Estado grave -

Conheça siamesas que nasceram unidas pelo tórax, abdômen e bacia

As gêmeas siamesas, Lara e Larissa, nasceram unidas pelo tórax, abdômen e bacia, na capital goiana. Atualmente, as bebês encontram-se internadas em estado grave, porém estável, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad). A mãe, natural do Mato Grosso, deu à luz no dia 11 de outubro no Hospital Estadual da Mulher Dr. Jurandir do Nascimento (Hemu), onde permaneceram 59 dias, em condições gravíssimas, antes de serem transferidas. Com informações do Metrópoles.

Foto: Reprodução

As siamesas estão sob os cuidados do cirurgião pediátrico Zacharias Calil, que acompanhou o pré-natal da mãe, Kátia Márcia Cardoso, de 36 anos, desde setembro. As bebês, pesando juntas 3,6 kg, estão sedadas, entubadas e recebendo alimentação por sonda. Devido ao atual estado de saúde, não há previsão para a realização da cirurgia de separação.

O médico Zacharias Calil é um especialista em casos de gêmeos siameses e é pioneiro no procedimento de separação desse tipo em Goiás. Ele destacou a complexidade do quadro clínico das siamesas, ressaltando que o desafio para os profissionais de saúde é constante, uma vez que a condição das recém-nascidas muda rapidamente.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco