Animal teve mau súbito · 02/03/2020 - 06h43

Égua morre durante operação policial e gera comoção


Compartilhar Tweet 1



Uma égua do 4º Regimento de Polícia Montada (RPMon) da Brigada Militar de Porto Alegre morreu durante uma operação policial, na última quarta-feira (26/02), que estava sendo realizada em frente ao estádio Beira Rio, na capital do Rio Grande do Sul (RS). A reportagem é do R7

    Foto: Reprodução Instagram

Justiceira, como era chamada, teve um mau súbito, que ainda está sendo investigado. Em um post comovente, publicado pela Brigada Militar em sua página oficial no Instagram (brigada_militaroficial), a corporação afirma que ela pode ter sofrido de "síndrome do coração partido".

O motivo? "Seu parceiro de longa data, o sargento Negreiros, com quem trabalhou por mais de quatro anos, aposentou-se há apenas uma semana", explicou a nota.

A homenagem continuou com uma despedida: "Vai em paz, Justiceira, e recebe a continência de cada brigadiano, seja ele da cavalaria ou não".

Na foto que abre a publicação, aparece o soldado Alves, companheiro atual de Justiceira, lamentando a sua morte. Na sequência aparecem duas outras fotos com seu antigo amigo de dupla. Veja o post abaixo.

Justiceria estava há 18 anos na corporação.  

O post finaliza com um verso de Chiquinho e Bordeneio:

“Quando morre um cavalo
Até o céu fica nublado
Uma cruz marca a coxilha
E o dono sofre calado”

 


Comentários