Recebeu ameaça de morte · 03/05/2022 - 14h51 | Última atualização em 04/05/2022 - 08h02

Agiota manda carta antes de matar empresário com 10 tiros


Compartilhar Tweet 1



Executado com 10 tiros, o comerciante André Oliveira de Menezes, 39 anos, recebeu ameaça de morte antes do ataque, registrado na tarde do último domingo (01/05), na AC 200, em Santa Maria, no Distrito Federal. As informações são do Metrópoles.

A 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) recebeu informações de que o empresário havia sido ameaçado por um agiota. A vítima teria obtido um empréstimo para investir na agência de veículos.

Com o aumento da dívida, o agiota passou a exigir que André Menezes repassasse a titularidade do prédio comercial que ele tinha. O caso chegou a tramitar na Justiça, que deu ganho de causa ao comerciante. Inconformado, o suspeito colocou uma carta debaixo da porta de distribuidora de André. Nela, havia ameaça de morte para a vítima e o irmão dela.

Ataque
André Menezes foi surpreendido no momento em que estava em seu carro, uma Hilux. Ele tinha acabado de chegar à loja dele, especializada na venda de veículos. O irmão da vítima estava em um campo sintético, em frente ao local. Ele chegou a ouvir disparos de arma de fogo.

O familiar foi correndo para o local e encontrou o comerciante baleado no interior da caminhonete. Ferido, André foi levado ao hospital pelo irmão, recebeu do os primeiros socorros, mas não resistiu.

Em frente ao estabelecimento, a polícia localizou várias cápsulas de calibre 40. André Menezes era atirador esportivo e portava uma pistola no momento do crime. A arma foi levada pelos assassinos.

Segundo testemunhas, o atirador estava em um Fiat Cronos preto. Ele teria colocado uma máscara para entrar na loja da vítima. O suspeito fugiu após efetuar os disparos.

Comentários