Compartilhar Tweet 1



Um vídeo que começou a circular recentemente tem causado muita polêmica nas redes sociais. Ainda não se sabe a origem da publicação, nem se é verídico, mas mostra dois meninos em um aniversário com temática 'Pabllo Vittar' que se beijam e trocam carícias.

Descrições que circularam na web dão conta que se trata de um garoto de 12 anos e um adolescente de 14.

O ponto alto da polêmica é a música que é entoada na hora dos parabéns: "é p#, é p#, é p#, é p#, é p#. É r*, é r*, é r*, é r*, é r*, no seu c#".

Enquanto não se sabe se o vídeo se trata de uma 'fakenews', as opiniões se dividem nas redes sociais. Uns acham que não é por causa da sexualidade, mas pelo fatos deles serem muito novos para namorar. Já outros acham um extremo absurdo à situação que os garotos estão expostos. E você, o que acha?


Compartilhar Tweet 1



Florêncio Bezerra era chefe de gabinete do Cerimonial do Tribunal de Justiça
Florêncio Bezerra era chefe de gabinete do Cerimonial do Tribunal de Justiça  

O cerimonialista do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Florêncio Bezerra, faleceu na madrugada deste sábado (03/11) em São Paulo, aos 59 anos. Segundo familiares, por volta das 3h, ele retornou ao hotel, reclamando de falta de ar e não resistiu após sofrer um infarto fulminante  Florêncio foi eleito para participar da Diretoria do Comitê Nacional de Cerimonial Público, em Mato Grosso do Sul e depois foi a São Paulo.

De acordo com a assessoria do tribunal, a família aguarda a liberação do corpo, mas já informou que o sepultamento ocorrerá em Cuiabá, cidade escolhida por Florêncio para viver.

Em nota, o presidente do tribunal, desembargador Rui Ramos Ribeiro, lamentou o ocorrido. “Florêncio foi escolhido para atuar no cerimonial do TJ pelo profissionalismo e ser humano que sempre mostrou ser. Irreparável! Irreparável será também a sua ausência! Pie Jesu."

Nascido em Picos, interior do Piauí, em 28 de junho de 1958, era o mais velho de 6 irmãos. Foi batizado com o nome do pai. Era solteiro e adorava viajar. Engenheiro civil, formado pela UFMT, atuou na construção de estradas em vários municípios do Estado, quando ainda estava no Governo de Mato Grosso, lotação de origem dele como servidor público. A carreira de engenheiro deu espaço ao cerimonialista no governo Dante de Oliveira. Também foi professor de cálculo da Universidade de Cuiabá. Estava escrevendo um livro. O tema não foi revelado.

 


Fonte: Só Notícias

Compartilhar Tweet 1



Na cidade de Campo Grande (MS) uma mulher invadiu um velório revoltada por não ter recebido sua encomenda de doces personalizados. A confeiteira, Dyane Cristina, não pode entregar os produtos, pois estava velando seu marido que acabara de morrer vítima de um infarto.

O fato aconteceu na PAX Universo onde o Marido de Dayane  estava sendo velado, na última sexta-feira (20/10). Na confusão, uma prima da confeiteira agrediu a invasora.

“Pedi para ela ir até a capela para pegar o dinheiro e, de forma desumana, entrou filmando. Gravou o caixão do meu esposo dizendo que não era problema dela, que não tinha nada a ver com a morte dele”, disse Dyane. “Estou sem palavras. Havia pelo menos dez clientes no dia e somente ela não aceitou e pediu o dinheiro de volta, exigindo que fosse devolvido o valor e que iria pagar um novo pacote”.

Ela ainda tentou explicar o que aconteceu para a cliente. “Minha ajudante estava comigo, iria visitar meu esposo e depois finalizaria os doces dela, mas no meio do trabalho o hospital me ligou solicitando minha presença. Fui desolada. Quando cheguei, o médico disse que meu esposo piorou de uma hora para outra, teve uma parada cardíaca e não conseguiram ressuscitar. Entrei em contato com essa cliente de lá do hospital dizendo que não teria condições de fazer os doces...  Ela foi de uma desumanidade sem igual. Eu perdi meu companheiro, pai dos meus três filhos, não foram doces”, conta Dayane em meio as lágrimas.

 


Fonte: Com informações do Top Midia News

Compartilhar Tweet 1



O portal JC24horas denunciou em publicação uma situação séria que reflete o desleixo do poder público com a saúde do estado. Quetsia Carvalho, informou que o seu avô de 83 anos de idade, que foi internado há 19 dias por conta de problemas pulmonares, precisando ser submetido a uma intervenção cirúrgica que dura aproximadamente dez minutos, teve o procedimento adiada por falta da roupa cirúrgica que deve ser usada pelos médicos. O caso aconteceu no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

Quetsia fez uma verdadeira 'via crucis' nos escalões hierárquicos do hospital, mas não obtendo êxito, foi orientada por outras pessoas a procurar a imprensa. O serviço de assistência social do HRTB imediatamente adotou medidas no sentido de solucionar o problema.

O problema foi solucionado e horas depois o idoso realizou o procedimento, mas a gravidade da situação chamou a atenção por não ser um caso isolado. Por mais que os profissionais da saúde se esforcem para atender a população, se tornam reféns dessas deficiências que levam a população simples a muitas vezes vender o que não tem em busca de atendimento particular.

 


Fonte: JC24horas

Compartilhar Tweet 1



O portal JC24horas denunciou em publicação uma situação séria que reflete o desleixo do poder público com a saúde do estado. Quetsia Carvalho, informou que o seu avô de 83 anos de idade, que foi internado há 19 dias por conta de problemas pulmonares, precisando ser submetido a uma intervenção cirúrgica que dura aproximadamente dez minutos, teve o procedimento adiada por falta da roupa cirúrgica que deve ser usada pelos médicos. O caso aconteceu no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano.

Quetsia fez uma verdadeira 'via crucis' nos escalões hierárquicos do hospital, mas não obtendo êxito, foi orientada por outras pessoas a procurar a imprensa. O serviço de assistência social do HRTB imediatamente adotou medidas no sentido de solucionar o problema.

O problema foi solucionado e horas depois o idoso realizou o procedimento, mas a gravidade da situação chamou a atenção por não ser um caso isolado. Por mais que os profissionais da saúde se esforcem para atender a população, se tornam reféns dessas deficiências que levam a população simples a muitas vezes vender o que não tem em busca de atendimento particular.

 


Fonte: JC24horas
Atende cerca de mil crianças · 21/10/2017 - 09h46

Escola de Música 'Dona Gal' realiza campanha para construir nova sede


Compartilhar Tweet 1



A Escola de Música Dona Gal, que ficou nacionalmente conhecida pelo lindo projeto de inclusão de crianças no mundo musical, realiza uma campanha para construir uma nova sede para poder atender toda demanda que tem recebido.

Localizada no bairro Parque Alvorada, Zona Norte de Teresina, a casa foi toda reformada pelo Programa Caldeirão do Huck, e hoje atende cerca de mil crianças, não havendo mais estrutura física para mais atendimentos.

"Em dois anos já fizemos muita coisa boa acontecer. E agora crescemos tanto ao ponto de precisarmos de um espaço maior", postou a escola sobre o sonho de uma nova sede, maior e que possa atender mais crianças.

