Grilagem de terras. · 18/10/2019 - 17h31

Três pessoas são decapitadas em comunidade de Manaus


Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil do Amazonas investiga a morte de três pessoas encontradas decapitadas na última quinta-feira (16), em Manaus. Há suspeita de que os assassinatos estejam ligados à disputa entre facções criminosas ligadas ao tráfico de drogas ou à grilagem de terras.

Os crimes acontecem em um contexto de violência nos presídios do Amazonas neste ano. Em maio, 55 presos morreram durante dois dias de rebeliões em unidades de Manaus.

Pouco depois, o governador Wilzon Lima (PSC) disse que não havia como evitar as dezenas de assassinatos porque há um racha entre facções criminosas nas prisões. O estado já havia ganhado repercussão internacional em 2017, com outra matança em presídio da capital, com saldo de 67 mortos.
Os corpos de Dulcinéia Ferreira Lima Ramos, 51, do filho dela, Yuri Lima Ramos, 19, e de Matheus Gilventino Carvalho, 20, foram encontrados por volta de 6h de quinta em uma área de mata na comunidade Itaporanga, no bairro Nova Cidade, zona norte da capital amazonense.

Uma quarta vítima, um homem de 34 anos que teria testemunhado os crimes, que aconteceram nos fundos da residência dele, teve a casa invadida e foi espancado pelos assassinos, que deixaram as inscrições "CV" (referência a Comando Vermelho) feitas com sangue na janela da casa e na geladeira. Ele foi levado para um hospital da capital.

  Segundo a polícia, Dulcinéia, Yuri e Matheus foram assassinados entre a noite de quarta e a madrugada de quinta-feira. O corpo de Dulcinéia foi encontrado atrás da residência, decapitado e com as mãos amarradas. A cabeça dela estava mais à frente, em uma área de mata, junto com os corpos de Yuri e Matheus, também decapitados.

De acordo com peritos do Departamento de Polícia Técnica e Científica (DPTC), os corpos tinham sinais de tortura e várias perfurações feitas por arma branca. Uma faca e um pedaço de madeira foram recolhidos para serem periciados.

Um vídeo que circula na internet, e que teria sido gravado momentos antes das execuções, mostra Dulcinéia, dois homens e dois supostos adolescentes ajoelhados e com as mãos amarradas sendo agredidos e ameaçados de morte.

No vídeo, os criminosos perguntam a Dulcinéia "onde estão as armas", e ela responde que a "polícia já tinha levado". Em seguida, um dos supostos assassinos ameaça colocar uma granada na boca de Dulcinéia, caso ela não dê as informações que eles querem. Ele ameaça matar a todos, inclusive Dulcinéia que, segundo ele, "é a cabeça de todos eles".

"É o trem louco de Manaus, tropa do Mano G., tá entendendo? Comando Vermelho! O trem voltou. O bom filho à casa torna", diz o homem, antes do vídeo ser encerrado.

Mano G, a quem ele se refere, é Gelson Carnaúba, um dos líderes da facção criminosa Família do Norte (FDN), ao lado de João Pinto Carioca, o João Branco, e José Roberto Barbosa, o Zé Roberto da Compensa, que protagonizaram um racha na facção.

Manaus se tornou palco da guerra entre facções criminosas que buscam o controle do tráfico de drogas no estado, onde fica localizada uma das principais rotas do tráfico do país do rio Solimões.

A disputa entre facções criminosas, inclusive, foi o pano de fundo para os massacres em presídios protagonizados pelos próprios detentos, que deixaram 122 mortos em abril deste ano e em janeiro de 2017.

Segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), em janeiro de 2017 o massacre ocorrido no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, que resultou na morte de 67 detentos, foi promovido pela facção criminosa FDN, que buscava eliminar os rivais do Primeiro Comando da Capital (PCC), à época minoria no Amazonas.

Já em abril deste ano, quando uma nova onda de ataques nos presídios do Amazonas terminou com 55 mortos, os crimes foram motivados por um racha interno na FDN, após uma dissidência entre João Branco e Zé Roberto da Compensa, segundo a SSP-AM.

Apesar dos indícios e relatos de testemunhas, a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que investiga o caso, ainda não confirmou se as mortes ocorreram em razão de uma disputa entre facções criminosas ou se as siglas do CV foram deixadas como forma de despistar outra motivação, como a disputa por terras na invasão.

Segundo a SSP-AM, Dulcinéia, que era conhecida como "Baiana", era uma das líderes da comunidade, que surgiu a partir de uma invasão. Moradores teriam relatado que ela estava comercializando terrenos que pertenciam a outras lideranças da invasão, que a teriam ameaçado de morte.
De acordo com a delegada adjunta da DEHS, Zandra Ribeiro, as investigações estão em andamento. A delegada informou que a esposa de uma das vítimas, que presenciou as agressões e o momento em que os três foram levados pelos assassinos, prestou depoimento ainda na quinta-feira e informou que não reconheceu nenhum dos autores.

A mulher também relatou que oito pessoas, que tinham parte do rosto e da boca cobertos, participaram das execuções, mas segundo informações de testemunhas colhidas pelas equipes da DEHS, ao menos 20 pessoas estavam envolvidas no delito. Na comunidade nenhum morador quis comentar o assunto.

Ainda segundo a delegada, as mortes também podem ter ligação com o homicídio do cacique Francisco de Souza Pereira, 53, morto em fevereiro deste ano, na zona norte de Manaus. Francisco era esposo de Dulcineia, uma das vítimas do triplo homicídio.

Sobre os vídeos que estão repercutindo na internet, a delegada destacou que não há confirmação da autenticidade deles, mas que "parecem tratar-se das vítimas". A polícia não forneceu mais detalhes "para não comprometer o andamento das investigações".

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Uma grande explosão deixou Bruno Thiago Oliveira, 30 anos, com queimaduras de 1° e 2° grau em quase 90% do corpo. Após 37 dias, ele já recebeu alta, completamente recuperado.

Todo o tratamento foi feito no Hospital de Urgência de Teresina, o único do Piauí que oferece à população uma unidade especializada no tratamento de queimados que vem fazendo a diferença na vida de muitos pacientes.

A explosão aconteceu no dia 20 de julho, em um apartamento no bairro Morada Nova, na Zona Sul de Teresina, e deixou o imóvel destruído.

    Ascom/HUT

De acordo com o cirurgião plástico Denyberg Santiago, o tratamento do Bruno foi feito todo com curativos e banhos dados com anestesia, o que dá conforto para os pacientes e agiliza o processo de recuperação da pele. “Ele respondeu muito bem ao tratamento. A pele da área queimada foi revitalizada, ou seja, nasceu pele nova. As áreas com queimaduras de segundo grau mais profundas demoraram um pouco mais, mas ele recebeu alta com a pele toda renovada e livre de infecção”, explicou.

“Imaginei que fosse passar meses internado. Não tinha uma área do meu corpo que não estivesse queimada. Foram momentos de tensão e de muito sofrimento. Fiquei muito abalado com o que aconteceu. Não acreditava que iria conseguir me recuperar em pouco mais de mês. Porém estou perfeito fisicamente e isso se deve ao tratamento que recebi no HUT”, comenta Bruno, que destaca o trabalho do enfermeiro Jó Gomes, gerente de enfermagem da UTQ. “Além de ser um grande profissional, ele é muito humano”, declarou.

