de Deborah Secco, uma atriz de musicais prestes a fazer sua primeira novela na Globo, Kyra, vivida por Vitória Strada, que está de casamento marcado e sonha em ter filhos, e

Luna, feita por Juliana Paiva, uma brasileira criada no México, em busca da mãe que a abandonou quando pequena.

As três, que não se conheciam antes, se cruzam num resort de luxo no balneário mexicano de Cancún, na mesma semana em que um intenso furacão atinge a cidade.

Enquanto tentam fugir da tempestade, elas ainda presenciam o assassinato do juiz Vitório, papel de Ailton Graça, morto pela corrupta advogada Dominique, vivida por Guilhermina Guinle –e são vistas por ela e seus capangas.

O consulado brasileiro em Cancún acolhe as três moças em fuga e, depois de terem suas mortes anunciadas, elas ganham novas identidades.

O trio é então despachado para um sítio em Judas do Norte, no interior de São Paulo, sob os cuidados de Ermelinda, vivida pela atriz Grace Giannoukas, e seu filho Zezinho, papel de João Baldasserini. É lá que também vive a galinha Filipa –que é tratada por todos como se fosse um membro da família.

Se galinhas de estimação remetem às novelas da década de 1980, "Salve-se Quem Puder" também traz uma novidade tecnológica –o próprio furacão produzido pela Globo sem a ajuda de técnicos ou equipamentos de fora.

"A pré-produção começou em julho de 2019", conta o diretor artístico Fred Mayrink, que faz sua terceira novela com Daniel Ortiz. "Em outubro, nós embarcamos 50 pessoas para o México, para uma semana de filmagens. A pós-produção só terminou agora, às vésperas da estreia."

Usando drones, uma equipe sob o comando do supervisor de efeitos visuais Bruno Netto escaneou uma área de 154 hectares em Cancún, registrando cerca de 10 mil imagens. Depois, já no Rio de Janeiro, os atores foram gravados lutando contra as intempéries em uma piscina de ondas, sob chuva e vento artificiais, num parque aquático desativado.

Ao redor dessa piscina foram erguidas gigantescas telas verdes, com três metros de altura e 120 metros de comprimento. Mais tarde, foram aplicadas nelas as imagens da cidade em 3D construída virtualmente, a partir das fotografias tiradas em Cancún. O resultado é um furacão extremamente realista, que ocupa toda a primeira semana da novela.

Esses efeitos de última geração convivem com vilões bem marcados, núcleos de humor e paixões arrebatadas –ingredientes tradicionais do novelão, que títulos como "Amor de Mãe", atual atração da faixa das 21h da Globo, vêm deixando para trás.

O elenco de "Salve-se Quem Puder" também combina nomes de diversas gerações –do jovem Daniel Rangel (da série "Eu, a Vó e a Boi") à veterana Jacqueline Laurence, de volta às novelas depois de um hiato de cinco anos. 

Nomes como esses podem ser úteis para manter os índices de sua antecessora, "Bom Sucesso", que registrou a maior audiência do horário desde "Cheias de Charme", que foi ao ar em 2012.

*O jornalista viajou a convite da Globo

SALVE-SE QUEM PUDER
Quando: Estreia nesta segunda (27), às 19h
Onde: Na Globo

Comentar

A mistura entre literatura e teledramaturgia, que foi um dos grandes acertos de "Bom Sucesso", teve destaque também no último capítulo da trama das sete, na noite desta sexta-feira (24). Protagonista da história e apaixonado por livros, Alberto (Antonio Fagundes) morreu em sua biblioteca e sorrindo. Como lembrou o seu filho Marcos (Rômulo Estrela), o pai morreu "sorrindo como Quincas Berro D' Água", personagem de Jorge Amado. 

Na cena final, Alberto volta como espírito para conversar com Paloma (Grazi Massafera). No diálogo, o editor afirma que o céu é chato, mas aproveita para cutucar os que acreditam que a terra é plana. "Uma coisa é certeza: a terra é redonda e azul, como diziam os astronautas."