Um vídeo emocionante foi feito pela escola para iniciar a campanha e mostra um pouco do trabalho. Para doar, a conta corrente da campanha é: 

Banco do Brasil
Agência 5605-7
Conta: 17.597-8


Compartilhar Tweet 1



  Foto: Francisco Barbosa (Facebook)

Dezenas de livros com carimbos da Unidade Escolar Municipal Nilo Rêgo foram jogados no lixo no município de Porto, no Norte do Piauí. Imagens mostram o desperdício do material, ainda novo, que poderia está sendo utilizado em sala de aula.

Os livros didáticos são de diferentes disciplinas como matemática, português, geografia, química, física, arte, espanhol, sociologia e cadernos de exercícios. A grande parte do material está com embalagens fechadas e informações como nome e endereço da escola na etiqueta.

A maioria dos livros foi adquirida ano passado pelo município com recursos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) para alunos que estudam até a 6ª série do ensino fundamental.

Consternados com o ocorrido, moradores da região que passam pelo local estão resgatando de forma espontânea os livros que lhes agradam à beira da PI-112, na estrada que liga Porto a Miguel Alves.

O 180 tentou entrar em contato com alguém da prefeitura do município, mas até a divulgação da matéria, não foi possível.

 


Fonte: Portal Visão do Piauí

Compartilhar Tweet 1



Com a chegada das festas de fim de ano, cerca de 73 mil postos de trabalho temporário devem ser abertos, apenas no comércio. Esses trabalhadores, de acordo com as novas regras trabalhistas, têm os mesmos direitos dos funcionários fixos. A avaliação de especialistas e de comerciantes é de que este ano, com a melhora da economia e diante da modernização trabalhista, mais trabalhadores passem de temporários para efetivados.

Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a projeção é de que 27% da mão de obra temporária contratada em 2017 seja efetivada após o Natal. Nos dois últimos dois anos, essa taxa era menor, estava em 15%. Neste fim de ano também surgiram os primeiros contratos intermitentes, que vão permitir que os trabalhadores tenham mais de um contrato, além de acordos mais longos com os patrões.

“Pode ocorrer uma espécie de fidelização do trabalhador temporário”, explica o economista da CNC Fábio Bentes. “Como as datas comemorativas do varejo são bem definidas, poderá ser feito um contrato mais longo, para o Natal e para outras datas”, pondera o especialista.

O trabalhador temporário tem, praticamente, os mesmos direitos do funcionário efetivo. Segundo a legislação trabalhista, ele tem salário equivalente ao da categoria, hora extra, jornada de oito horas, repouso semanal remunerado, adicional por trabalho noturno, seguro acidente de trabalho, férias e 13º salário proporcionais, além de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e contribuição previdenciária.

Cenário para 2018

Fábio Bentes, da CNC, observa ainda que diante do cenário positivo para as vendas, observado nos últimos meses, a expectativa é de mais números bons para o comércio ao longo de 2018. Mantido esse quadro, explicou o economista, o varejo deve alongar os contratos temporários e efetivar uma percentual maior dessa força de trabalho.

“Como a inflação vai continuar baixa, os juros vão cair, o mercado de trabalho dá sinais de recuperação, não vejo ameaça a esse cenário melhor”, argumentou. “O varejista já percebe cenário melhor e tende a contratar. Esse quadro tende a durar alguns meses e garante uma melhora das vendas em 2018”, ponderou.

Prazo de contrato

O trabalho temporário, a partir deste ano, no entanto, tem uma mudança nas regras. Antes, a norma era que esse contrato tinha validade de três meses. Agora, ele pode ser de 180 dias. Passado esse prazo, se as condições que levaram à contratação temporária permanecerem, ele pode ser prorrogado por mais 90 dias.

De acordo com pesquisa do Itaú Unibanco, essas mudanças na legislação vão gerar mais empregos e tornar o Brasil um País mais competitivo. Essas novas leis, mostrou a pesquisa da instituição, pode elevar o Brasil, no quesito eficiência do mercado de trabalho, da posição 117ª para a 86ª em um ranking de 138 países.

Modernização trabalhista

Essas regras também têm potencial para aumentar o PIB per capta brasileiro (PIB dividido pelo número de habitantes). A projeção é de que com o mercado de trabalho mais competitivo, esse indicador aumente 3,2% nos próximos quatro anos (0,8% por ano). Além disso, deve cair a taxa de desemprego estrutural em cerca de 1,4 ponto percentual, o que significa aproximadamente 1,5 milhão de empregos a mais.

Além de procurar emprego diretamente no comércio, o trabalhador pode usar o aplicativo Sine Fácil. Desenvolvido pela Dataprev, o aplicativo leva ao cidadão os serviços do Sistema Nacional de Emprego (Sine), a partir de dispositivos conectados à internet, como celulares e tablets. O aplicativo, que é gratuito, está disponível na versão para Android e em breve também para iOS.


Fonte: Portal Brasil
Seguem as investigações · 03/10/2017 - 15h31

Garoto acaba com tesoura cravada em sua cabeça durante aula


Compartilhar Tweet 1



Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o momento em que um garoto de 14 anos é levado para um hospital com uma tesoura cravada em sua cabeça. O caso aconteceu em uma escola localizada no Peru.

De acordo com informações da professora, o menino e uma colega estavam jogando um jogo onde as tesouras foram jogadas, resultando no acidente.

Já segundo os colegas do adolescente, foi um ato de agressão deliberada da colega. Eles disseram que a garota pegou a tesoura e jogou no adolescente.

A lâmina da tesoura não penetrou no cérebro e ela foi removida por médicos sem maiores problemas.

A polícia local investiga o caso.

 


Fonte: Com informações da Massa News
Caso revoltou pais da cidade · 29/09/2017 - 09h11

Criança de quatros anos é deixada sozinha e trancada em escola do Piauí


Compartilhar Tweet 1



  Foto: Kléber Oliveira/RevistaAZ

Uma criança de apenas quatro anos de idade, ficou trancada dentro de uma escola pública em Esperantina esta semana e o caso revoltou os pais da cidade.

A escola da rede municipal de ensino, do Bairro Cristo Redentor, e através de um vídeo, o pai denunciou o descaso com a segurança da criança.

O homem alega ter se atrasado 1o minutos para buscar a filha na escola e ao chegar no local, se deparou com a criança trancada sozinha dentro do prédio. Na filmagem, que foi divulgada inicialmente nas redes sociais, mostra o pai da criança abrindo o cadeado do portão da escola para retirar a filha.

Ele se mostra indignado com a situação e relatou que foi atrás da chave com um dos vigias da escola. O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais e foi motivo de críticas contra a gestão daquela escola.

A diretora do colégio disse que saiu mais cedo para resolver um problema na secretaria de educação e que os funcionários que ficaram na escola ao término do horário de aulas, alegaram que não tinham visto a criança e ela teria se escondido em algum local quando todos estavam de saída.

A diretora ressaltou que todas as salas ficam abertas e esse caso nunca tinha acontecido e ela chegou a declarar que é comum os próprios funcionários entregar crianças em suas residências, por conta do atraso dos pais.

A Secretária Municipal de Educação de Esperantina, Beth Aguiar, disse que tomará as devidas providências sobre o caso e repudiou a situação. “Vamos abrir uma sindicância para apurar este caso que não ficará impune. Vamos punir todos os responsáveis“, disse.

O pai da criança também foi ouvido, mas não quis dá detalhes. Ele declarou que tudo está resolvido e que não levará o caso adiante.


Fonte: RevistaAZ
História de superação · 25/09/2017 - 11h50

Jovem com síndrome de Down vende brigadeiros para ajudar a família


Compartilhar Tweet 1



Um Jovem chamado Gabriel Bernardes de Lima, 21 anos, tem uma história de superação e coragem. Apesar de ter síndrome de Down, ele resolveu fazer brigadeiros para ajudar a família financeiramente na grande São Paulo. O jovem conquistou as redes sociais com seu canal no YouTube.

Com ajuda da mãe e da irmã de 22 anos, ele criou a empresa de brigadeiros gourmet Downlicia. Gabriel fez alguns cursos de gastronomia e através do aprendizado encontrou uma forma para aumentar a renda. O Downlicia tem vários sabores brigadeiros gourmet, como: tradicional, menta, bicho de pé, limão, paçoca, café e leite ninho. Cada unidade do brigadeiro custa em média R$ 4,00. 

Confira um dos vídeos divulgados por Gabriel ensinando várias receitas de brigadeiro gourmet:

 


Compartilhar Tweet 1



O Corpo de Bombeiros foi acionado neste domingo (24/09) para controlar um incêndio ocorrido em um terreno baldio no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina.

O terreno é cercado por condomínios e o fogo assustou os moradores.

Apesar da ação rápida dos bombeiros, as chamas se espalharam por quase todo o terreno, consumindo a vegetação seca.

Os moradores de um dos condomínios ainda usaram baldes e mangueiras para tentar apagar o fogo, que começou em num amontoado de lixo.

Mesmo após o controle das chamas, a fumaça persistia.

 

Postou no Instagram · 14/09/2017 - 16h27

DJ Alok posta vídeo e diz que quer conhecer Gleyfy Brauly


Compartilhar Tweet 1



O sucesso vai longe. Agora foi o DJ brasileiro Alok Petrillo que compartilhou nesta quarta-feira (13) um vídeo no Instagram elogiando o cantor piauiense Gleyfy Brauly e foi além, disse que quer conhecer pessoalmente o artista.

"Fala Gleyfy! Aqui é o Alok gravando esse vídeo para dizer que eu adorei a sua versão da minha música 'Never let me go', inclusive compartilhei nas minhas redes sociais. Quando eu voltar para o Brasil depois da turnê aqui na China, quero muito te conhecer pessoalmente. Fica então a minha gratidão e também desejo para você muita sorte e sucesso na carreira. Valeu, um grande abraço", disse o DJ.

O piauiense viralizou suas interpretações em inglês nas redes sociais e os fãs acabaram legendando suas músicas de acordo com a pronúncia, um tanto estranha, feito pelo cantor.

O estopim, foi quando, no último sábado (09), Nick Mason, baterista da banda Pink Floyd, compartilhou um vídeo do piauiense cantando a música "Another brick On The Wall".

 

 

Data foi criada em 1967 · 08/09/2017 - 16h02

Dia Mundial da Alfabetização é celebrado nesta sexta (8)


Compartilhar Tweet 1



O Dia Mundial da Alfabetização é comemorado nesta sexta-feira, 8 de setembro. A Organização das Nações Unidas (ONU), em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), criou a data em 1967. 

Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 12,8 milhões de brasileiros acima dos 15 anos – 8% da população nessa faixa etária – não são alfabetizados. 

Uma das ações do governo federal para mudar este cenário é o programa Brasil Alfabetizado, que, voltado à alfabetização de jovens, adultos e idosos, atende às pessoas que se encontram excluídas do processo de educação em razão das desigualdades sociais. Trata-se de uma iniciativa para incentivar estados e municípios a abrir os seus próprios ciclos de alfabetização.

“A alfabetização é uma porta de acesso à cidadania e permite que jovens e adultos participem de oportunidades de aprendizagem ao longo da vida e possam, também, despertar o interesse pela elevação da escolaridade”, explica a secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC, Ivana de Siqueira.

No ciclo 2016 do Brasil Alfabetizado, desenvolvido ao longo de 2017, 250 mil novas vagas – cerca de 50% a mais que em 2015 – foram ofertadas para alfabetização de jovens e adultos acima de 15 anos. O MEC destinará R$ 132 milhões para custear despesas com material didático e pedagógico, formação dos alfabetizadores, alimentação e transporte dos alfabetizandos.

Idade certa 

Outro programa que busca diminuir os índices de analfabetismo no País é o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). A ação é um compromisso formal assumido pelos governos federal, estaduais, municipais e do Distrito Federal para assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao fim do terceiro ano do ensino fundamental. 

A coordenadora-geral de ensino fundamental da Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC, Aricélia Ribeiro do Nascimento, ressalta, no entanto, que o processo de alfabetização deve ser iniciado ainda no primeiro ano. “É importante demarcar que oito anos de idade é o limite para que a criança esteja alfabetizada”, diz.

“Os sistemas, as escolas, as redes e os professores não devem esperar essa idade para assegurar o direito à alfabetização. Com a ampliação do ensino fundamental para nove anos de duração, houve a possibilidade de se organizar um ciclo de alfabetização, que já começa no primeiro ano, aos seis anos de idade.”

Desde que foi instituído, em 2013, o Pnaic já formou mais de 58 mil orientadores de estudos e mais de 1 milhão de professores alfabetizadores nos 5.570 municípios do País.

Base Comum

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é outra ação para aumentar os números de alfabetizados no Brasil. Define que a alfabetização das crianças deverá ocorrer até o segundo ano do ensino fundamental, quando o aluno tem oito anos de idade, com o objetivo de garantir o direito de aprender a ler e escrever. Atualmente, as crianças devem ser alfabetizadas até o terceiro ano.


Fonte: Portal Brasil
Acontece na avenida Raul Lopes · 03/09/2017 - 18h35

'Parada da Diversidade' de Teresina reúne multidão com tema 'liberdade'


Compartilhar Tweet 1



A avenida Raul Lopes recebe no início da noite deste domingo (03/09), a 16ª edição da Parada da Diversidade de Teresina. Mais de 100 mil pessoas são aguardadas pela organização e a concentração iniciou por volta de 16h em frente à loja da Pintos, que fica ao lado do Shopping Riverside.

O grupo seguiu até a Ponte Estaiada onde um palco foi montado e recebe os shows da rapper curitibana Karol Conka e do paulista Liniker, com a banda Liniker e os Caramelows. O palco também vai recebe o DJ Marcio Brytho, Nanda Machado e Chandelly Kidman.

"Temos evoluído na questão do respeito à diversidade, a prova é a quantidade de gente aqui hoje. Na primeira edição tínhamos mil pessoas, hoje isso é multiplicado dezenas de vezes mais. Enquanto houver discriminação, houver violência, temos que fazer parada, temos que fazer semana do orgulho de ser", disse Marinalva Santana, do Grupo Matizes.

O secretário de Cultura, Fábio Novo, destacou que é cada vez maior na sociedade e sentimento de tolerância. "Claro que tem um pensamento conservador. É importante ter movimentos como esse para firmar uma posição em favor da tolerância, em favor da diversidade", acrescenta.

Nesta edição, a tanto a parada como a Semana do Orgulho de Ser têm como mote o tema: "liberdade, liberdade abre as asas sobre nós", De acordo com a organização tem a ver com o momento político do país, com sucessivas retiradas de direitos, aumento da violência e da intolerância.

Os eventos são organizados pelo grupo Matizes em parceria com movimentos de promoção à identidade e cidadania LGBTTs. A Semana teve o apoio do Governo do Estado através dos órgãos de Saúde (Sesapi), Cultura (Secult), Assistência Social (Sasc), Comunicação (CCom) e da Universidade Estadual do Piauí (Uespi).

SEMANA DO ORGULHO DE SER
A parada da diversidade encerra a 13ª Semana do Orgulho de Ser teve uma vasta programação na cidade para debate do tema, que contou com várias discussões em instituições. O evento, que já faz parte do calendário de eventos do Piauí, reúne centenas de pessoas em uma programação variada com oficinas, shows, mostras de filme, atividades esportivas e ações de prevenção e de cidadania.