    Ascom/HUT

Para garantir um atendimento de qualidade aos pacientes, principalmente, os classificados como grandes queimados, como é o caso do Bruno, o Hospital possui um equipamento chamado dermátomo elétrico. É utilizado para a realização de enxerto de pele, principalmente, para os pacientes com lesões extensas. “Com o dermátomo, conseguimos otimizar a retirada de pele, diminuindo os desperdícios. Para se ter uma idéia, com a retirada de 10% da pele da coxa de um paciente vítima de queimaduras conseguimos fazer o enxerto de 25% das costa do paciente”, explicou.


Fonte: Prefeitura de Teresina
Comentar
Mais de cinco pares de gêmeos · 18/10/2019 - 15h50 | Última atualização em 18/10/2019 - 16h32

Mulher tem 40 anos e 38 filhos. Entenda a causa de tanta fertilidade


Compartilhar Tweet 1



Mariam Nabatanzi, 40, de Uganda, no continente africano, teve 38 filhos. Sua primeira gravidez, de gêmeos, foi aos 12 anos. Depois, ela teve mais cinco pares de gêmeos, quatro casos de trigêmeos e três outros de quadrigêmeos, segundo o jornal britânico The Daily Mirror. Neste ano, ela passou por uma cirurgia para impedir que tenha mais filhos. A reportagem é do R7.

    Foto: Reprodução/Facebook de Mariam Nabatanzi

A ginecologista e obstetra, Karina Tafner, médica-assistente do Ambulatório de Reprodução Assistida da Santa Casa, em São Paulo, explica que isso acontece por uma predisposição genética que torna mais de um óvulo disponível a cada ciclo menstrual - normalmente a mulher produz apenas um óvulo por mês.

"A ovulação é estimulada pelo chamado hormônio folículo estimulante (FSH), que é produzido pela hipófise, no cérebro. A mulher libera um grupo de folículos, precursores dos óvulos, todos os dias. Quando esse hormônio é liberado, o folículo que tiver mais receptores o recebe e se desenvolve para a espera do espermatozóide", afirma.

Eventualmente, dois folículos podem se desenvolver no mesmo ciclo. Se houver fecundação, a mulher poderá ter gêmeos diferentes - provenientes de dois óvulos. Karina afirma que existem duas situações em que a probabilidade de isso acontecer é maior.

“Quando a mulher têm uma predisposição genética, normalmente já tem gêmeos na família, e no final da vida reprodutiva, perto da menopausa. Nesse período, os óvulos ficam mais resistentes ao FSH, então o corpo aumenta a quantidade do hormônio liberado por ciclo. Com maior quantidade de FSH, há o risco de ovular de dois óvulos”, diz.

A reportagem do The Daily Mirror menciona que Mariam possui ovários maiores que o habitual. Karina afirma que isso não tem relação com a fertilidade. Segundo ela, é normal que os ovários diminuam conforme a mulher se aproxima da menopausa. “Ovários menores significam menos capacidade reprodutiva, mas o contrário não quer dizer o mesmo”, aponta.

Formação de óvulos

A ginecologista explica que todos os óvulos de uma mulher são formados quando ela ainda está na barriga. Por volta da 20ª semana de gestação, o feto já tem todas as células reprodutivas formadas. O número varia entre 6 e 7 milhões. Durante a vida, os folículos são liberados, mas apenas um amadurece e forma um óvulo por ciclo - os demais desaparecem.

No nascimento, o bebê possui de 1 a 2 milhões de folículos. Até o início da fase reprodutiva, a menina perde de 300 a 500 folículos por dia, chegando na puberdade com cerca de 400 mil. A partir dos 35 anos, a mulher começa a perder sua capacidade reprodutiva, até que a reserva de óvulos se esgota, que é quando se inicia a menopausa.

A ginecologista diz que ter gêmeos não aumenta nem diminui a probabilidade de que isso aconteça novamente. A predisposição genética é a mesma durante a vida inteira. O mesmo vale para quando a mulher tem a primeira gravidez. Isso não aumenta a chance de ela engravidar novamente; confirma, apenas, que não é uma mulher com problemas de infertilidade.

Segundo a médica, ter predisposição genética para ter gêmeos não significa que a mulher terá duas ou mais ovulações em todos os ciclos, apenas que isso acontece com maior frequência. Além disso, nem todos os óvulos têm bom potencial reprodutivo. “Depois dos 35 anos, os óvulos que restam no corpo da mulher já estão velhos, o que aumenta a chance de abortamento por alteração cromossômica, que é a maior causa de abortamento”, afirma.

Métodos contraceptivos

Karina aponta três formas de contracepção: as hormonais, as não hormonais e as definitivas. As hormonais utilizam a progesterona e estrógeno, na maior parte das vezes combinados, para inibir a produção de FSH e por isso a ovulação não ocorre.

Dentre as opções estão a pílula anticoncepcional, o anel vaginal, o adesivo, a injeção e o dispositivo intra-uterino (DIU) que, além da sua funcionalidade comum, libera progesterona no organismo como uma forma de proteção adicional, explica a médica.

A pílula do dia seguinte também é um método hormonal, mas possui um funcionamento diferente. Em vez de inibir a ovulação, altera as características do ambiente do endométrio, trompas e muco vaginal, tornando o local menos receptivo para a fecundação. Quando tomada até no máximo 24 horas depois da relação sexual, esse método tem 70% de eficácia, diz Karina.

Dentre os métodos não hormonais estão o preservativo feminino e masculino, o diafragma e o DIU de cobre. A ginecologista afirma que os três primeiros são métodos de barreira, que bloqueiam a passagem do espermatozoide impedindo a fecundação. O DIU funciona de maneira parecida com a pílula do dia seguinte, porém com mais eficácia. Ele age alterando o ambiente do sistema reprodutor feminino e tem durabilidade de 5 a 10 anos.

O método definitivo para mulheres é a laqueadura - que Marian teria feito. “A mulher pode tirar a trompa ou cortar um pedacinho e costurar. A escolha vai depender do profissional. A maioria não opta pela retirada, uma vez que, caso a mulher se arrependa, não é possível fazer a reversão,” finaliza.

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar
Vários tiros · 18/10/2019 - 15h40 | Última atualização em 18/10/2019 - 15h51

VÍDEO: bandidos filmam execução de desafeto: “É nós mano”; assista


Compartilhar Tweet 1



    Reprodução

Na noite desta quinta-feira (17), um homem ainda não identificado, foi morto a tiros no beco Planalto, bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus. As informações são do Metrópoles.

Informações preliminares apontam que moradores da área ouviram mais de dez disparos.

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o exato momento em que o suposto ‘soldado’ do Comando Vermelho (CV) é executado.

Nas imagens é possível ver membros da facção rival disparando diversas vezes contra o homem e em seguida comemorando mais um ‘serviço’ de execução.

ATENÇÃO! CENAS FORTES! CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR!

 

Comentar
Através das redes sociais · 18/10/2019 - 15h35

Crise no PSL: Eduardo Bolsonaro compara Joice a nota de R$ 3


Compartilhar Tweet 1



    HUGO BARRETO/METRÓPOLES

Um dia após a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) ser tirada da liderança do governo, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) deu continuidade ao racha que se instalou no partido do presidente Jair Bolsonaro. Nas redes sociais, ele comparou a parlamentar com uma cédula de R$ 3. O filho do chefe do Executivo ainda acusou Joice de “trabalhar contra o cara” que a elegeu. As informações são do Metrópoles.

