Trabalho e Direitos Humanos · 13/10/2021 - 14h34

Solenidade dá posse aos membros do Conselho da Igualdade Racial


Compartilhar Tweet 1



Aconteceu, na manhã desta quarta-feira (13), no Palácio de Karnak, a solenidade de posse dos membros do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial para o biênio 2021-2022. O órgão foi criado este ano, pela Lei nº 7.539 de 29 de junho de 2021, e é formado por representantes de 15 instituições, sendo elas do Governo do Estado e da sociedade civil.

O Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Piauí- CEPIR, vinculado à Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos- SASC, objetiva trabalhar a prevenção e combate ao racismo e a discriminação racial, bem como, as demais formas de intolerância, ao mesmo tempo em que busca a redução das desigualdades raciais, ampliando o processo de controle social e garantindo o cumprimento de ações reparatórias e justiça social para a população negra, indígena, cigana, e todas as denominações que estão submetidas a discriminação racial, além de fortalecer as organizações das Entidades do Movimento Negro, contribuindo para o estabelecimento dos direitos do povo Negro, Ciganos, Indígenas e outros.

O secretário da SASC, Zé Santana, participou da solenidade e ressaltou a importância do CEPIR para a garantia de direitos da população negra, indígena e cigana. “Nós, enquanto Secretaria de Assistência Social, a quem o Conselho está vinculado, estamos à disposição, através da nossa Superintendência de Direitos Humanos e da Gerência de Igualdade Racial, para que estejamos contribuindo, de forma positiva,  para que esta situação melhore a cada dia. Indiscutivelmente, com a posse do conselho e sua efetiva atuação, nós haveremos de ter dias melhores em relação a isso”, afirma.

A vice-governadora do Piauí, Regina Sousa, por sua vez, destaca que só a educação pode mudar a realidade racista do país. “É importante que o conselho tenha pauta, trabalhe principalmente na Educação, pois não se acaba preconceito com leis e decretos. A nossa legislação é ótima e a parte administrativa é fundamental, mas se não for pela educação nós não vamos conseguir mudar essa realidade; ninguém nasce racista, então temos que ensinar nossas crianças a não ser racistas”, diz.

Tomaram posse os seguintes conselheiros e suplentes:

Agente de Pastoral Negro (APN´s)

Titular: Maria Lúcia Araújo e Silv

Suplente: Maria Arli Sousa Nojosa

NEPA-UESPI

Titular: José Cruz Bispo de Miranda

Suplente: Cristiana Costa da Rocha

Movimento Negro Unificado (MNU)

Titular: Francilene da Silva Abreu

Suplente: Raimundo Rodrigues da Silva

Grupo Afro Cultural Coisa de Nêgo

Titular: Gilvano da Silva Quadros

Suplente: Jorge Luiz Batista da Silva

Grupo de Cultura Afoxá

Titular:

Suplente:

Instituto da Mulher Negra do Piauí ( AYABÁS)

Titular: Haldaci Regina da Silva

Suplente: Luzilene de Sousa e Silva

Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania

Titular: Hilva Stella de Araújo Batista

Suplente: Edjane Mayara Ferreira Cunha

Secretaria de Estado da Educação

Titular: Cláudio Rodrigues de Melo

Suplente: Cyntia Raquel da Costa Falcão

Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Piauí- (OAB)

Titular: Eliane Maria de Sousa

Suplente: Ana Letícia Sousa Arraes de Resende

Ministério Público Estadual

Titular: Myrian Gonçalves de Moura

Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos

Titular: Maria Assunção Sousa de Aguiar

Suplente: Flávio Silva Monteiro

Secretaria de Estado da Cultura

Titular: Antonia de Sousa Aguiar

Suplente: Raimundo Celestino Filho

Religiões de Matrizes Africanas

Titular: Rondinele dos Santos

Suplente: Eufrasina Gomes Aurélio

Fórum de Mulheres do Piauí

Titular: Maria Diva França

Suplente: Aricelina Silva Gomes

Associação das Comunidades Quilombolas do Piau

Titular: Francisca Vieira de Almeida

Suplente: Osvaldina Rosalina dos Santos


Fonte: Governo do Piauí

Comentários