Em seguida, ele pede para Paloma ler um trecho do livro "A Morte e a Morte de Quincas Berro D'Água". Foi a última obra citada na novela, que incentivou a leitura ao falar de literatura de forma lúdica. Mais de 50 títulos foram indicados ao longo da trama.  

O capítulo final também teve espaço para as trapalhadas de Diogo (Armando Babaioff). Apesar de todos pensarem que ele tinha morrido no incêndio da Prado Monteiro, o vilão voltou disposto a matar Alberto. Mas ele chegou atrasado, porque o protagonista já estava morto.  

Diogo fez então Nana (Fabíula Nascimento) de refém. Mais uma vez a sua estratégia não deu certo. Sua ex-mulher consegue se desvencilhar dele, que é preso pela polícia.

Na prisão, ele apanha de outros presos e começa a ver fantasmas das pessoas que ele matou ao longo da trama.   

Gisele (Sheron Menezzes), vilã que se regenerou e que também tinha sido dada como morta, reaparece na Grécia ao lado do seu amor, Yuri (Marcello Mello Jr.), e dos amigos William (Diego Montez) e Pablo Sanches (Rafael Infante). Teve até espaço para um beijo gay entre William e Pablo.  

O capítulo teve ainda Nana grávida de Mário (Lúcio Mauro Filho), o casamento de Ramon (Davi Junior) e Francisca (Gabriela Moreyra), e participações de convidados, como o cantor Zeca Pagodinho, e a ex-jogadora de basquete Hortência. 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Após morrer vítima de uma grave doença descoberta no início da 'Bom Sucesso', Alberto (Antonio Fagundes) reaparecerá nas cenas finais de forma sobrenatural. Em uma cena completa de emoção, Paloma (Grazi Massafera) conversará com o amigo. As informações são do Notícias da TV.

A urna com as cinzas de Alberto será colocada na biblioteca, e Paloma surgirá no local para trocar as flores da decoração. A costureira começará a conversar com uma foto do amigo, e será neste momento que responderá de forma sobrenatural, como se ainda estivesse vivo.

    Reprodução / TV Globo

Alberto, dono da editora Prado Monteiro, morrerá sozinho após desfilar no Carnaval ao lado da mocinha, seu último desejo. Ele ainda terá tempo de se despedir de Nana (Fabiula Nascimento) e Marcos (Romulo Estrela), em casa.

O corpo de Alberto será cremado, e os funcionários e amigos aparecerão recolhendo seus pertences, segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Na cena, a enfermeira Leila (Alexandra Martins) chorará ao recolher o material de quimioterapia e o motorista Batista (Marcelo Flores) pegará a bengala.

O último capítulo de Bom Sucesso irá ao ar na próxima sexta-feira (24) e terá reprise com cenas inéditas no sábado (25/01). O folhetim será substituído por Sallve-se Quem Puder, de Daniel Ortiz, que estreia no dia (27/01). 

Comentar
Fique por dentro! · 16/01/2020 - 11h12

Amor de Mãe: Lurdes trai Álvaro e o lança em escândalo


Compartilhar Tweet 1



    TV GLOBO/DIVULGAÇÃO

Nos próximos capítulos de Amor de Mãe, Lurdes (Regina Casé) irá colocar sua cabeça a prêmio por causa da luta de sua filha, Camila (Jéssica Ellen), contra o fechamento da escola na qual dá aulas. A mulher vai pegar um documento da PWA mostrando o interesse de Álvaro (Iradhir Santos) – para quem trabalha – em derrubar o centro de ensino para instalar uma fábrica no local e o entregará a Davi (Vladimir Brichta), que irá vazá-lo para a imprensa. As informações são do Metrópoles.

Para impedir o fim da escola, Camila e os alunos realizam uma ocupação do local, o que tira Álvaro do sério a ponto de garantir a Vitória (Taís Araújo), sua advogada, que irá cometer um atentado contra o gesto desafiador. Para chamar a atenção de todos, a professora e os estudantes denunciam na internet a descoberta de materiais escolares novos e nunca utilizados pelo colégio.

