Valor é de R$ 20 mil · 14/09/2021 - 17h40

Humilhado por desembargador, guarda recorre ao STJ e pede aumento de indenização


Compartilhar Tweet 1



Cícero Hilário,  guarda municipal que foi humilhado pelo desembargador Eduardo Siqueira, recorreu ao Supremo Tribunal Judiciário (STJ) para pedir um aumento no valor da indenização. O desembargador foi condenado a pagar R$ 20 mil ao guarda. As informações são do iG.

O caso aconteceu em julho do ano passdo, em Santos, no litoral de São Paulo. Cícero foi ofendido ao multar Eduardo Siqueira por não usar máscara de proteção. Em vídeo gravado pelo guardas, o desembargador rasga a multa e diz para o guarda se atentar com quem ele estava se metendo. 

Siqueira passou a ser alvo de um processo disciplinar no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e foi afastado do cargo. Em janeiro, o mistro Gilmar Mendes suspendeu o inquérito que investiga o desembargador. 

Cícero recorre ao Supremo Tribunal Judiciário para pedir o valor inicial de indenização proposto pela Guarda Civil Municipal, no valor R$ 114 mil. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da da 10ª Vara Cível de Santos, tinha determinado uma indenização de R$20 mil em janeiro. 

Comentários