Correios em greve · 11/09/2019 - 07h06

Por economia de R$ 400 mi, Correios cortam carros de luxo de diretores


Compartilhar Tweet 1



Em meio a uma grave crise financeira, com um rombo de R$ 3 bilhões em suas contas, e com a possibilidade de enfrentar um processo de privatização em breve, os Correios preparam um pacote de cortes internos com o objetivo de economizar aproximadamente R$ 400 milhões ainda neste ano. A reportagem é do Metrópoles. 

Entre as medidas apresentadas pelos gestores da estatal, estão o rompimento do convênio que fornece os veículos Toyota Corolla para os diretores da empresa e a reformulação do pagamento às franquias da estatal.

A empresa paga R$ 832 mil por ano para ter à disposição do presidente e de cinco diretores, conhecidos internamente como a “diretoria-executiva”, os veículos com motoristas. A empresa que fornece o serviço chama-se Transcop e tem a sua sede em Minas Gerais. O contrato está em vigor desde 2016.

Os contatos entre os Correios e a empresa já tiveram início. Procurada, a Transcop disse que preferia não se manifestar. Já a assessoria de imprensa dos Correios informou que foi extinto o uso de carros reservados para a diretoria da empresa.

Um dos pontos que podem causar polêmica no plano de economia é a alteração no pagamento de reembolso das franqueadas espalhadas pelo país. O formato final, entretanto, ainda não está definido.


Comentários