CONFIRA OS VÍDEOS

CONFIRA AS FOTOS

Valendo a partir de fevereiro · 24/08/2017 - 16h56

Condutores já podem testar a nova CNH digital pelo celular; saiba mais


Compartilhar Tweet 1



Motoristas de todo o Brasil já podem testar, no site do Serpro, a versão de demonstração da CNH eletrônica, documento digital que será usado a partir de fevereiro de 2018.

A solução digital foi desenvolvida pela empresa de tecnologia da informação do governo federal para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O documento digital terá o mesmo valor jurídico do impresso, com o diferencial da praticidade e segurança.

A CNH-e é um aplicativo mobile e estará disponível para download, a partir de fevereiro do próximo ano, nas lojas virtuais Apple Store e Google Play. A ferramenta vai armazenar todas as informações da carteira impressa, inclusive foto e QR Code, que garante autenticidade ao documento.

Futuramente, o motorista também poderá conferir, pelo aplicativo, a pontuação de infrações cometidas, ser avisado quando a CNH estiver perto de vencer e saber sobre campanhas de trânsito.

Caso o motorista perca o smartphone e necessite bloquear o aparelho para impedir o uso de sua conta e acesso ao seu documento, deverá acessar o portal de serviços do Denatran e solicitar o bloqueio.

Solicitação e uso
Para solicitar a CNH-e, o motorista já deve ter uma habilitação impressa com QR Code e se cadastrar no portal de serviços do Denatran. Caso o condutor já tiver cadastro no Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), solução que possibilita o pagamento de multas de trânsito com 40% de desconto, não será necessário novo cadastro. A solicitação deve ser feita pelo portal com a mesma senha de cadastro do SNE.

Além disso, os motoristas devem informar ou atualizar seus e-mails e telefones nos departamentos de trânsito estaduais (Detrans). Caso a pessoa possua certificado digital, pode fazer as atualizações de e-mail e telefone diretamente no portal do Denatran, sem a necessidade de se dirigir aos Detrans.

O cadastro será ativado com o envio de um link para o e-mail informado, solicitando que o usuário realize login no aplicativo pelo aparelho que deseja ter a CNH digital. O motorista deverá criar um Número de Identificação Pessoal (PIN), com quatro dígitos, que deverá ser memorizado para acesso posterior ao documento digital.

Fonte: Portal Brasil

165 anos da nossa capital · 08/08/2017 - 14h48 | Última atualização em 21/08/2017 - 16h48

Campanha do aniversário de THE tem foco na 'Cidade feita por elas'


Compartilhar Tweet 1



A prefeitura de Teresina lançou nesta terça-feira (08/08) a campanha oficial do aniversário de 165 anos da capital. Assinada pela agência ADV6, a campanha tem como mote "A Cidade Feita por Elas", enfatizando a força e o vigor da mulher teresinense que, todos os dias, trabalha por uma cidade melhor. A programação de aniversário segue até setembro com inauguração de obras, eventos que irão tratar sobre a questão de gênero, atividades culturais, e a festa no dia 16 de agosto, com o tradicional corte do bolo, na Praça do Poti Velho.

Também no feriado do aniversário da cidade, haverá a missa em ação de graças na Igreja de Nossa Senhora do Amparo, sessão Solene na Câmara de Vereadores e a entrega da medalha do Mérito Conselheiro Saraiva, no Teatro 4 de Setembro.

O lançamento da campanha aconteceu na Cinépolis, no Shopping Rio Poty, com a presença da equipe de secretários da Prefeitura e de vereadores da capital, além de servidores municipais e integrantes de movimentos sociais.

"A ideia é não publicizar somente a prefeitura de Teresina, mas dar visibilidade à cidade, e nada mais justo, no mundo em que estamos vivendo, do que mostrar as mulheres que fazem Teresina, uma cidade genuinamente feminina, que tem contribuição esplendorosa das mulheres, e que nos ajuda a desenvolver cada vez mais. As ações de campanha comemorativa envolvem essa visão voltada para as mulheres", explica o secretário de Comunicação da Prefeitura, Fernando Said.

Ele respondeu ainda às críticas da bancada de oposição ao prefeito, sobre a "inexistência" de um calendário de obras a serem entregues na capital. Said confirmou que há sim, obras e ações a serem entregues pelo prefeito Firmino Filho, em um calendário extenso, que irá contemplar toda a cidade.

"Estamos alegres em estar iniciando a celebração do aniversário de Teresina, que completa 165 anos. Para nós é o momento de olhar para trás e agradecer a Deus por toda a caminhada realizada pelo nosso povo, essa cidade é fruto do nosso trabalho, da nossa luta. Pode ter seus defeitos, suas limitações, mas ela é nossa, é minha, é sua e de todos nós. Temos que celebrá-la", disse o prefeito Firmino Filho.

Para o gestor é também o momento de olhar para o futuro e tratar sobre os enfrentamentos que a cidade precisa passar. "Apesar de todas as adversidades, toda crise, nós estamos sobrevivendo", ressalta Firmino, ao tratar sobre obras que vem entregando para a cidade. Como desafio, o prefeito destaca as transformações na área de mobilidade urbana, acreditando ser esta a grande âncora para a construção de um novo estilo de desenvolvimento urbano.

Teresina precisa ainda, segundo o prefeito, avançar em educação e na estruturação da saúde, e também na economia, para "nos tornarmos uma cidade empreendedora e competitiva".

A secretária Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Macilane Gomes Batista, parabenizou a iniciativa do prefeito Firmino em transformar a pasta, que era apenas uma coordenadoria, em secretaria, "ratificando-a como um canal de fortalecimento ao atendimento dos direitos da mulher", que vem atuando ativamente através da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, dos diferentes movimentos feministas, e do Conselho de Direito da Mulher.

Macilane destacou ações da secretaria, tais como a campanha Sou Mulher eu Posso, Elas Inspiram, que dá visibilidade às mulheres que marcaram a história da cidade, o projeto Dialogando, mapeando a diversidade do modo de ser mulher, e a Campanha Marcas da Alegria, que marcou o período do Carnaval, no enfrentamento à violência. Enfatiza ainda sobre o desenvolvimento do laboratório Maria da Penha e a implantação do Centro de Referência Esperança Garcia.

E amanhã, dia 9 de agosto, marcando as comemorações do aniversário da cidade e dos 11 anos da Lei Maria da Penha, a prefeitura dará posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, que tem 30 anos de história, e é considerado um dos primeiros mecanismos de defesa dos direitos da mulher que, para a secretária, "merecia estar na agenda do aniversário da cidade".

- O prefeito Firmino Filho posa com secretário Fernando Said (à direita), a delegada Vilma Alves, ao centro, e a equipe da ADV6 que assina a campanha do aniversário da cidade. Foto: Rômulo Piauilino/AsCom PMT

Veja nova edição de vídeo · 05/08/2017 - 18h39

Sindicato apresenta outra versão e diz que advogado desacatou policial


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha – De Brasília

________________

- Como bem gostam e defendem os advogados, além de se fazer necessário, a outra versão para o ocorrido. Porém, ainda que tal versão seja verdadeira, o fato do delegado ter partido para o contato físico, complicou a situação
_______________________

O Sindicato dos Delegados da Piauí Civil do Piauí divulgou a sua edição das imagens envolvendo o incidente ocorrido na Central de Flagrantes em Teresina, no episódio que mostra um delegado empurrando dois advogados, Leonardo e Renato Queiroz, quando do depoimento de um cliente.

O caso ganhou repercussão nacional, com nota de repúdio divulgada pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cláudio Lamachia.

O vídeo de pouco mais de três minutos apresentado pelo sindicato é didático, feito para tentar explicar a situação que antecedeu aos empurrões, vem com texto e indica o posicionamento dos envolvidos nos vários momentos do desenrolar dos fatos.

Em um desses momentos, policiais militares ficam na porta para impedir que o advogado retorne à sala onde o delegado exercia procedimentos típicos do ambiente policial.

O texto do vídeo chega a expor que “policiais, familiares e cliente do advogado tentam contê-lo”.

Em outro momento é dito: “policial tenta acalmar o advogado que resiste aguardar o momento para o seu retorno ao gabinete”.

POSSÍVEL DESACATO E AGRESSÕES
É evidente que o funcionário público não pode ser desrespeitado no exercício de suas funções.

Não é admitido, porém, que rompida essa barreira, tal funcionário parta para agressões físicas, uma vez que existem outros procedimentos a serem adotados diante de indícios de desacato.

O vídeo editado do sindicato finda antes do início das agressões do delegado de polícia, que provavelmente deverá ter suas punições amenizadas, caso tenha sido provocado pelo advogado Leonardo Queiroz da forma insistente que essa versão procura demonstrar e comprovar.

A questão é, em se comprovando o excesso do advogado, o que a Ordem fará com ele, visto que em Teresina há advogado que já foi preso em operação policial acusado de integrar quadrilha que sumiu com processos já judicializados e continua a trabalhar normalmente?

ARMA DE FOGO
O advogado Leonardo Queiroz já teria sido preso em flagrante por porte ilegal de arma. Isso no ano de 2016, informou o sindicato, que irá cobrar providências para o caso.

Assista ao vídeo:___________


_A VERSÃO DO SINDICATO DOS POLICIAIS...


_A VERSÃO DA OAB, COM OS EMPURRÕES NÍTIDOS
- Delegado agride advogados durante depoimento de cliente; VEJA VÍDEO

Na Central de Flagrantes · 03/08/2017 - 23h28 | Última atualização em 04/08/2017 - 08h03

Delegado agride advogados durante depoimento de cliente; VEJA VÍDEO


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha - De Brasília

“VIOLÊNCIA COVARDE”
O presidente da OAB no Piauí, Chico Lucas, divulgou nesta quinta-feira (3) vídeo que mostraria o delegado Anchieta Pontes dando empurrões em dois advogados, Leonardo Queiroz e Renato Queiroz.

“As imagens falam por si e demonstram o desrespeito à vida de dois cidadãos e às prerrogativas de profissionais que exerciam seu ofício com respeito e ética”, desabafou o presidente da Ordem.

Chico Lucas também afirmou que “todas as providências serão tomadas contra a violência covarde!”.

“A OAB/PI e os advogados não tolerarão condutas autoritárias e abusivas praticadas por agentes policiais”, pontua.

“SACOU ARMA”
Em uma postagem anterior, realizada na última sexta-feira (28), Chico Lucas afirma que Leonardo Queiroz estava acompanhando o depoimento de um cliente quando foi “impedido e agredido” pelo delegado de polícia.

“Posteriormente, o mesmo foi expulso do gabinete do delegado, que sacou a arma contra ele [Leonardo Queiroz]”, acrescentou Chico Lucas.

O delegado deverá ser processado criminalmente por abuso de autoridade e a Corregedoria entrou no caso.

A OAB também anunciou que a conduta do advogado será investigada.

Veja o vídeo:______________

VEJA TAMBÉM:____________________-

- Ministério Público propõe que delegada Vilma 'assuma crime' em troca de uma pena menor. Ela é acusada de abuso de autoridade. Defesa contesta acusação.

'Vou orar por vocês', disse · 02/08/2017 - 14h29

Motorista do UBER e usuário fazem desabafo após ataques de taxistas


Compartilhar Tweet 1



Um motorista do Uber usou o Facebook para fazer um desabafo sobre a 'perseguição' que vem sofrendo dos taxistas desde que a plataforma começou a circular em Teresina. Rafael de Oliveira gravou um vídeo ao lado de um passageiro, que veio de fora do estado e que ficou assustado com a ignorância dos taxistas.

Rafael conta que foi pegar um usuário do Uber no Aeroporto de Teresina, e como já está 'marcado', tem sido perseguido por taxistas e agentes da Strans que aplicam multas sem motivos.

"Vou orar pela vida de vocês, mas o que me surpreendeu é que alguns deles falaram com o seu Luís [passageiro]. Já não bastava falarem mal de mim ou dos demais, mas fizeram uma molecagem com o passageiro", disse o motorista do Uber.

"Fiquei muito constrangido com a situação... Sou um cidadão residente hoje em Votuporanga [SP] e já viajei para várias outras capitais, mas nunca me deparei com uma situação como esta. Eu vi que o motorista estava dando algumas voltas e me mandou uma mensagem dizendo que estava me aguardando no jardim do aeroporto, e eu fui atrás dele. Fui abordado por um taxista e ofereceu seu serviço e eu disse que já tinha chamado o Uber, que estava esperando. Ele disse para eu não ir, que era ilegal. Eu disse que não era ilegal, que eles que estavam marcando os caras com essa rixa. Ele disse que não era eles, era a polícia. Ainda jogou na conta da polícia", disse Luís, que solicitou um carro pelo aplicativo.

"Fiquei muito constrangido na minha chegada em Teresina", completou o usuário, afirmando que isso é uma imagem péssima para cidade essa situação, que já viajou para outros estados e nunca passou por isso.

"Senhor taxista, o senhor que me marcou, que eu lhe vi de noite, eu orei por sua vida e vou continuar orando, sabe por quê? Porque eu sou cristão e não importa as profissões. No dia da humilhação eu me ajoelhei lhe pedindo perdão, você disse que não tinha nada contra mim e agora faz simplesmente isso. Vou continuar gostando de você, vou continuar respeitando você e todos os outros. Agora é triste que essa realidade aconteça. Não fiquei triste por mim, mas pelo passageiro, porque ele não teve nada a ver", completou o motorista do Uber, dizendo que não tem medo de ninguém.

ASSISTA AO DESABAFO

Veja também:
Confusão: mulher chama Uber e quer que ele espere ela terminar refeição
Contra a Uber, Firmino afirma que a Strans precisa cumprir a legislação
Uber: MP pedirá à Polícia investigação dos casos de agressão
THE: Promotoria do MP divulga nota legitimando funcionamento do Uber

Taxista solicita Uber para armar uma 'emboscada' e é atropelado em THE
Teresinenses confundidos com Uber são coagidos pela Strans e taxistas
Taxistas armam cilada para entregar motoristas do Uber à Strans; vídeos
Reunião de taxistas na Strans acaba em confusão por causa do Uber
UBER: taxistas que agrediram motorista são investigados
Vídeo: motorista UBER é intimidada por taxistas na Rodoviária da capital
Vídeo: taxistas e motoristas do Uber entram em confronto na capital; veja
Motorista do UBER é agredido após 'cilada' de taxistas; assista ao vídeo

Foi preso em flagrante · 24/07/2017 - 09h27

Motorista atropela PM e colide em outro carro, que explode


Compartilhar Tweet 1



Um veículo incendiou após colidir em uma árvore próximo ao Parque de Exposição Alberto Silva, em Corrente (PI), onde acontece a 42ª Expocorrente. O acidente aconteceu por volta de 4h desse domingo (23/07).

Segundo o Portal Corrente, o carro que incendiou foi colhido por um segundo veículo que seguia em alta velocidade. O condutor deste havia se envolvido em uma briga, e quando conseguiu se desvencilhar, tomou a direção do carro e saiu em alta velocidade, avançando contra pessoas que estavam na rua, incluindo um PM, que foi atropelado.

Foi quando bateu em um carro, fazendo o outro motorista perder o controle da direção e bater em uma árvore, incendiando em seguida.

O homem que diria em alta velocidade provocando os acidentes, de iniciais J. L. R., teria ainda negado ordem de parada da polícia. Ele também colidiu em uma árvore, mas foi preso em flagrante e conduzido à 10ª Delegacia Regional de Corrente.

O policial que foi atropelado não sofreu ferimentos graves.

- Carro do motorista que conduzia em alta velocidade também bateu em uma árvore

Dados divulgados pelo Portal Corrente informam ainda que durante o fim de semana oito acidentes foram registrados, boa parte envolvendo motoristas sob efeito de bebida alcoólica, sendo que três foram presos em flagrante.

Loja virtual de acessórios · 20/07/2017 - 11h14

Shine: Loysa Vasconcelos aproveita semana pós miss e lança sua marca


Compartilhar Tweet 1



Por Apoliana Oliveira

A modelo Loysa Vasconcelos aproveitou os dias após o Miss Piauí 2017 para lançar no mercado sua loja virtual de acessórios femininos, a Shine Acessórios, que quer dizer luz, brilho. “Acredito muito no brilho interior das pessoas”, relata. A modelo foi uma das candidatas no polêmico Miss Piauí de 2016.

Ao lançar sua marca, ela disse esperar atingir todos os públicos, “tanto no aspecto financeiro, como no estilo de cada mulher”.

“Tudo começou com minha paixão por moda, sempre quis abrir uma loja, mas não sabia por onde começar. Devido às tendências do mercado nessa nova modalidade de loja virtual, eu decidi dar meu primeiro passo como empresária”, afirma.

Loysa explica que os produtos são escolhidos por ela e que já possui diversos fornecedores. “Contamos com três linhas, a linha que tem um custo benefício menor, até as linhas premium e conceito que são mais trabalhadas chegando à categoria de semi joias", relata.

“Também queremos acompanhar as sazonalidades do mercado, nos adaptando às tendências de cada época, como férias, festas, datas comemorativas, ou seja, programando coleções cápsulas”, acrescenta.

_Loysa Vasconcelos durante o Miss Piauí 2017...

O NOME DA MARCA
“Em inglês Shine significa brilho, luz. O nome surgiu de algo que eu acredito muito, a luz interior das pessoas, o brilho que cada mulher tem e que pode ser transmitido através de uma joia. Realçando essa luz interior de cada uma. Quem não quer estar radiante, iluminada e com belíssimos acessórios?”, indaga.

A modelo se envolveu em tudo, desde a criação da logomarca, até a produção das fotos e vídeo de divulgação estrelado por ela mesma. “Eu quis explorar minha personalidade na marca”, afirma.

Entre as modelos usadas para a divulgação dos produtos a serem comercializados estão a Miss Piauí Mundo Melissa Albuquerque e a Miss Parnaíba 2017, que também foi vice Miss Piauí 2017, Jéssica Carvalho.

Loysa explica ainda que esse é o primeiro momento de sua loja, mas que está organizando uma segunda fase.

Então, diz ela: “é com um imenso prazer que apresentamos ao mercado um novo conceito em acessórios. Uma marca que busca atender a todos os tipos de personalidades femininas, sendo ela meiga, clássica, romântica, moderna, ousada".

_O vídeo estrelado pela própria modelo de lançamento de seus produtos

_A Miss Piauí Mundo Melissa Albuquerque com os acessórios da Shine...

_A vice Miss Piauí 2017 Jéssica Carvalho com os acessórios da Shine

_A própria modelo Loysa Vasconcelos e as suas criações...


Compartilhar Tweet 1



O bairro Satélite, Zona Leste da capital, recebeu neste sábado (08/07) a segunda edição do 'Teresina em Ação', iniciativa da Prefeitura de Teresina, em parceria com a TV Clube, com mais de 50 serviços gratuitos para a população em uma manhã de cidadania e lazer.

"O objetivo é levar ás comunidades uma série de atividades e serviços que interessam a população, ao mesmo tempo marcar presença nas comunidades. Cada 'Teresina em Ação' se percebe a presença das família, da meninada, idosos, jovens, trabalhadores, enfim, é um momento de confraternização e alegria com a comunidade. É um projeto bem sucedido, chegamos a segunda edição e vamos a cada evento ampliar a quantidade de serviços e atendimento, transformar esse projeto em uma verdadeira marca da nossa cidade", disse o prefeito Firmino Filho. O vice-prefeito de Teresina, Luiz Júnior, também prestigiou a ação.

Vários secretários da gestão municipal participaram do evento, como Samuel Silveira,
secretário Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Carlos Rocha, secretário executivo da Semcaspi), João Pádua, da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU-Leste), Paulo Murilo, subsecretário da Secretaria Municipal da Juventude (Semjuv), entre outros.

A Secretaria Municipal de Educação (Semec) preparou um espaço direcionado para as crianças, recriando atividades trabalhadas nas escolas de educação infantil como contação de histórias, leitura e pintura.

- Foto: Rita Damasceno

- Francisco Macêdo, Firmino Filho, João Pádua, Samuel Silveira, Carlos Rocha e Paulo Murilo. Foto: Rita Damasceno

Uma equipe formada por técnicos de diferentes gerências da Semec deu suporte às atividades, auxiliando nas leituras e organização das brincadeiras até às 13h. Mais de 500 crianças participaram do espaço lúdico e de incentivo à educação ao longo do dia.

A Praça Santa Teresinha ficou pequena com a prestação de mais de 50 serviços à população, nas áreas de saúde, assistência social, educação, esporte, lazer e cultura

“Hoje, trouxemos, mais uma vez, os serviços da Prefeitura para mais perto da nossa população. A ação beneficia aos moradores dessa região, que, muitas vezes, não têm tempo de ir a um órgão do município resolver seus problemas. Esperamos, aqui, superar nossa meta e atender a mais pessoas, mais do que as 4 mil atendidas no Dirceu, o que já foi um sucesso. A Prefeitura quer ir além e atender mais nos bairros”, diz o secretário Samuel Silveira.

Também foi ofertado na praça serviços como emissão do Passe Livre, cadastramento do Bolsa Família, emissão do Identidade Jovem, atendimento com informações sobre linha de crédito do Banco Popular, solicitação do Cartão do Idoso e de Pessoas com Necessidades Especiais, orientações sobre o direito das mulheres, distribuição de mudas, entre outros.

Outras secretarias levaram para a população a emissão do Identidade Jovem (SEMJUV); atendimento com informações sobre a linha de crédito do Banco Popular (SEMEST); contação de histórias e pinturas (SEMEC); distribuição de mudas de plantas (SEMAM); e distribuição de informativos sobre os direitos das mulheres, feito pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM).

Também foram promovidos serviços de solicitação do Cartão do Idoso e de Pessoas com Necessidades Especiais e a escolinha de trânsito, pela STRANS. O Teresina em Ação terá duração de um ano, ocorrendo uma vez por mês e atendendo a todas as zonas da capital, sempre das 8h às 13h. A próxima edição está prevista para acontecer no bairro Mocambinho, zona Norte.