“Se acha a dona de tudo, ‘porque EU aprovei’, ‘porque EU isso’, ‘EU aquilo’, ‘EU sou mais filha do que os filhos do presidente’, ‘EU sou a Bolsonaro de saias’, mas correu a noite coletando assinaturas para termos Delegado Waldir de líder, pessoa que irritada com o presidente orientou obstrução à MP 886, botando em risco uma pauta nacional devido a um problema pessoal”, escreveu Eduardo.

A deputada não deixou barato e também usou as mídias sociais para contra-atacar, afirmando que a manifestação do filho do presidente foi mais um “presentinho da milícia” contra ela. “Não se esqueçam que eu sei quem vocês são e o que fizeram no verão passado”, ameaçou Joice.

A alfinetada de Eduardo Bolsonaro foi em relação à entrevista que a ex-líder do governo concedeu na última quinta-feira (17/10/2019). Na ocasião, ela disse que o presidente tem inteligência emocional de “-20” e denunciou a existência de uma “milícia virtual” bolsonarista, com direito a “muitos robôs” e pagamentos a parte desse exército on-line. O comentário foi feito pouco tempo depois dela ser destituída da liderança do PSL no Congresso.

Comentar
Hoje tem sorteio da Quina · 18/10/2019 - 15h22

Loterias da Caixa sorteiam R$ 30 milhões até sábado (19)


Compartilhar Tweet 1



Desta sexta-feira (18) até sábado (19), sete modalidades das Loterias CAIXA podem pagar R$ 30 milhões em prêmios. A sexta-feira traz os sorteios da Quina, que poderá pagar R$ 2,3 milhões e da Lotofácil e da Lotomania, ambas sortearão R$ 2 milhões, cada. No sábado, ainda serão realizados os sorteios da Dupla Sena, que está em R$ 12,6 milhões; a Timemania, com R$ 7 milhões, a Mega-Sena, com R$ 3 milhões e o Dia de Sorte, que sorteará R$ 1,1 milhão.

Os sorteios serão realizados no Espaço Loterias CAIXA, que é aberto ao público e está localizado no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo (SP).

A Dupla Sena, que nesse sábado sorteará R$ 12,6 milhões, oferece uma vantagem: são realizados dois sorteios para cada aposta. Com relação ao prêmio da Mega-Sena de sábado, se aplicado na poupança, pode gerar uma renda de mais de R$ 10 mil ao mês.

Como apostar

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) em qualquer lotérica do país e também no Portal Loterias Online (www.loteriasonline.caixa.gov.br). Clientes com acesso ao Internet Banking CAIXA podem fazer suas apostas, na Mega-Sena, pelo seu computador pessoal, tablet ou smartphone. Para isso, basta ter conta corrente no banco e ser maior de 18 anos. O serviço funciona das 8h às 22h (horário de Brasília), exceto em dias de sorteios, quando as apostas se encerram às 19h, retornando às 21h para o concurso seguinte.

Para jogar pela internet, no Portal Loterias Online, o apostador precisa ser maior de 18 anos e efetuar um pequeno cadastro. O cliente escolhe seus palpites, insere no carrinho e paga todas as suas apostas de uma só vez, utilizando o cartão de crédito. O valor mínimo da compra no Portal (que pode conter apostas de todas as modalidades disponíveis no site) é de R$ 30,00 e máximo de R$ 500,00 por dia. Também pelo portal, os apostadores podem optar pelos combos de apostas, que podem ser de apenas uma modalidade ou de várias modalidades. Na seleção do combo, o cliente pode escolher entre visualizar os números selecionados em cada aposta ou o formato “Surpresinha”, no qual o sistema escolhe aleatoriamente os números da aposta, quando da sua efetivação.

Para usuários da plataforma iOS, já está disponível na Apple Store o app Loterias CAIXA. As modalidades que estão disponíveis para apostas são: Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Dia de Sorte. As apostas podem ser feitas todos os dias e a qualquer hora, durante o período de captação de cada concurso. Em breve, a CAIXA disponibilizará o app na loja Google Play.

Bolão CAIXA

Para ter mais chances de ganhar nas modalidades: Mega-Sena, Dia de Sorte, Lotofácil, Quina, Dupla Sena e Loteca basta formar um grupo, escolher os números da aposta, marcar a quantidade de cotas e registrar em qualquer uma das lotéricas do país. Ao ser registrada no sistema, a aposta gera um recibo de cota para cada participante que, em caso de premiação, poderá resgatar a sua parte do prêmio individualmente.

No caso dos bolões para a Mega-Sena, o preço mínimo de aposta é de R$ 10, e cada cota deve ser de, pelo menos, R$ 4, sendo possível realizar um bolão de, no mínimo, duas e no máximo 100 cotas. A probabilidade de acerto da aposta simples de seis números é de uma em 50 milhões. Já no caso da aposta de 10 números, aumenta para uma em 238 mil.

O apostador também pode adquirir cotas de bolões organizados pelas lotéricas. Basta solicitar ao atendente a quantidade de cotas que deseja e guardar o recibo para conferir a aposta no dia do sorteio. Nesse caso, poderá pagar uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota, a critério da lotérica.


Fonte: AsCom
Comentar
Tragédia anunciada · 18/10/2019 - 14h54 | Última atualização em 18/10/2019 - 15h52

Vídeo: homens reparam colunas antes de prédio cair em Fortaleza


Compartilhar Tweet 1



    REPRODUÇÃO

Imagens de câmeras de segurança mostram trabalhadores reparando colunas do Edifício Andrea, em Fortaleza (CE), minutos antes de o prédio desabar. No vídeo, aparecem engenheiros e trabalhadores contratados pela síndica do prédio para fazer uma reforma. As informações são do Metrópoles.

O edifício caiu na manhã de terça-feira (15/10). Às 9h54, de acordo com as imagens obtidas pelo site Diário do Nordeste, um dos trabalhadores começa a quebrar um dos pilares do prédio. A base coluna fica bem fina, quase sem concreto.

Cerca de 14 minutos depois, às 10h08, uma grande estrutura, que aparenta ser um reboco, cai da parede na entrada do edifício. Os engenheiros e a síndica, Maria das Graças Rodrigues, de 53 anos, observam o que aconteceu no local.

O cimento de partes das paredes, contudo, continua caindo. Às 10h28, a síndica retorna ao estacionamento do imóvel e não é mais vista. O imóvel desabou por volta das 10h30. Maria das Graças está entre as pessoas que ainda estão desaparecidas.

“Eu ainda reclamei daquele serviço. O cara descascou todas as colunas. Cinco colunas. Quando ele foi mexer no pilar principal, deu um pipoco, os ferros estouraram e o prédio desceu” afirma Paulo Bezerra Martins, morador do primeiro andar do Edifício Andrea.

Entenda
Subiu para seis o número de mortos no desabamento do Edifício Andrea, em Fortaleza. Na noite dessa quinta-feira (17/10/2019), equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará conseguiram retirar Rosane Marques de Menezes, 56 anos, dos escombros. Quatro pessoas ainda estão desaparecidas.

