Motor de 200 cilindradas · 16/06/2021 - 20h03

Carro feito no Piauí durante a pandemia chama atenção pelo design, potência e criatividade; vídeo


Compartilhar Tweet 1



Durante a pandemia, muitas recomendações são repassadas por profissionais da Psicologia. Uma delas é que as pessoas adotem uma rotina diária para ficar o maior tempo possível com a mente ocupada e assim manter a boa saúde mental. As informações são do Cidades na Net. 

Dessa forma, em Bocaina, para aproveitar o tempo de forma produtiva, um morador do município, aos poucos, juntando peças, conseguiu construir um carro. Grajal ano 2020/2021 é o primeiro modelo customizado genuinamente bocainense, graças à criatividade de Cipriano Rodrigues Neto, o Budin.

O veículo é movido a gasolina, com motor de motocicleta 200 cilindradas, possui pneus traseiros aros 13 e dianteiros aros 08. Ainda está em fase de teste, mas já é possível perceber sua potência e que pode chegar a uma velocidade de até 80km/h, aproximadamente.

“Dá para andar bem. Ainda está em fase de teste. Estou fazendo alguns reparos e depois vou fazer a pintura”, disse o eletricista Budin.

O eletricista uniu seu conhecimento com a mecânica e assim a estrutura do carro foi construída com tubo de ferro e chapa de aço. A rotina de trabalho na construção de Grajal como é denominado o carro, foi de certa forma, espontânea, aos poucos, nas horas vagas.

Grajal tem chamado a atenção das pessoas pela sua simplicidade e também pela sua potência, além da criatividade de Budin, o montador.

Graças a sua criatividade o veículo vai ganhar pintura através de patrocínio de um amigo de seu dono. Além da pintura, Budin disse que Grajal também vai ganhar, através de patrocínio, acessórios da parte elétrica.

“Ele foi feito praticamente de sucata. O que eu ia encontrando ia pedindo nessas oficinas, alguns amortecedores, rolamentos, tentando adaptar as peças até chegar nesse resultado aí”, disse Budin.

Grajal que tem capacidade para dois ocupantes (motorista e passageiro), aos poucos vai ganhando estilo com as adaptações e muita admiração dos bocainenses.

 

Comentários