Álvaro sob pressão

A atitude repercute e chama a atenção da imprensa, o que dificulta os planos do dono da PWA. Para piorar, Lurdes – que está trabalhando como babá do filho de Álvaro e Verena (Maria) – vê Eunice (Dida Camero) no casarão de seu patrão, escuta os dois planejarem uma sabotagem contra a ocupação da escola e não perde tempo em avisar Camila.

Para ajudar a filha, Lurdes mexe nas coisas de Álvaro e acha um documento mostrando os planos de construção de uma fábrica exatamente onde fica a escola na qual Camila leciona. Assim, a mulher entrega o papel a Davi, que o vaza para a imprensa e põe o dono da PWA no centro de um escândalo. A babá pede demissão, certa de que é o melhor a fazer para não levantar a desconfiança do ricaço, mas ele nada tem de ingênuo. Ao deduzir que a mulher foi a responsável por pegar o documento, a coloca em sua lista negra, prometendo sérias consequências.

As cenas estão previstas para serem exibidas a partir de segunda-feira, dia 03/02/2020.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



    REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

A cena de desabafo de Camila (Jéssica Ellen), no capítulo dessa segunda-feira (13/01/2020) em Amor de Mãe, arrancou elogios do público. A sequência não emocionou somente a audiência: Regina Casé, que interpreta Lurdes, revelou os bastidores da cena. As informações são do Metrópoles.

“A gente nem conseguia ler o texto porque se emocionava muito”, relatou Regina Casé. Na cena, Camila faz intenso desabafo sobre “estar cansada de ser forte”.

Regina Casé comentou a cena pelo Instagram, em foto publicada ao lado da atriz mais nova. “Fizemos cenas muito lindas e comoventes em Amor de Mãe. Já no primeiro capítulo ela me homenageando na formatura foi matadora”, contou Casé.

Na novela, Camila foi baleada enquanto dava aula em uma escola do Rio de Janeiro e, de quebra, descobriu estar grávida. Após ouvir da mãe que era forte, a jovem desabafou.

“Eu vou sempre ter que ser forte? Sempre? Eu tenho que ser forte porque a gente é pobre e eu quero estudar. Eu tenho que ser forte porque eu sou mulher e pra mulher tudo é mais difícil. Tem que aguentar sempre um babaca olhando pro meu peito ao invés de prestar atenção no que eu tenho a dizer”, falou a personagem.

Comentar
"Juntos a Magia Acontece", · 24/12/2019 - 10h32

Globo exibe seu primeiro especial de Natal com Papai Noel negro


Compartilhar Tweet 1



Pela primeira vez, o especial de Natal da Globo, exibido no dia 25 de dezembro, será protagonizado por uma família negra e terá um Papai Noel negro.
"Juntos a Magia Acontece", escrito por Cleissa Regina Martins e dirigido por Maria de Médicis, conta a história de uma família cuja morte da matriarca, Neuza (Zezé Motta), às vésperas do Natal, desperta a depressão do viúvo Orlando (Milton Gonçalves) e desalinha a vida do filhos André (Fabrício Boliveira) e Vera (Camila Pitanga).

Para ocupar a cabeça, Orlando tenta arrumar um emprego como Papai Noel, mas é sistematicamente recusado pelos estabelecimentos por ser negro. Então, a neta Letícia (Gabriely Mota), 9, filha de Vera e de Jorge (Luciano Quirino), decide criar um plano para tornar Orlando o Papai Noel de seu bairro.

Fabrício Boliveira afirma que o especial relata uma noite natalina com questões importantes que vão além de festa e presentes.

"Eles aproveitam esse momento de mudança, de transformação, de final de ano, da representação que isso tem para algumas religiões, para poder resolver questões internas da família. Achei isso um grande apontamento sobre o Natal. Como eles resolvem a questão dessa perda da matriarca para virar o ano, para fazer com que isso seja um passo de transformação, felicidade e afeto para essa família", aponta o ator.

Ele diz ainda considera intrigantes alguns temas levantados pela autora no especial, como por exemplo a sensibilidade masculina.
"Meu personagem assume que não voltou para casa nos dias entre enterro e a missa de sétimo dia da mãe porque ele não conseguia lidar com a falta dela (...) Ele diz que é fracassado porque não consegue lidar com suas sensibilidades", adianta o ator.