Além da sexta vítima, a perícia também confirmou a identidade da quinta pessoa morta. Trata-se de Maria da Penha Bezerril Cavalcante, 81. As demais vítimas identificadas são Nayara Pinho Silveira, 31, Antônio Gildasio Holanda Silveira, 60, Izaura Marques de Menezes, 81, e Frederick Santana dos Santos, 30.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) informou que os trabalhos de busca vão continuar durante toda a sexta-feira (18/10).

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O fim e o recomeço para Flávio Gonçalves da Costa, de 31 anos, ocorreu no dia 14 de setembro. Naquela ocasião, perdeu a mulher, Francisca Jéssica Victor Guedes, e ganhou a filha Sophia, que completou um mês de idade. “Quando ela escuta minha voz, fica tão feliz que chega a soluçar”, conta. A reportagem é do R7.

Jéssica, como era chamada, se preparava para subir ao altar de uma igreja quando sofreu um AVC. Ela deu entrada em um hospital da região central da capital paulista já com morte cerebral devido ao caso grave de pré-eclâmpsia, condição comum durante o período de gestação. Por causa da complexidade do caso, foi transferida para a Maternidade Pro Matre Paulista, onde a equipe médica realizou uma cesárea de emergência para salvar a vida do bebê, na época, com 29 semanas. Foi nesse cenário, de caos e tristeza, que Sophia nasceu com 34 centímetros e 1 kg.

O caso ganhou repercussão e o hospital financia, desde então, todos os custos da UTI neonatal. “Eu não tenho condição econômica para bancar, então sou muito grato”, agradece. Desde o dia 14, a rotina de Flávio tem sido casa-hospital e vice-versa – ele, que é tenente da Polícia Militar, está afastado de suas funções devido à licença-paternidade.

Desde que nasceu, a estrofe “e os anjos cantam nosso amor”, da música Os Anjos Cantam, da dupla Jorge e Mateus, ecoa diariamente nos ouvidos de Sophia. “Eu canto para ela todos os dias”, diz, acrescentando que essa era a canção escolhida para a dança dos noivos. A pequena guerreira, no entanto, deu um susto em Flávio recentemente. A equipe médica suspeitava que Sophia tivesse trombose na veia cava, disposição que drena o átrio direito do coração. “Me deixou muito preocupado, porque era uma situação grave”, lembra. Em casos mais graves, o resultado pode, ironicamente, ser um AVC. Após uma série de remédios e exames, a bebê está bem.

A pequena já demonstra inclusive características similares às do pai. “Ela sente muito calor. Às vezes, quando ela está deitada comigo, ela bate com as mãos no meu peito na tentativa de dizer que está com calor. Ela levanta a cabeça e se mexe toda”, conta. Em seguida, o tenente a coloca no berço, “e ela se acalma”.

Jéssica

O contato entre o pai e a filha tem sido extremamente importante para a recuperação de Flavio em relação à perda de Jéssica. “Não tem sido fácil. Tem dias que eu não me reconheço, outros que me sinto bem. São altos e baixos. É muito tênue”, reconhece. “O que me fortalece é a minha filha, minha família, meus amigos.”

A situação colocou Flávio de volta à cadeira do divã da terapia, recurso que utilizou em tempos passados. O tenente conta que buscou apoio psicológico na tentativa de amortecer as perdas. “Eu sonho todos os dias com a Jéssica. É muito difícil acordar, me situar no quarto, passar a mão no lençol da cama e perceber que ela não está ali”, diz, aos prantos. O que salva, conta, são as fotografias tiradas pelo casal. “São nossos olhares, sorrisos, e isso nunca vai se perder.”

Além da terapia, o tenente tem contato com diversas pessoas que também passaram por momentos de perda. “A família policial tem me ajudado bastante. Nesses casos, todo apoio é importante”, avalia. Os dois fatores resultaram em um impulso para o tenente resgatar um significado para a vida. “O meu sonho, agora, é ver a minha filha crescer com saúde. Isso basta pra mim”, diz.

O cenário, antes de tragédia, hoje é outro. “A minha história é de amor, é a da mãe que deu a vida pela filha. A Jéssica é a verdadeira heroína e eu apenas um coadjuvante”, define. O tenente lembra que a mulher sorria todos os dias, acontecesse o que for – e esse é um desejo que ele quer espalhado por aí cada vez mais. “E é o que acontece, porque a Jéssica está batendo por aí em outras pessoas, por causa dos órgãos que foram doados”.

Comentar
FPM COMO PARÂMETRO · 18/10/2019 - 11h43 | Última atualização em 18/10/2019 - 14h30

Confira quanto cada município do Piauí receberá após leilão do pré-sal


Compartilhar Tweet 1



Nota técnica elaborada pela Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira (Conof) da Câmara dos Deputados simula a parcela que cada município receberá no rateio decorrente do leilão de áreas do pré-sal marcado para 6 de novembro.

Clique aqui e baixe a lista com a distribuição para os municípios do Piauí

Proposta aprovada pelo Congresso Nacional (PL 5478/19), que foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, estabelece que, do total a ser arrecadado pela União, 15% deverão ser divididos pelos municípios conforme o critério do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Isso equivale a mais de R$ 10,9 bilhões.

Conforme a previsão do governo, uma parte dos recursos deverá ser liberada neste ano, e o restante em 2020. As prefeituras poderão, a seu critério, destinar os recursos para investimento ou para despesas previdenciárias.


Fonte: Agência Câmara
Comentar
Postou em suas redes sociais · 18/10/2019 - 11h29 | Última atualização em 18/10/2019 - 11h30

Bebê luta pela vida após beijo de um estranho e mãe faz alerta


Compartilhar Tweet 1



A mãe do pequeno Ellis, Charlotte Jones, fez um alerta nas redes sociais sobre o que aconteceu com seu bebê, um menino de apenas um ano de idade acabou lutando pela vida após ter sido beijado por um estranho. Eles são da cidade de Abergavenny, no país de Gales, e as informações são do Bebê Mamãe.

Mãe e filho antes da doença
Mãe e filho antes da doença    Reprodução Facebook

De acordo com a reportagem em suas redes sociais postou “As pessoas não entendem como um beijo ou o toque de alguém com herpes labial pode ser perigoso para um bebê. Meu filho ficou com febre de 40 graus, não conseguiu comer por uma semana e precisou de vários remédios”.

    Reprodução Facebook

O bebê foi levado ao hospital pela mãe após apresentar estado febril, na primeira consulta os médicos acharam que era garganta ou úlcera, mas com o estado de saúde piorando chegou-se ao diagnóstico de herpes labial e ficou internado no hospital, mas após um longo período de recuperação, resistiu sem complicações.

A doença pode ser inofensiva para adultos. Contudo, para bebês e crianças pequenas que ainda tem a imunidade fraca, ela é muito perigosa e pode ser fatal.


Fonte: R7
Comentar
Separou em cinco sacos de lixo · 18/10/2019 - 11h18

Mulher esquarteja colega de quarto após ele matar gato dela


Compartilhar Tweet 1



    REN-TV / EAST2WEST NEWS

Uma mulher russa é acusada de espancar o colega de quarto até a morte com um martelo e esquartejar o corpo com uma serra. O motivo, segundo a polícia da Rússia, seria porque a vítima teria matado o gato dela. As informações são do Metrópoles.

