Falta de quipamentos · 05/05/2020 - 15h54

Sindicato encontra irregularidades em pronto socorro no Piauí e cobra providências


Compartilhar Tweet 1



A direção do Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (SENATEPI) teve acesso aos livros de registro do Pronto Socorro Municipal de Parnaíba e em quase todas as páginas é possível encontrar relatos graves como a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), falta de protocolo no manejo de cadáveres suspeitos ou confirmados com Covid-19 e ausência de plano de gerenciamento de resíduos.  

As denúncias estão sendo investigadas e a direção do sindicato cobra providências para o poder público.

Segundo o presidente do SENATEPI, Erick Riccely, os profissionais estão compartilhando máscaras que são desinfetadas sem o controle de qualidade necessário para o processo de descontaminação.  

“O que consta nesses livros de assistência são verdadeiros pedidos de socorro dos profissionais. Desde o início da pandemia, recebemos denúncias de falta e até compartilhamento de EPIs, condições insalubres de trabalho, falta de local adequado para repouso e tantas outras aberrações que colocam em risco a vida dos profissionais”, relata Erick. 

Diante da situação o sindicato cobra da Prefeitura de Parnaíba uma solução emergencial para os problemas encontrados no Pronto Socorro.  “Estamos acompanhando as condições de todos os profissionais de Enfermagem do Piauí e infelizmente tem sido recorrente encontrar situações de total falta de assistência por parte da direção das unidades de saúde. Cobramos diariamente a manutenção de todos os direitos da classe”, finaliza Erick.


Fonte: Com informações da assessoria

Comentários