Realização de cirurgias · 14/11/2017 - 10h14

HGV realiza mutirão no feriado e diminui fila de espera por procedimentos


Compartilhar Tweet 1



O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realiza o 44º mutirão de cirurgias neste feriado na quarta-feira (15/11). A meta é realizar 30 cirurgias ortopédicas e seis procedimentos endovasculares. Para a diretora-geral do hospital, Clara Leal, o objetivo é reduzir, cada vez mais, o tempo de espera por um procedimento no HGV.

“O tempo médio de espera é o de 40 dias para cirurgia. Com a ação continuada dos mutirões, a expectativa é equacionar a fila”, explica Clara Leal. Em 2014, o tempo médio de espera por um procedimento no hospital chegava à 24 meses.

Segundo a diretora, a proposta é melhorar cada vez mais o serviço. “Com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), estamos rodeados de novos projetos, tal como a implantação de um sistema de gestão hospitalar, que vai implantar o prontuário eletrônico do paciente. Esse sistema oferecerá maior eficiência e qualidade na assistência ao paciente, dando agilidade aos seus processos”, destaca Leal.

Ela ressalta ainda que está em andamento processos licitatórios na Sesapi para aquisição de novos equipamentos. “São recursos que visam oferecer melhores condições de trabalho para os profissionais e, conseqüentemente, para os pacientes. O primeiro equipamento a chegar será o tomógrafo de 64 canais, com previsão para final do ano ainda”, explica Clara Leal.

Outro projeto que ela destaca que vai proporcionar uma ampliação do número de cirurgias e que também já está em andamento, é a construção de 20 leitos de UTI, “onde passaremos de 20 para 40 leitos, isso vai permitir que seja realizado um volume maior de cirurgias e, assim, agilizar ainda mais o tempo de espera por um procedimento no HGV”.

Clara Leal finaliza que está animada também com o projeto de climatização das enfermarias do hospital. “Já recebemos os ar condicionados e está em processo de compra uma nova subestação e execução das instalações. Isso vai proporcionar conforto e humanização no atendimento no HGV”, destaca a diretora.


Fonte: CCOM

Comentários