Anastasia Kh, de 41 anos, foi presa. A suspeita é de que ela tenha colocado os restos mortais do homem em cinco sacos de lixo, levando-os em diversas viagens a um ponto distante quase cinco quilômetros de onde o crime aconteceu, em Kirov.

A mulher, então, queimou as partes do corpo, que foram encontrados por um homem que passeava com seu cachorro. Nas sacolas, estavam ossos das pernas, costelas, um ombro, partes da pélvis da vítima e pele humana, segundo os policiais.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Ao longo das suas quatro décadas de existência, a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) se consolidou como referência no estado, sendo responsável por trazer milhares de piauienses ao mundo. Além disso, é a segunda maior do país em atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A história da Unidade carrega boas lembranças, histórias de superação e reconhecimento por um trabalho de excelência, mas há ainda a projeção de um futuro de grandes mudanças.

No contexto do serviço de excelência, o fator primordial é graças à equipe formada de profissionais de alto gabarito. E nesta data, 18 de outubro, dia dedicado aos médicos,  a Instituição, reconhecendo que  medicina  é uma das áreas do conhecimento que exigem maior comprometimento e responsabilidade por parte do profissional, expressa aos cerca de 220 profissionais da área que trabalham na Casa  e no Instituto de Perinatologia Social (IPS), o nosso muito obrigada e os nossos mais sinceros parabéns para quem está sempre preparado e dedicado para salvar vidas.  

Além de obstetras, pediatras, ginecologistas, ultrassonagrafistas, neuropediatras, cirurgiões, agradecemos aos, já profissionais, que através do valioso trabalho no serviço de Ensino e Pesquisa, também de referência, contribuem para formações de novos (as) profissionais. No campo de estágio de vários cursos de graduação e pós-graduação na área da saúde para as universidades Federal e Estadual do Piauí, além de várias instituições privadas e acolheu, somente no anos passado,  39 projetos todos aprovados na Plataforma Brasil e recebeu, nesse mesmo período, 12 projetos conclusos.

Parabéns às médicas e médicos da Evangelina Rosa que contribuem para nosso serviço de alta complexidade!

Comentar
Pode perder seu registro · 18/10/2019 - 09h48

Psicóloga pode ser cassada por criticar ideologia de gênero


Compartilhar Tweet 1



A psicóloga Patrícia de Sousa Teixeira corre o risco de perder o registro profissional por emitir posicionamento contrário a ideologia de gênero. A profissional, que é cristã, está sendo denunciada no Conselho Federal de Psicologia (CFP) e o julgamento acontece nesta sexta-feira (18/10). A reportagem é do Pleno News

    Foto: Reprodução

O processo contra Patrícia foi protocolado no Conselho Regional de Psicologia da 12º Região, após ela participar de um vídeo que alertava sobre a ideologia de gênero.

Apesar da gravação não fazer parte do exercício profissional dela, o conselho determinou a cassação alegando que ela se comportou de forma “preconceituosa”. Patrícia recorreu da decisão.

No recurso feito pelo advogado da profissional no processo inicial, a defesa se baseou no fato de que não houve atos praticados no exercício da profissão e que a pena era desproporcional, já que ela nunca recebeu advertências.

Comentar
Após ingerir bebida alcoólica · 18/10/2019 - 09h37 | Última atualização em 18/10/2019 - 10h11

Após passar mal na rua, mulher é estuprada por três homens


Compartilhar Tweet 1



    ISTOCK

Uma mulher foi estuprada por três homens nessa quinta-feira (17/10) na Baixada Fluminense (RJ). Ela disse que passava mal sozinha na rua, após ingerir bebida alcoólica com remédio, quando os agressores praticaram o crime. As informações são do Metrópoles.

Após ter sido abusada, a mulher foi até a Unidade Policial Administrativa Judiciária (UPJA), onde informou ter sido vítima de estupro. Após a denúncia, policiais civis foram ao local do crime, onde recolherem imagens de câmeras de segurança.

Os três suspeitos foram presos. Eles foram encaminhados para o Sistema Prisional, onde ficarão à disposição da Justiça. Uma testemunha também foi identificada e prestou depoimento. 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Um bebê que recebeu o nome de Rodrigo nasceu sem olhos, nariz e parte do crânio na cidade de Setubal, em Portugal . Os médicos deram ao bebê a previsão de vida de apenas algumas horas e hoje ele completa 11 dias apesar do prognostico. Informações CM Jornal.

De acordo com a reportagem o caso se tornou um escândalo após ser noticiado que o obstetra que acompanhou a mãe não detectou a malformação durante a gravidez, mesmo após três ecografias, e que o mesmo responde por vários processos de negligencia médica.

Os teriam sido avisados em outra clinica quando realizaram uma ecografia em 5D das possibilidades de deformações, mas ao levar o exame para o médico o mesmo teria garantido que o bebê era saudável.

O Hospital de São Bernardo também já abriu um inquérito para averiguar este caso e o MP também investiga.


Fonte: CM Jornal
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O juiz Carlos Marcello Sales Campos, da Vara Única da Comarca de Corrente, condenou o prefeito de Cristalândia do Piauí, Ariano Messias Nogueira Paranaguá, pela prática de Improbidade Administrativa. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por não prestar contas, dentro do prazo, do balancete de 2008. A sentença foi publicada no Diário Oficial de Justiça do dia 16 de outubro.

Ariano Messias Nogueira Paranaguá
Ariano Messias Nogueira Paranaguá    Reprodução/Prefeitura de Cristalândia do Piauí

Carlos Alberto do Nascimento, que também ocupou o cargo de prefeito, foi igualmente condenado pelo atraso na entrega do balancete do ano de 2009  e dos balancetes mensais de novembro de 2008 a janeiro de 2010.

Na sentença, o juiz lembra que "o dispositivo legal (improbidade administrativa por deixar de prestar contas) tem por objetivo responsabilizar o gestor que não comprovou ou aplicou de forma errada os recursos públicos, de maneira que a ausência de prestação de contas afronta diretamente princípios reitores da Administração Pública, sobretudo os da legalidade e da publicidade".

O magistrado ainda informa que os "requeridos sempre ultrapassaram os prazos de entrega das prestações de contas, ficando omissos por período de até 5 meses após o prazo legal, mostrando claramente a conduta consciente e dolosa dos requeridos em infringir norma legal que regula o prazo para a entrega das prestações".

O prefeito Ariano Messias foi condenado a perda do mandato eletivo, a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 3 anos, multa de 15 vezes o valor do último salário de prefeito, acrescido de juros, e ainda a proibição, por 3 anos, de  contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais, direta ou indiretamente.

Carlos Alberto do Nascimento, ex-prefeito, também foi condenado a perda da função pública que eventualmente ocupar, suspensão dos direitos políticos por 3 anos, multa de uma vez o valor da última remuneração recebida em 2008 e proibição de contratar com o Poder Público por 3 anos. 

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Há várias semanas o Parque Potycabana, na Zona Leste, é alvo de reclamação dos frequentadores. O cúmulo foi registrado nesta quinta-feira (17/10) quando faltou água até para beber. Este ano, o local quase fechou pela descaso com o parque.

O bebedouro perto do palco parece estar há vários dias sem funcionar, ao lado de gambiarras. O bebedouro que fica perto da administração parou de fornecer água por algum tempo no período da noite, gerando reclamações. Os dois bebedouros, quando funcionando, raramente fornecem água gelada, ou pelo menos fria, é quente mesmo.

"Se trouxer as folhas dá para fazer chá", reclamou um frequentador do parque sobre a temperatura da água dos bebedouros, que contam com torneiras inadequadas. A opção é comprar água nos poucos quiosques que ainda restam na Potycabana.

Além deste problema, o parque encontra-se em péssimo estado de conservação. A estrutura não tem conservação e há problemas de limpeza. A grama quase em toda sua totalidade está seca e o local é tomado pelo mato em várias partes. A justificativa é a falta de funcionários.

Com tantos problemas, muitos frequentadores preferem outros parques, como o da Cidadania. "Venho aqui porque é mais perto de casa, mas a gente fica triste, é dinheiro da gente que é jogado no lixo, aqui era tão lindo, mas falta cuidado", lamentou um frequentadora do parque.

 

Comentar
Público animado · 17/10/2019 - 21h59 | Última atualização em 17/10/2019 - 22h08

Primeiro dia de entrega de abadás da Micarina tem fila e longa espera


Compartilhar Tweet 1



O primeira dia de entrega de abadás da Micarina 2019 teve filas longas e espera dos foliões. Os abadás começaram a ser entregues nesta quinta-feira (17/10) no Rio Poty Shopping, mas isso não desanimou os foliões, que esperaram animados.

Fila longa também para quem deixou para comprar na última hora. Nas lojas da Kalor Produções do Rio Poty e do Riverside Shopping longas filas também foram registradas, após as vendas serem encerradas online.

Tudo sobre a Micarina
Após 14 anos, a Micarina Meio Norte volta com tudo em 2019 e promete agitar Teresina no maior carnaval fora de época do estado. O evento acontece nesta sexta-feira (18/10) e sábado (19/10) com várias atrações e a presença de foliões do Brasil inteiro.

    Reprodução Meio Norte

A edição de retorno da Micarina acontece na avenida Raul Lopes, Zona Leste de Teresina, e conta com uma grandiosa estrutura, além de um forte esquema de segurança para garantir a tranquilidade dos presentes.

Confira a programação completa

Sexta-feira (18/10)

Bloco Vumbora com Bell Marques (20h)
Bloco Vem Com Gigante com Leo Santana (21h)
Bloco do Boteco com Avine Vinny (22h)

No camarote Devassa tem Anderson Rodrigues (20h), Bill Coimbra (22h), Zé Neto e Cristiano (1h30) e Mano Walter (3h30).

Sábado (19/10)


Bloco Vumbora com Bell Marques (20h)
Bloco Village com Ivete Sangalo (21h)
Bloco do Boteco com Parangolé (22h)

No Camarote Devassa tem Luketta (20h), Raphael Alencar (22h), Xand Avião (1h30) e Rafa e Pipo (3h30).

Nos dois dias o evento inicia 20h e entra pela madrugada. A trecho entre o balão do Riverside e da ponte da Primavera serão bloqueados, além das alças da Ponte Estaiada.

Percurso dos blocos
Segundo o site da Micarina, a concentração estará situada no trecho mais próximo ao balão que dá acesso ao Riverside Shopping até próximo o antigo Estaleiro, onde o percurso inicia, perto da alça que dá acesso à Ponte Estaiada, até o retorno que fica próximo ao Parque Meus Filhos e o condomínio Vila Mediterrâneo.

Reprodução Meio Norte
Reprodução Meio Norte 

Ingressos
A venda de ingressos online para a Micarina já encerraram, mas ainda estão à venda nas lojas da Kalor Produções, Riverside Shopping e Rio Poty Shopping. Os ingressos variavam de R$ 60 na meia-entrada do Bloco Boteco de sexta-feira até R$ 2.120 nos dos dias do camarote Devassa Premium, mas pode haver alterações. Os abadás já começaram a ser entregues no Rio Poty Shopping. As entradas para os camarotes serão entregues no Blue Tree Hotel.

Reprodução Meio Norte
Reprodução Meio Norte 

Pipoca
Uma das grandes polêmicas no lançamento da Micarina foi a ausência da pipoca, que são os foliões que não compram abadá e estão presentes em qualquer festa do tipo. Apesar do evento ser em via pública, com patrocínio do dinheiro público, com uso da segurança pública, o evento seria 100% fechado. Mas esta semana houve a divulgação de que um trecho da avenida será liberado para a população, apenas após a passagem do portal, perto da Ponte Estaiada, que só pode entrar quem estiver com abadá ou pulseira.

Movimento da economia
Responsável pelo retorno da Micarina, Wrias Moura, diretor da TV Meio Norte e da Kalor Produções, que organiza o evento, falou em entrevista recentemente sobre a importância do evento para o estado. Ele disse que vem gente do país inteiro e com isso movimenta a economia de Teresina.

Wrias Moura
Wrias Moura    Reprodução TV Meio Norte

Além do movimento de turistas na cidade, em especial fãs de micaretas, o comércio é impulsionado, seja no ramo de hotéis, alimentos, serviços, beleza, bem como o comércio. Milhares de empregos diretos e indiretos também são gerados antes, durante e após a Micarina.

Patrocínios e apoio
Além da Devassa, patrocina o evento:

  • Claro
  • DelliPizzas
  • Drogarias Globo
  • Elite Eventos
  • Empório Prime
  • Equilíbrio
  • FCMC
  • G3 Telecom
  • Governo do Estado do Piauí
  • ICev
  • Jupi alimentos
  • Maratá
  • Marko Informática
  • New Concept Salon
  • Noroeste
  • Old parr
  • Ótica Diniz
  • Prefeitura de Teresina
  • Secretária de Turismo
  • Semdec
  • Semel
  • Shopping Rio Poty
  •  Tanqueray
  • Tintas Crel
  • Unimed Teresina

Apoiam o evento:

  • Aplicativo Papalégua
  • Blue Shark
  • Criattiva Comunicação Visual
  • Empório Pescados 
  • Gráfica GSJ
  • Itacor
  • Natuarte

Confira os vídeos das edições anteriores

 

Comentar
Evento acontece 18 e 18/10 · 17/10/2019 - 18h35 | Última atualização em 17/10/2019 - 20h10

Empresas e condomínio são prejudicados com interdição da 'Raul Lopes' para a Micarina


Compartilhar Tweet 1



A volta da Micarina vai proporcionar dois dias de festa para milhares de foliões, além de uma movimentada na economia em Teresina, geração de renda, mas também alguns problemas. O uso do espaço público para o evento, que até esta semana ia ser 100% privado, já causou polêmica, mas com a proximidade do maior carnaval fora de época do Piauí, reclamações são registradas.

Nesta quinta-feira (17/10), a avenida Raul Lopes foi bloqueada por algumas horas, prejudicando empresas que ficam no entorno da avenida, bem como o acesso de moradores e prestadores de serviços do condomínio Vila Mediterrâneo, que tiveram a passagem proibida.

Uma das empresas prejudicadas foi a Newland. Um funcionário da concessionária Toyota no Piauí informou ao 180 que por várias horas clientes e funcionários foram impedidos de acessar a empresa em seus veículos porque a via foi totalmente interditada, incluindo a ponte da Primavera.