CONFIRA AS FOTOS

- João Pádua, Luiz Júnior e Samuel Silveira

- As fotos a seguir são de Rita Damasceno


Fonte: Com informações da assessoria

Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha – De Brasília
Posicionamento / Opinião
__________________
QUANTO VALE UMA COROA DE MISS?
O desprezo ao drama alheio está no preço a pagar?
- Se o Miss Piauí 2016 é, quase um ano depois, lembrado como o evento no qual se tentou incriminar Lara Lobo com uma gravação fraudulenta e editada, o Miss Piauí 2017 poderá ser lembrado como aquele que resolveu afrontar a imagem do Povo do Piauí e a decência. Se Lara Lobo não puder comparecer ao evento para entregar a coroa, não tem porque participar dele, já que ele não estará à sua altura. Será diminuto.

- Não seria sensato a nenhuma candidata fazer parte de uma competição em que uma conterrânea vencedora é afastada do evento sob estranhas e questionáveis justificativas. Em uma das partes do desfile e até em entrevistas, as modelos concorrentes sempre falam sobre o mundo, ideias, e certamente tratarão de valores como justiça, igualdade e respeito. Ao fecharem os olhos para o drama de Lara Lobo – e ele existe, não poderão usar esse tipo de vocabulário e já serão desmerecedoras da coroa.

- O ideal seria que a Miss Brasil não adentrasse ao território piauiense para participar de algo assim e se recusasse a seguir o script posto.
_______________________________________________
Miss Baixaria 2017 – Versão 2
Com a entrada da TV Band no evento que atingiu o seu grau máximo de intrigas no ano de 2016 com inúmeras revelações do 180, chegou-se a se pensar, pelo menos no meio, que o Miss Baixaria Versão 1 - perdão, são os fatos -, que o Miss Piauí estaria sob bons e veludos lençóis e que agora tudo seria um conto de fadas. Ledo engano. O evento, quando o piauiense ligar a TV no respectivo canal próximo dia 15, será apresentado como algo magnífico, e o será, certamente, mas talvez apenas em seu invólucro, porque como naquelas belas roupagens de onde se pensa, exala somente o que é lindo, trará em seu interior um comportamento, no mínimo, desrespeitoso e deselegante para com a representante do estado do Piauí no evento, a Miss Piauí Lara Lobo.

A modelo estaria sendo impedida pela televisão, na pessoa do diretor-executivo Diego Trajano,de entregar a coroa. E um dos principais argumentos seria a suposta 'limpeza' do evento depois das nódoas da edição passada. Já houve pedidos para que o diretor da TV no Piauí revisse sua posição, mas ele segue incólume. Diante da posição irretocável, se terá então um evento que romperá a tradição da atual Miss passar a coroa para a nova vencedora. E para exercer esse lugar da piauiense, chamaram a Miss Brasil, a paranaense Raíssa Santana. Ótimo, que ela venha para engrandecer o evento, e não para ajudar a escantear a prata da casa e a dizer amém para o que se desenha, sob pena de ter também a imagem chamuscada. Dificilmente o povo do Piauí e seus representantes da moda esquecerão algo tão incongruente e descabido.

É lógico que a Band e suas regras são a Band e suas regras. Isso é indiscutível. Mas a coisa complica mais ainda quando chegou aos ouvidos de Lara Lobo que ela não iria entregar a coroa porque estavam querendo limpar a imagem do Miss Piauí, depois do que ocorreu o último ano. A justificativa, em se confirmando, pode ensejar inclusive danos morais, uma vez que Lara foi vítima, e não a algoz nos devidos acontecimentos. Lara pode até alegar, para embasar possível peça jurídica em desfavor dos organizadores, que tal comportamento sem justificativa plausível fere a sua imagem, e na verdade fere. A jovem que foi acusada injustamente de fazer uma horrenda gravação agora se vê novamente subjugada e impedida de terminar seu reinado, já tão ofuscado pelas implicâncias com a sua pessoa e o seu título.

Some-se a isso a existência de outras especulações em torno do caso. Uma delas motivada por ele, Denis Coulter. Apontado pelo ex-organizador do Miss Piauí, Nelito Marques, como co-participante da gravação ocorrida na casa do colunista e que depois foi editada para incriminar Lara Lobo (VEJA AQUI), Coulter foi chamado para integrar a organização do próximo Miss. Quando da divulgação da entrevista com Nelito pelo 180, à época (mesmo link acima), a modelo Loysa Vasconcelos também foi apontada como uma possível pessoa que teria participado da gravação clandestina. Ela negou participação no fatídico episódio. Já Denis nunca veio a público negar a tentativa incriminadora, ainda que procurado. Em foto recente, o silencioso Coulter apareceu ao lado do diretor da Band, Diego Trajando, surfando na crista da onda. Uma inversão de valores. Por que Coulter pode participar do evento e Lara, a Miss Piauí legítima, não, sendo que há seríssimas suspeitas sobre Coulter? Que critério está sendo usado nesta tal 'limpeza'?

________
- SE É PARA HAVER 'LIMPEZA', O ALVO FOI ERRADO, NÃO? O diretor executivo da Band, Diego Trajano (de preto), e Denis Coulter, apontado por Nelito Marques como co-autor de gravação que tentou incriminar Lara Lobo. Na versão de Nelito, só estaria ele, Coulter e Loysa no dia da captação do áudio ambiente. A modelo diz que não gravou, Coulter silenciou. O cachorro do vizinho de Nelito apareceu latindo no áudio. É o ambiente do estopim que implodiu o Miss 2016.


___________________
“JOGANDO M... NO VENTILADOR”
Outro fato estranho em meio aos preparativos do novo Miss Baixaria, perdão novamente, são os fatos... o novo Miss Piauí, foi Loysa Vasconcelos, o retorno. Também apontada por Nelito como a autora da gravação que serviu para sugerir uma suposta venda do Miss, ela estava entre as 40 modelos pré-selecionadas para participar dos desfiles. Ora, ora, como é que a dupla de acusados por Nelito Marques pode participar do Miss Piauí e a vítima Lara Lobo não? Que 'limpeza' é essa que usa um curto tapete moral para esconder a possível sujeira?

A situação da pré-selecionada da Band se tornou ainda mais constrangedora quando em uma Live, uma transmissão ao vivo em rede social da própria Loysa, que deveria ser para tratar sobre moda e a vida da modelo, em iniciativa própria, ela desceu do salto bico fino e gritou que iria jogar “M... no ventilador”, provocada que foi pelos seus ‘fãs’. Disse, em referência a uma candidata do evento anterior, a bela Pietro Aguiar: “(...) É uma recalcada, porque eu tenho um corpo maravilhoso. E ela é uma gorda, obesa. Ridícula. Mulher, tu é ridícula, mulher. Tu é ridícula. Pietra Aguiar, vai procurar treinar tua carne mole, curica. Quem merece uma palmada é tu. Para de ficar falando da minha vida. [Tapa na Mesa]. Hoje eu não tenho nada a perder aqui. Vou jogar merda no ventilador. Vou jogar merda no ventilador”. Abaixo é possível ver o ataque que circula em redes sociais. Vem da pré-candidata da Band, anunciada com pompas.

CONFIRA TRECHO DO VÍDEO

Pietra Aguiar, após o ocorrido, despachada que é, evidenciou a ótica através da qual vê o mundo, e disse não ter se sentido atingida por Loysa. A pré-candidata da Band, depois de sua Live, deu de ombros para o desfile da afiliada no Piauí e disse que não participaria do evento. Para Loysa desistir é porque a coisa realmente está... deixa para lá. Veja só, não foi a Band que a tirou, foi ela quem desistiu. A polêmica modelo ao atacar Pietra, sugerindo ser sua ex-concorrente uma gorda, também fez suscitar inúmeros questionamentos e críticas. Ainda mais no tempo em que modelos Plus Size - o que não é o caso de Pietra - estampam matérias de revistas, vitrines de lojas, outdoors e ditam tendências.

