Atendimento aos especiais -

Professores das turmas de AEE recebem mais uma qualificação

Professores da rede municipal de ensino que trabalham nas turmas de Atendimento Educacional Especializado (AEE) participaram na última quinta-feira (30) de mais uma formação. O encontro aconteceu no Centro de Formação Professor Odilon Nunes, no intuito de todos aumentarem seus subsídios teóricos e práticos, aumentando a troca de experiências.

Atualmente, 43 professores da Secretaria Municipal de Educação dão suporte aos alunos com deficiência física, mental, visual ou auditiva, que integram as turmas de AEE. As salas de atendimento especializado possuem recursos multifuncionais que beneficiam não só alunos da escola onde ela está instalada, mas também de unidades escolares adjacentes.

Diferentemente do que muitos pensam, o foco do trabalho não é clínico. É pedagógico. Nas salas de recursos, cada professor prepara o aluno para desenvolver habilidades e utilizar instrumentos de apoio que facilitem o aprendizado nas aulas regulares. Estudantes cegos aprendem o braile para a leitura, alunos surdos estudam o alfabeto em libras para se beneficiar do intérprete em sala, crianças com deficiência intelectual utilizam jogos pedagógicos que complementam a aprendizagem.

"Desenvolver essas habilidades é essencial para que as pessoas com deficiência não se sintam excluídas e as demais as vejam com normalidade", destacou Daniela Escórcio, chefe da Divisão de Educação Inclusiva da SEMEC. A criatividade do professor também é um elemento muito importante, já que além do material fornecido, ele também pode produzir seus próprios instrumentos de trabalho.

Janaína Ribeiro é professora de turmas de AEE há dois anos na Escola Municipal Antina Castelo Branco, lozalizada no bairro Dirceu Arcoverde, zona Sudeste de Teresina. Para ela, o lixo pode ser transformado em materiais educativos, que facilitam a vida de educadores e alunos. "Reciclar já é muito importante e facilita meu trabalho por causa do baixo custo, dessa forma, o aluno também ganha um material que facilita a sensibilidade, melhorando a aprendizagem", destacou. A SEMEC realiza formações para professores de AEE todo bimestre.

Fonte: Ascom

Comentários