Empresa registrará denúncia · 23/01/2020 - 17h28

Funcionário da Águas de Teresina é confundido com bandido e vira alvo de 'fake news' no WhatsApp


Compartilhar Tweet 1



A Águas de Teresina informou que vai registar boletim de ocorrência pela propagação de notícia falsa e uso indevido das imagens de colaborador e da marca da concessionária. Isso se dá porque começou a circular em grupos de WhatsApp, vídeos, áudio e texto que acusam indevidamente colaborador da concessionária de tentar entrar em condomínios da Zona Leste para cometer assaltos. 

Em nota, a Águas de Teresina informou que esteve no condomínio Montana Premiére, na noite de quarta-feira (22/01), para verificar ocorrência de falta d’água na região. O colaborador, devidamente uniformizado, com crachá e carro adesivado da Águas de Teresina, buscava aferir a pressão da água. Ele, inclusive, reportou ao Centro de Controle e Operações (CCO) a impossibilidade de acesso ao condomínio, o que inviabilizou o serviço.

"A Águas de Teresina lamenta profundamente a violação da imagem, da vida privada e da honra de seu colaborador. Tais violações asseguram o direito a indenização por dano material e/ou moral. Cabe destacar ainda que notícias falsas podem resultar na responsabilização criminal de quem as cria ou compartilha, pela prática de crime contra a honra, como calúnia, injúria e difamação", informaram em nota.

A concessionária destaca que acompanha o trabalho de seus colaboradores através de Ordem de Serviço Online e que todos os serviços são monitorados pelo CCO, inclusive, com rastreamento total da frota. Em caso de dúvidas, a Águas de Teresina orienta que os usuários entrem em contato via 0800 223 2000.

 


Comentários