Remakes do último Miss e intenções de palmadas à parte, algo que realmente teima em tilintar é: se queriam ‘limpar o Miss’, por que afastar a Miss Piauí legítima que nunca provocou uma só confusão, e anunciar Denis Coulter e Loysa Vasconcelos - que vez ou outra joga "M... no ventilador"?

Por último e não menos importante, a Band, ao afastar a representante do estado do Piauí e do seu Povo nesse mundo de glamour e moda, em evento que literalmente a colocou nesse patamar, anunciou, como já revelado, que a faixa e a coroa seriam entregues à vencedora pela Miss Brasil. Quem assim e só assim analisa, pode pensar: ‘magnífico’.

Ocorre que, com todo respeito à patente da Miss Brasil, ela melhor adentraria aos limites do estado piauiense se não viesse para participar do evento dessa forma, porque estará a coadunar com a ideia de que um Miss estadual se realiza de qualquer forma, ainda que se passando por cima de pessoas, valores e do respeito para com o próximo.

O que será feito se tornará história, é válido lembrar. História permeia gerações. Lara não pode figurar na história do Miss Piauí como a mulher que foi impedida de entregar a coroa sem que exista uma justificativa plausível. E até pode, sob a justificativa de que o Miss era tão diminuto que não comportaria sua presença, mas somente a de seus possíveis algozes.

E é aqui que entra um outro e também não menos importante detalhe. A Band peca ao tentar usar a Miss Brasil para abafar o que está a acontecer. Sob o aconselhamento de alguém do mundo da moda local, o 180 foi informado de que no Miss Brasil de 2007 e no Miss Brasil de 2009 as respectivas Miss Universo compareceram. Elas até entregaram a faixa, mas a coroa foi repassada pela última Miss Brasil da ocasião, continuando uma tradição. E é assim que deveria ser, seja em eventos nacionais ou nos eventos estaduais do tipo.

As moças que estão a querer participar desse Miss poderão ter que vir a falar sobre o mundo, ideais e certamente tratarão de valores como justiça, igualdade e respeito. Porém, ao subiram no palco montado para os desfiles, diante do quadro que se desenha e se mantém, talvez não fosse sensato tratar sobre esses temas, porque nenhum deles está sendo sopesado no caso envolvendo Lara Lobo, uma conterrânea que batalhou por um sonho de ser Miss. Acreditem. E se mesmo assim ousarem usar as palavras respeito, justiça ou mundo melhor em suas falas, seja até em entrevistas, então começarão a entender o que os homens chamam na Terra de hipocrisia e serão lembradas no estado como eternas desmerecedoras da coroa.

É assim que o Miss Piauí 2017 será lembrado se insistir no desrespeito à atual representante do povo do Piauí: uma continuação do baixo Miss 2016. Questão de História. É válido lembrar que Lara Lobo e todas as outras modelos foram atraídas para o evento com essa condição, de representar o estado com altivez e decência, sob pena de perder o título se seguissem em caminho contrário. Então, que se mantenha com ele até o fim do seu reinado já que não cometeu nenhum deslize! Tendo o direito de terminá-lo com honra e sem mais constrangimentos!

Que as participantes reflitam sobre isso e exijam o devido respeito aos fatos e explicações plausíveis para o que está ocorrendo, inclusive da Be Emotion. E que a afiliada da Band e o seu diretor repensem sobre as consequências que esse ato pode ter nos tempos que se seguem, além de vir a público dar satisfações sobre o que está sendo feito com uma conterrânea nos bastidores, nesse processo de fritura. Lara Lobo nunca participou de escândalos, ao contrário, foi arrastado para eles.

De toda sorte, ok. Já que o povo do Piauí se vê em volta e obrigado a engolir um evento para os piauienses sem sua representante máxima no concurso, sendo substituída por uma paranaense, numa repetição de mais do mesmo, que seja então coroada a próxima Miss Piauí. Só que infelizmente ela terá o dessabor de carregar o título durante o próximo ano de Miss Baixaria, já que não cabe ao papel de Miss se juntar a injustiças e desrespeitos. E tudo ao vivo.

Quem vai se habilitar?

Durante greve geral em THE · 30/06/2017 - 12h17

Manifestantes arremessam bombas na Vikstar durante protestos; vídeo!


Compartilhar Tweet 1



Funcionários da unidade da Vikstar, da avenida Frei Serafim, no Centro de Teresina, entraram em pânico na manhã desta sexta-feira (30/06) ao terem o local literalmente bombardeado durante manifestações que aconteceram na capital. O protesto passava pela avenida e os colaboradores da empresa estavam na porta quando várias bombas foram jogadas contra eles, que correram desesperados para dentro e trancaram a porta.

As bombas eram um pouco maiores que os tradicionais ‘tracks’ usados em festas juninas e poderiam ferir com gravidade caso alguém fosse atingido. “A gente estava na porta durante a manifestação e até apoiamos o movimento, quando começaram a jogar as bombas na gente, foram várias, corremos para dentro e fechamos a porta. Uma bomba atingiu a porta e por pouco não quebrou. Ficamos em pânico, porque foram várias, uma colega nossa ficou muito nervosa”, disse um funcionário ao 180.

"Eu vi tudo, foi uma mulher, um rapaz e um menino, acho que não tinha 11 anos, uma mochila tava cheio dessas bombas. O pessoal ainda ficou comentando que era só um 'track', ficaram debochando, mas isso não se faz, se pega em alguém, machuca, ninguém tem o direito de jogar nem uma pedrinha nos outros ou nas coisas dos outros, já perde o direito. Todo mundo tem o direito de se manifestar, de tirar o presidente, mas não desse jeito, desrespeitando os outros, trabalho aqui do lado, mas fiquei assustado, se fosse comigo não ia ficar assim, as moças ficaram tudo chorando ali", disse um senhor que trabalha próximo e preferiu não se identificar.

ASSISTA AO VÍDEO DE UMA DAS BOMBAS JOGADAS

Pelo menos 10 bombas foram jogadas na frente da empresa e uma mulher com máscara e um rapaz as jogavam. Uma criança foi usada pela dupla para pegar as bombas que não estouraram na frente da Vikstar para que fossem acendidas e jogadas novamente.

Apesar do ataque acontecer na hora que a manifestação passava, em certos momentos ao lado do trio elétrico, não foi pedido para que as bombas cessassem.

Outras empresas da avenida também foram atingidas com a bomba, inclusive o posto de gasolina que fica por trás da Igreja São Benedito. Frentistas tiveram que entrar na frente e sinalizar para que não fizessem aquilo e assim evitar uma tragédia.

Os manifestantes se reuniram na Praça Rio Branco e seguiram em caminhada pelo centro da capital para encerrarem o ato na Praça da Liberdade. O ato da Greve Geral é nacional e pede a renúncia do presidente Michel Temer, eleições diretas e se manifestam contra as reformas propostas pelo Governo Federal. O ato é organizado por partidos de esquerda, centrais sindicais e movimentos sociais.

VEJA A COBERTURA DA MANIFESTAÇÃO

- Funcionários trancaram a porta, mas ataques continuaram

- Mulher de boné jogou as bombas e foi apoiada

- Jovem ajudou e menor foi orientado a pegar as bombas