"Eu me reconheço nesse personagem nessa questão do machismo que nos aprisiona em relação à sensibilidade, a pedir ajuda, a estar próximo do 'brother' e dar um abraço de verdade", reflete.

Aos 85 anos, o veterano Milton Gonçalves se emociona ao falar sobre seu papel e diz que este será um natal inesquecível em sua vida. 
Com lágrimas nos olhos, ele relata: "Quando eu era menino, não existia Papai Noel negro. Tudo o que era considerado bonito não tinha negros. Nós sentíamos muito medo e vergonha. A gente se escondia [...] Farei este Papai Noel da melhor forma que puder. Se ele fosse oriental ou índio, também estaria do lado dele. Mas como sou eu, melhor para mim, né?"

Boliveira faz coro a Gonçalves e ressalta o quanto a imagem do Papai Noel é americanizada no Brasil. "Acho bom a gente poder repensar a cor do Papai Noel ou de onde ele veio. Por que essa imagem permanece para a gente como verdade absoluta? Como a gente consome o que vem de fora? (...) Talvez eu não acreditasse em Papai Noel quando era criança porque aquela imagem não se comunicava comigo."

Camila Pitanga, 42, diz que, durante a infância, acabou naturalizando o Papai Noel branco como única possibilidade. "Era tão dado, por todas as informações que eu tinha, do comercial, da televisão, da rua, que o Papai Noel era branco, que eu nunca me dei conta dessa outra possibilidade."

A atriz afirma ainda que o especial acorda o público para uma outra possibilidade de leitura e de manifestação da figura do Papai Noel: "Acho que vai abraçar mais pessoas". "A gente poder contar com a nossa voz, uma história que é de família, mas é de uma família preta, na noite de Natal, é muito especial. Esse projeto tem vários sabores para mim", acrescenta.

Para Boliveira, apesar de a atração ter aberto espaço para um elenco majoritariamente negro, a representatividade na dramaturgia ainda é pouca. "Acho vergonhoso", desabafa. "Queria que chegasse o momento que eu não fosse mais chamado de ator negro, mas só de ator. Isso só vai acontecer quando a gente tiver mais atores negros trabalhando."

Comentar
Fique por dentro! · 23/12/2019 - 09h38 | Última atualização em 23/12/2019 - 09h52

Amor de Mãe: No trânsito, Vitória entra em trabalho de parto. Confira o resumo da segunda


Compartilhar Tweet 1



    Reprodução/ TV Globo

Segunda-feira

Magno explica a Leila que está morando com Betina, mas garante à ex-mulher que irá ajudá-la. Ryan termina o namoro com Marina. Marina agradece o apoio de Samuel. Raul garante a Davi que desativará o duto clandestino da PWA. Leila faz insinuações sobre Magno para Betina. Thelma se sente ameaçada por Belizário. Marina presenteia Ryan com um novo violão, e Camila incentiva o irmão a transformar seu sofrimento em música. Álvaro se incomoda por ter que negociar decisões com Raul. Leila afirma a Penha que lutará por sua família. Thelma reinaugura seu restaurante. Gabo e Thelma se beijam, e Durval vê. Ryan surpreende Marina no aeroporto, e uma moça filma o encontro dos dois. Marina desiste de viajar. Leila volta para a casa de Lurdes. No trânsito, Vitória entra em trabalho de parto. As informações são do Diário de Pernambuco.


Confira os outros resumos da semana:
 

Terça-feira

Sandro ajuda Vitória a dar à luz. Davi visita Vitória e Sofia no hospital. Durval inventa para Thelma que está saindo com uma mulher. Brenda anuncia a Ryan que o vídeo de sua surpresa para Marina fez sucesso nas redes sociais. Davi se encanta pela força de Vitória. Érica se incomoda com a atitude de Lucimara, e Raul aconselha a amada. Tiago sente ciúmes de Sofia. Danilo flagra Gabo com Thelma. Lídia comenta de Tales com Estela, que comemora o sucesso de seu plano de vingança. Marconi ronda o posto em que Magno trabalha, e Sandro o repreende. Gabo sugere trabalhar no restaurante de Thelma, e Lurdes alerta a amiga. Érica demite Lucimara, e Raul apoia a mulher. Davi revela a Raul que Álvaro mentiu sobre o duto. Raul confronta Álvaro. Marconi procura Gabo no restaurante de Thelma.

 

Quarta-feira

Marconi ameaça Gabo, que despista Thelma. Durval fica arrasado com a notícia do namoro de Thelma. Marina garante a Samuel que será uma campeã. Tiago se aproxima de Sofia, e Vitória se emociona. Joana agradece o apoio de Camila, mas Nuno repreende a filha por passar muito tempo na escola. Davi e Amanda explicam a Camila e Danilo o plano de Álvaro para fechar a escola. Belizário cobra seu pagamento a Marconi, e faz Gabo de refém. Thelma teme por sua vida. Carol pede que Natália a apresente a Ryan. Marconi resgata Gabo, que aceita usar o restaurante de Thelma para as negociações do bandido. Durval ensina Danilo a cozinhar. Sandro afirma que pagará o aluguel da casa de Lurdes. Camila descobre que Lurdes vendeu a casa para Nuno. 

 

Quinta-feira

Camila exige que Lurdes conte a verdade sobre a venda da casa para seus irmãos. Raul se preocupa com o vazamento de informações sobre a PWA, e Álvaro tenta animar o sócio. Leila pede que Magno fale com Érica para lhe ajudar com seu visual. A comida de Danilo faz sucesso, e Nuno promove o rapaz. Gabo prejudica Thelma para ajudar Marconi. Carol entrevista Ryan, que comemora seu primeiro show oficial. Davi e Amanda se desentendem. Gabo e Thelma fazem aula de tango com Durval, que fica arrasado com a sintonia entre os dois. Lurdes revela aos filhos que vendeu sua casa para pagar a dívida de Sandro, que se envergonha diante dos irmãos. Lurdes desabafa com Camila. Carlinhos faz uma proposta de trabalho para Ryan. Thelma encontra um objeto estranho entre seu carregamento de peixe, e fala com Gabo, que finge indignação. Vitória pressiona Amanda para pedir demissão da PWA.

 

Sexta-feira

Amanda diz a Vitória que pedirá demissão. Sandro pensa em sair de casa, mas Lurdes apoia o filho. Marconi pressiona Gabo, que despista Thelma. Davi defende Vitória para Amanda. Vitória conversa com Davi. Joana comunica a Camila que não poderá dar continuidade a seu projeto do aplicativo para mães. Vitória descobre que Sandro foi criado por Kátia. Vitória revela às irmãs que não perdeu seu bebê com Raul. Estela comenta com Jorge sobre seu plano contra Lídia. Tales se declara para Lídia. Álvaro descobre a traição de Amanda. Camila conversa com Nuno sobre Joana. Ryan fecha negócio com Carlinhos. Oliveira convida Lurdes para sair. Vitória vai à comunidade onde Kátia morava, e Farula expulsa a advogada. Belizário confronta Agenor, que não resiste. Álvaro informa a Amanda que seu pai faleceu. Vitória confronta Daisy sobre o paradeiro de seu filho.

 

Sábado

Daisy revela a Vitória que Kátia mentiu. Thelma vê Gabo com Marconi. Leila confessa a Penha que esconderá seu progresso com a fisioterapia. Danilo se espanta com a ansiedade de Thelma em ter um neto. Amanda sofre com a morte de Agenor. Amanda enfrenta Álvaro, que afirma que processará a ex-secretária. Betina estranha o fraco desenvolvimento de Leila. Tales pede Lídia em namoro. Natália se descontrola com Durval por causa de Carolina. Betina desabafa com Érica sobre Leila. Danilo e Camila dizem a Thelma que não desejam ter filhos agora. Betina pede o divórcio a Vicente. Lídia dá um carro a Tales. Natália insinua que Carol deve morar com Durval. Thelma sabota os preservativos de Danilo. Sandro distribui presentes para Lurdes e a família.

Comentar