"As empresas e o condomínio não foram notificadas e todo mundo foi pego de surpresa. Isso gera um prejuízo financeiro tremendo, interferindo até nos impostos. É preciso inteligência neste tipo de ação para não prejudicar ninguém, são milhares de pessoas afetadas, só fica um fiscal impedindo a passagem, ele está só cumprindo ordens. O certo era interditar parcialmente, ou só na hora do evento, ter uma organização, mesmo funcionários com crachás foram impedidos de passar pela via para irem trabalhar", informou uma fonte.

A situação pode piorar nesta sexta-feira (18/10) e no sábado (19/10). Vale lembrar que a Newland tem outra concessionária na Raul Lopes, perto da Ponte Estaiada, que vende veículos Jaguar e Land Rover, que não deixam de ser concorrentes das concessionárias do Grupo Meio Norte.

A Strans chegou a emitir um comunicado no Instagram, mas a interdição aconteceu em horário incompatível com o comunicado.

Sobre a Micarina
Após 14 anos, a Micarina Meio Norte volta com tudo em 2019 e promete agitar Teresina no maior carnaval fora de época do estado. O evento acontece nesta sexta-feira (18/10) e sábado (19/10) com várias atrações e a presença de foliões do Brasil inteiro.

    Reprodução Meio Norte

A edição de retorno da Micarina acontece na avenida Raul Lopes, Zona Leste de Teresina, e conta com uma grandiosa estrutura, além de um forte esquema de segurança para garantir a tranquilidade dos presentes.

Confira a programação completa

Sexta-feira (18/10)

Bloco Vumbora com Bell Marques (20h)
Bloco Vem Com Gigante com Leo Santana (21h)
Bloco do Boteco com Avine Vinny (22h)

No camarote Devassa tem Anderson Rodrigues (20h), Bill Coimbra (22h), Zé Neto e Cristiano (1h30) e Mano Walter (3h30).

Sábado (19/10)

Bloco Vumbora com Bell Marques (20h)
Bloco Village com Ivete Sangalo (21h)
Bloco do Boteco com Parangolé (22h)

No Camarote Devassa tem Luketta (20h), Raphael Alencar (22h), Xand Avião (1h30) e Rafa e Pipo (3h30).

Nos dois dias o evento inicia 20h e entra pela madrugada. A trecho entre o balão do Riverside e da ponte da Primavera serão bloqueados, além das alças da Ponte Estaiada.

Percurso dos blocos
Segundo o site da Micarina, a concentração estará situada no trecho mais próximo ao balão que dá acesso ao Riverside Shopping até próximo o antigo Estaleiro, onde o percurso inicia, perto da alça que dá acesso à Ponte Estaiada, até o retorno que fica próximo ao Parque Meus Filhos e o condomínio Vila Mediterrâneo.

Reprodução Meio Norte
Reprodução Meio Norte 

Ingressos
A venda de ingressos online para a Micarina já encerraram, mas ainda estão à venda nas lojas da Kalor Produções, Riverside Shopping e Rio Poty Shopping. Os ingressos variavam de R$ 60 na meia-entrada do Bloco Boteco de sexta-feira até R$ 2.120 nos dos dias do camarote Devassa Premium, mas pode haver alterações. Os abadás já começaram a ser entregues no Rio Poty Shopping. As entradas para os camarotes serão entregues no Blue Tree Hotel.

Reprodução Meio Norte
Reprodução Meio Norte 

Pipoca
Uma das grandes polêmicas no lançamento da Micarina foi a ausência da pipoca, que são os foliões que não compram abadá e estão presentes em qualquer festa do tipo. Apesar do evento ser em via pública, com patrocínio do dinheiro público, com uso da segurança pública, o evento seria 100% fechado. Mas esta semana houve a divulgação de que um trecho da avenida será liberado para a população, apenas após a passagem do portal, perto da Ponte Estaiada, que só pode entrar quem estiver com abadá ou pulseira.

Movimento da economia
Responsável pelo retorno da Micarina, Wrias Moura, diretor da TV Meio Norte e da Kalor Produções, que organiza o evento, falou em entrevista recentemente sobre a importância do evento para o estado. Ele disse que vem gente do país inteiro e com isso movimenta a economia de Teresina.

Wrias Moura
Wrias Moura    Reprodução TV Meio Norte

Além do movimento de turistas na cidade, em especial fãs de micaretas, o comércio é impulsionado, seja no ramo de hotéis, alimentos, serviços, beleza, bem como o comércio. Milhares de empregos diretos e indiretos também são gerados antes, durante e após a Micarina.

Patrocínios e apoio
Além da Devassa, patrocina o evento:

  • Claro
  • DelliPizzas
  • Drogarias Globo
  • Elite Eventos
  • Empório Prime
  • Equilíbrio
  • FCMC
  • G3 Telecom
  • Governo do Estado do Piauí
  • ICev
  • Jupi alimentos
  • Maratá
  • Marko Informática
  • New Concept Salon
  • Noroeste
  • Old parr
  • Ótica Diniz
  • Prefeitura de Teresina
  • Secretária de Turismo
  • Semdec
  • Semel
  • Shopping Rio Poty
  •  Tanqueray
  • Tintas Crel
  • Unimed Teresina

Apoiam o evento:

  • Aplicativo Papalégua
  • Blue Shark
  • Criattiva Comunicação Visual
  • Empório Pescados 
  • Gráfica GSJ
  • Itacor
  • Natuarte

Confira os vídeos das edições anteriores

 

Comentar
Horário especial · 17/10/2019 - 17h10 | Última atualização em 17/10/2019 - 17h21

Assaí, Extra e Pão de Açúcar informam funcionamento no feriado do Dia do Piauí


Compartilhar Tweet 1



Durante o Dia do Piauí, celebrado no próximo sábado (19/10), Assaí Atacadista funcionará das 7h às 18h.

Já as lojas do Pão de Açúcar funcionarão nos seguintes horários:

  • Pão de Açúcar Frei Serafim – 7h às 20h
  • Pão de Açúcar São Cristóvão e Jóquei - 7h às 21h
  • Pão de Açúcar Dom Severino – 7h às 22h.

As unidades da marca Extra funcionarão em horário normal.

 


Fonte: AsCom
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Duas pessoas ficaram feridas em um acidente na manhã desta quinta-feira (17/10) na rodovia que liga a localidade São João ao Povoado David Caldas, na cidade de União. O veículo em que as vítimas estavam, usado em entregas de mercadoria, saiu da pista e capotou em um trecho chamado de “Curva da Morte”. As informações são do Clique União.

    Reprodução

Os dois homens são funcionários de uma loja de móveis e eletrodomésticos. Um deles foi socorrido e levado para o Hospital de União logo após o acidente e transferido para Teresina no início da tarde. O outro ficou preso nas ferragens, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros de Teresina às 12h20 e levado direto para um hospital da capital e passará por uma cirurgia na perna. Os dois estavam conscientes, mas reclamando de dores.

A gerência da loja em que as vítimas trabalham informou que lamenta o ocorrido com os dois colaboradores, está acompanhando tudo de perto e prestando toda assistência necessária a partir do momento do ocorrido.

