Formado por 27 voluntárias · 26/09/2020 - 12h00

Campanha doará absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade em Teresina


Compartilhar Tweet 1



Promover a distribuição de absorventes para meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade em Teresina. Este é o objetivo da campanha idealizada pela grupo denominado “Girl Up The”, formado por 27 voluntárias, que estão movimentando doações em dinheiro para garantir o acesso a absorventes às mulheres que não podem comprar o produto na capital.

A campanha, além de um Projeto de Lei redigido pelo grupo, contam com apoio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM). Para a gestora da SMPM, Macilane Gomes, é extremamente importante defender e apoiar essas iniciativas.

“Temos que dar força, incentivar e apoiar movimentos como esse. Além de ser nosso trabalho, é nosso dever encorajar essa luta, em especial dessa geração que vem surgindo, trazendo cada vez mais o fomento e promoção de políticas públicas para as mulheres”, afirma a secretária.

As arrecadações para a campanha iniciaram no mês de agosto e devem encerrar neste mês de setembro. As doações podem ser feitas através da conta bancária: Agência: 4708-2, Conta: 25.821-0, Banco do Brasil. Os absorventes adquiridos a partir do dinheiro das doações serão distribuídos para instituições carentes que atendem mulheres em Teresina.

De acordo com pesquisas levantadas por membros do “Girl Up The”, 23% das meninas de 15 a 17 anos não têm condições financeiras para comprar absorventes. Segundo a diretora do “Girl Up Teresina”, Amanda Rocha, o problema afeta a saúde das mulheres, pois muitas acabam desenvolvendo infecções ao usarem outros utensílios para conter o fluxo. Além disso, traz à tona outras desigualdades que muitas vezes não são discutidas.

“Muitas mulheres acabam não tendo dinheiro para comprar seus absorventes e isso só agravou na pandemia. É um item básico de higiene, e a falta dele traz vários problemas de saúde e higiene, além de causar também uma discrepância educacional e profissional. Temos relatos de mulheres que acabam faltando no trabalho ou na escola porque estão menstruadas”, relata Amanda Rocha.

A idealizadora da campanha, Amanda Rocha, enfatizou ainda a importância do apoio da SMPM na campanha e nas demais demandas relacionadas ao projeto. “É bastante importante, pois vai possibilitar mais visibilidade para a campanha, para o Projeto de Lei e outras demandas, fazendo com que mais mulheres conheçam e tenham acesso. Nosso principal objetivo é ajudar as mulheres e contar com o apoio de instituições como essa só tem agregam à causa”, finaliza Amanda.

Projeto de lei

Recentemente, as colaboradoras do projeto redigiram um Projeto de Lei (PL) que propõe educação menstrual nas escolas e distribuição de absorventes gratuitos para mulheres em todo o Piauí, além de colocar o absorvente como item de primeira necessidade e incentivar microempreendedoras que fabricam absorventes, como isenção fiscal desses itens no Estado.

O PL está em tramitação na Assembleia Legislativa do Piauí e um abaixo assinado está em andamento solicitando sua aprovação. Link do abaixo assinado: https://www.change.org/p/assembleia-legislativa-do-piaui


Fonte: Com informações da Semcom

Comentários