Operação Fraudulenti · 12/09/2019 - 16h17 | Última atualização em 12/09/2019 - 16h27

Acusado de fraudar concurso no Piauí está fazendo curso de formação na PM-MA


Compartilhar Tweet 1



O soldado Gitã Duarte Ferro, preso no mês passado, acusado de fraudar o concurso da Polícia Militar do Piauí, conseguiu na justiça o direito de participar do curso de formação da PM-MA.

Segundo a investigação da Delegacia de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro -DECCOR, na Operação Fraudulenti, seis policiais, aprovados no concurso de praças de 2014 se beneficiaram com acesso antecipado à prova. O caderno de questões foi furtado durante a impressão pelo funcionário da gráfica contratada, que também foi preso.

    SSP-PI

Gitã, de acordo com as investigações, foi um dos principais articuladores da distribuição da prova entre amigos. Dentre os beneficiados está Gezza Duarte Ferro, irmã do acusado.

 


Fonte: Com informações da TV Cidade Verde

Comentários