Entenda -

Mulher morre por eutanásia e deixa carta para acusar marido; veja

Catherine Kassenoff, uma moradora dos Estados Unidos, ganhou destaque após morrer por eutanásia e deixar conteúdos acusando o marido e criticando o sistema de justiça de Westchester, nos arredores de Nova York. O caso viralizou na última semana.

Foto: Reprodução

Em 27 de maio de 2023, Catherine revelou que iria para a Suíça para passar pelo procedimento de suicídio assistido. Em sua postagem, ela afirmou que, além de estar diagnosticada com câncer terminal, havia sido abusada pelo marido, Allan Kassenoff.

No mesmo post, Catherine revelou que estava sendo acusada de abusar de sua filha adotiva e criticou a vara de família local, que decidiu mantê-la afastada das três filhas do casal desde 2018.

“É com profundo desgosto que estou escrevendo minha última postagem. Hoje, estarei acabando com minha própria vida. Nos últimos quatro anos, acordei todos os dias em um pesadelo sem igual,” escreveu Catherine.

Ela também deixou um link para um site de armazenamento de arquivos com milhares de documentos legais, registros médicos e vídeos, alegando sua inocência e reforçando o comportamento abusivo do marido.

Versão do marido

Allan Kassenoff falou ao site Free Press sobre as acusações e os materiais deixados por Catherine. Ele negou as acusações e afirmou que Catherine mentiu sobre seu estado de saúde. Além disso, relatou que as babás e a psicóloga de Catherine a consideravam “psicopata” e “aterrorizante”.

A morte de Catherine foi confirmada. No entanto, mesmo após sua morte, o caso continua sendo investigado.

Fonte: Ric

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco