Compartilhar Tweet 1



Marcado em um stories sobre a vitória do Flamengo no Brasileirão, Dr Pessoa respondeu e parabenizou os torcedores.

'Sou vascaíno, mas parabenizo todos os flamenguistas pela vitória', repostou.

 

Comentar
Para prestar apoio logístico · 26/02/2021 - 17h41

Grupo Meio Norte adere ao movimento Unidos pela Vacina no Piauí


Compartilhar Tweet 1



À frente da articulação entre a iniciativa “Unidos pela Vacina” e os governos municipais do Piauí, Lívia Guimarães, diretora do Grupo Meio Norte de Comunicação (GMNC), aderiu ao movimento, que trabalha no intuito de  acelerar o processo de vacinação no país.  A empresária enviou uma carta às secretarias da Saúde piauienses, bem como para os respectivos prefeitos, com informações a respeito do movimento que objetiva a vacinação contra a COVID-19 de todos brasileiros até setembro deste ano. 

Lívia Guimarães, diretora do Grupo Meio Norte de Comunicação
Lívia Guimarães, diretora do Grupo Meio Norte de Comunicação     Meio Norte

Ciente do papel fundamental do jornalismo no esclarecimento, conscientização, importância e estímulo à vacinação contra o novo coronavírus, a diretora do GMNC se reuniu com o secretário estadual da Saúde do Piauí, Florentino Neto, onde foi firmada uma parceria e enviada à mensagem para todas as prefeituras e secretarias de saúde. 

Na próxima segunda-feira (1º), será validado o acordo com cada um dos 224 municípios. Como primeira ação regionalizada, a carta coloca o movimento à disposição das autoridades e solicita que os representantes municipais respondam uma pesquisa que busca descobrir as principais necessidades das cidades piauienses com relação ao processo de imunização.

“Seremos o braço do movimento aqui no Piauí. Iniciamos agora o trabalho junto às prefeituras, através das secretarias de saúde. O preenchimento do formulário que eles terão acesso é o primeiro passo para o diagnóstico das necessidades. Temos 224 municípios, se conseguirmos responder com a maior urgência possível, ajudaremos a colocar o Piauí como um dos primeiros estados a ser mapeado. É extremamente importante para que o projeto tenha sucesso, o engajamento das prefeituras através das secretarias municipais fornecendo informações precisas e individuais de suas necessidades”, esclarece.

Nacionalmente, o movimento é liderado pela presidente do conselho gestor do Magazine Luiza e presidente do Grupo Mulheres do Brasil, a empresária Luiza Trajano, que afirmou que o foco da iniciativa é prestar apoio logístico aos governos, mas que não assumirá a frente da compra de vacinas. As ações, portanto, serão concentradas na compra de insumos e no apoio prático à vacinação com o objetivo de ajudar e acelerar na vacinação de todos os brasileiros até setembro de 2021.  

“Esse é um movimento de cidadania. Muitos empresários de diversos setores de todo o Brasil estão envolvidos nesse projeto que é dirigido por Luiza Helena Trajano. Empresas aéreas que fazem a atual logística das vacinas já aderiram, bem como fabricas de geladeiras para armazenamento das vacinas, empresas que produzem os EPIs, enfim, praticamente toda a cadeia de ajuda à vacinação. Brasileiros dispostos a ajudar o Brasil”, detalhou Lívia Guimarães.

A mobilização é apartidária e pretende contribuir em diversas frentes de trabalho que farão interfaces com o governo federal, com os Estados, secretarias de saúde, municípios e meios de comunicação. O objetivo é que não haja entraves para que a vacinação chegue o mais rápido possível a todos os cantos do Brasil.

Dentre as marcas que já manifestaram apoia a ação, estão a Volkswagen, a Electrolux, a Gol, a Pague Menos, a Suzano, e a Duratex. Entidades de menor porte, micro e pequenas empresas setorizadas regionalmente também estão buscando manifestar apoio. O movimento conta ainda com parceria da Associação Nacional de Jornais (ANJ), que fará  uma ação conjunta em apoio ao esclarecimento, de apoio a vacinação, de conscientização da população sobre a importância de se vacinar e combater a desinformação e notícias falsas sobre as vacinas contra a Covid-19.

Como funciona o movimento

O movimento fará reuniões semanais com a Casa Civil e o Ministério da Saúde, órgãos do governo federal. Depois, o grupo identificará as necessidades de cada estado, por meio de conversas com as secretarias estaduais de saúde. 

