Adoção de bebes · 27/06/2022 - 17h40

Lei da adoção possibilita entrega voluntária do bebê


Compartilhar Tweet 1



PITV1 - A atriz Clara Castanho publicou no ultimo sábado (25/06) um relato onde afirmou que estaria gravida após ter sido estuprada, ela optou por esconder a gravidez em estado avançado e fazer a estrega voluntária para adoção, que tem previsão em lei.

A lei da adoção legal é prevista no estatuto da criança e do adolescente que diz que se a mãe tiver uma gravidez indesejável e não quiser permanecer com a criança, ela poderá comparecer a vara da infância e juventude e mesmo sem ter nascido a criança ela será encaminhada para equipe técnica, que é formada por psicólogos e assistentes sociais, onde irá receber todas as orientações necessárias e vai declara que não tem condições psicológicas e poderá fazer a entrega legal sem nenhum problema. 

    PITV1

Já existe um cadastro, que hoje é um sistema nacional de adoção com pessoas que foram inscritas e são pretendentes a adoção e passaram por atendimento, curso preparatório e estão na fila aguardando essas crianças que estão disponibilizada através dessa entrega legal.

''PostMidia'' (86) 9 8188-2907

Comentários