Comentar

 

    Foto: Reprodução / Facebook

"Queremos uma resposta desse governador: até quando vamos enxugar sangue como se enxuga gelo?", perguntou Maria Dalva Correa, mãe de Thiago, 19, morto por policiais em uma chacina no morro do Borel há 16 anos, em uma das falas mais aplaudidas.

 

Ela falava a integrantes de movimentos sociais e deputados estaduais do Rio de Janeiro que se reuniram na manhã desta quinta (17) em uma audiência pública na Alerj (Assembleia Legislativa) para debater a política de segurança pública no estado e criticar o governo Wilson Witzel (PSC).

 

Eles cobraram medidas como a suspensão do uso de disparos de helicópteros em ações policiais em favelas e de incursões durante a noite e durante os horários de entrada e saída das escolas -nos moldes de uma ação civil pública que já existe no Complexo da Maré, na zona norte carioca. 

"Essa licença para matar é só para o negro e favelado. Queremos o direito de andar com guarda-chuva na favela, de estar em cima da laje, de ir ao mercado. Quando levamos o nosso filho para a escola, queremos que ele volte", discursou Maria Dalva, que até hoje não viu a condenação de responsáveis pela morte de seu filho. 

 

Ela se referia a vítimas recentes que não tinham relação com o crime e com confrontos, como o pedreiro José Pio Junior, que trabalhava em uma laje na Vila Kennedy, e a menina Ágatha Félix, 8, que voltava de um passeio com a mãe no Complexo do Alemão.

 

Participaram da audiência seis comissões da Alerj, incluindo as de Direitos Humanos, de Mulheres e de Educação, mas não a de Segurança. "É a primeira vez que essa junção acontece, por conta da gravidade do que está acontecendo", defendeu a deputada Enfermeira Rejane (PCdoB). 

 

Estiveram na reunião também membros da Defensoria Pública e do Ministério Público, que tem sido criticado por movimentos sociais quanto à fiscalização da atuação policial. 

 

"Temos inquéritos civis que tratam da colocação de câmeras [em viaturas], do uso de helicópteros, da preservação do local de mortes. Também temos 58 denúncias de violência policial. Sabemos que o tempo de investigação não é o tempo da realidade e de impedir outras tragédias, mas nossa intenção é em curto prazo produzir medidas com eficácia maior", defendeu o promotor Paulo Roberto.

 

O governo estadual foi convidado, mas não enviou representantes. "Deveriam estar nessa mesa os secretários de Polícia Militar e Civil", cobrou a deputada Renata Souza (PSOL). "Queremos protocolos mínimos, como ambulâncias na entrada das favelas quando tem operação, porque sabemos que vai ter feridos. Não queremos saber de informações da inteligência nem nada disso."

 

O evento ocorre num contexto de aumento de mortes por policiais no RJ, que vêm subindo há cinco anos e batendo recordes sucessivos neste ano. Foram 1.249 óbitos de janeiro a agosto, um aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Witzel tem discursado em favor de uma política de confronto em comunidades e defendido operações policiais que terminam em mortes mesmo antes das investigações. Nesta quarta (16), ele disse que fechará acessos a favelas como parte de um plano para combater roubos de cargas no estado, sem detalhar como isso se daria.

Comentar
Fim do desespero · 17/10/2019 - 15h38 | Última atualização em 17/10/2019 - 15h42

Aeroporto de Viracopos: mãe e bebê são libertados; sniper mata assaltante


Compartilhar Tweet 1



    DIVULGAÇÃO/VIRACOPOS

Um dos suspeitos de participar do roubo em Viracopos, na manhã desta quinta-feira (17/10), foi morto após sequestrar uma mãe e um bebê de 10 meses em uma casa no bairro Vida Nova, em Campinas (SP). De acordo com informações do G1, o sequestro durou aproximadamente duas horas e, segundo o comandante do Gate, Luiz Augusto, um sniper atingiu Luciano Santos Barros. As informações são do Metrópoles.

A mulher foi encaminhada ao Hospital da PUC com um ferimento na nádega esquerda e o bebê não se machucou. O criminoso morreu no local. Outros dois homens foram mortos durante a fuga do assalto em Viracopos.

A advogada de Luciano, Alessandra Giradi, informou que saiu de São Paulo para ir até o local do sequestro para que o cliente se entregasse. Alessandra afirmou que o homem participou do roubo no aeroporto e iria se entregar, mas foi “executado”.

Assalto
Os criminosos, fortemente armados, invadiram o pátio interno do terminal de cargas do Aeroporto de Viracopos, na manhã desta quinta-feira (17/10/2019), e interceptaram um contêiner que carregava uma grande quantidade de dinheiro.

O crime ocorreu por volta das 10h20, e os criminosos ainda incendiaram dois caminhões, fechando ambos os sentidos da Rodovia Santos Dumont (SP-75). Houve também a suspensão de pousos e decolagens no local.

Comentar
Tragédia anunciada · 17/10/2019 - 15h30

Confirmada 5ª morte em desabamento de prédio em Fortaleza


Compartilhar Tweet 1



    KLEBER GONCALVES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADAO CONTEUDO

O Corpo de Bombeiros confirmou a quinta morte em decorrência do desabamento de um prédio residencial em Fortaleza (CE). Agora, cinco pessoas seguem desaparecidas e outras sete foram resgatadas com vida.

Mais cedo, a corporação resgatou a quarta vítima. O corpo foi retirado dos escombros por volta das 7h desta quinta-feira (17/10/2019).

Comentar
Comoveu a web · 17/10/2019 - 15h23 | Última atualização em 17/10/2019 - 15h27

Menino quebra cofrinho e oferece recompensa a quem achar seu cão


Compartilhar Tweet 1



    REPRODUÇÃO/TV ANHANGUERA

As moedas juntadas em um cofrinho por Guilherme Gomes, 4 anos, são a esperança do menino em encontrar seu cachorro. O pinscher que atende pelo nome de Faísca sumiu no último sábado (12/10), Dia das Crianças, no bairro Vila Borges, em Rio Verde, sudeste de Goiás. A família do pequeno espalhou mensagens nas redes sociais e informou sobre a recompensa que o garoto está oferecendo. As informações são do Metrópoles.

“Boa tarde galera. Esse pinscher é do meu sobrinho. Sumiu na Vila Borges. Meu sobrinho está doando todas as moedas do cofrinho dele para quem o encontrar. Por favor, nos ajude a encontrá-lo. Meu sobrinho está muito triste”, diz o texto escrito pela tia de Guilherme e compartilhado em grupos de WhatsApp do município goiano.

Veja a foto que viralizou na internet:

    REPRODUÇÃO/TV ANHAGUERA

Guilherme quebrou o cofrinho onde junta as moedas que ganha dos pais. As informações são da TV Anhanguera e do G1 Goiás. O pequeno contou moedinha por moedinha, somou R$ 18 em pequenos montes e pediu ao pai para que oferecesse o dinheiro como recompensa. Tudo para ter o cãozinho de volta. Mãe do garoto, a professora Daniela Gomes afirmou que a iniciativa foi do filho.

Faísca foi visto pela última vez no Dia das Crianças (12/10/2019). A família disse que já procurou por todo o bairro e não o encontrou. Quem tiver alguma informação do bichinho pode ligar no telefone: (64) 99324-6069.

Comentar