A partir daí, o movimento irá realizar levantamentos para identificar as dificuldades específicas de cada cidade no combate à pandemia. Tendo todos os problemas mapeados, uma equipe irá monitorar cada um deles, como falta de insumos para a produção das vacinas, escassez de materiais como agulhas e seringas, logística e armazenamento.


Fonte: Meio Norte
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Curso de Medicina da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) está desenvolvendo um projeto de extensão que visa à prevenção de intoxicações exógenas. A proposta teve início neste mês de fevereiro e conta com a participação de 25 alunos (todos do 5º período) e três professores do curso, sendo dois docentes colaboradores.

O projeto intitulado “Ferramentas Digitais como meios de divulgação de temas relacionados à prevenção de intoxicações exógenas” é um proojeto do Programa Institucional de Bolsas de Extensão Universitária (Pibeu) que tem como objetivo promover a educação em saúde sobre os riscos de intoxicação exógena, proporcionando à comunidade informações científicas e acessíveis sobre o assunto.

Intoxicações exógenas
João Victor Coimbra, bolsista do projeto, explica de forma geral, que uma intoxicação é uma quebra da homeostasia, ou seja, um desequilíbrio no funcionamento do organismo. “Essas são chamadas exógenas por virem de fora do corpo, seja do meio ambiente, do ambiente de trabalho, ou até mesmo da própria residência do indivíduo”, ressaltou o estudante.

Importância da informação
“A educação, seja na forma presencial ou virtual, sempre é a melhor forma para um desenvolvimento adequado que possa proporcionar uma sociedade mais informada”, pontou a professora Rosemarie Brandim, orientadora da proposta.

“Neste projeto em especial, esta educação em saúde proporciona conhecimentos para a prevenção das intoxicações, seja por medicamentos ou por quaisquer outros agentes tóxicos. E neste período ainda de isolamento (mesmo que parcial), as ferramentas digitais disponíveis são importantes para a realização deste projeto”, acrescentou a docente.

Atividades da equipe
Segundo a professora Rosemarie, os alunos estão divididos em grupos e preparando os conteúdos. “Fizeram, inicialmente, a chamada no Instagram e, em breve, irão iniciar as postagens. Toda semana (às sextas-feiras) nos reunimos para atualizar o andamento do projeto”, completou.

Por enquanto, o projeto está ativo somente no Instagram, contudo, os participantes pretendem atuar em outras plataformas também, como o Facebook.


Fonte: Governo do Piauí
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A coordenadora geral da Cendrogas, Cida Santiago, participou, na última quarta-feira (24), da inauguração da fábrica de chinelos e da aula inaugural do curso de Corte e Costura da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de Teresina. O curso é promovido pela Fundação Wall Ferraz.

Padre João Paulo Carvalho, coordenador da Pastoral de Rua disse que a fábrica servirá para ajudar nas despesas. “Queremos com a fábrica ajudar na auto sustentação da Pastoral. Pois precisamos cada vez mais superar as dificuldades. E além disso, qualificar os nossos acolhidos”, explicou o coordenador. No curso de corte e costura serão capacitadas 15 pessoas logo após elas serão aproveitadas para a confecção de camisas e fardamentos dando oportunidade para a geração de emprego e renda.

Cida Santiago, elogiou o trabalho realizado pela Pastoral por meio do padre João Paulo. “O padre é para nós um referencial no acolhimento para com as pessoas em situação de rua na nossa arquidiocese. Tenho a certeza de que, por meio da qualificação profissional, os acolhidos poderão ter mais dignidade e oportunidades para o mercado de trabalho”, declarou. Participaram também o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, José Santana, e o presidente da Fundação Municipal Wall Ferraz, Maicon Silva.

 


Fonte: Governo do Piauí
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Universidade Federal do Piauí (UFPI) começa, na próxima semana, uma série de eventos para assinalar os 50 anos de instalação da primeira universidade do estado. O evento inaugural está marcado para a segunda-feira, dia 1º de março, data exata de instalação da UFPI. Em ato na Reitoria, a solenidade será desdobrada em dois momentos: o de festejar a própria criação da universidade; e o lançamento de um livro que resgata quase 4 séculos de pedagogia no Piauí.

“A UFPI é um divisor de águas na história do Piauí. E só isso já justifica assinalar essa data. Mas é um momento que queremos para um duplo olhar: olhar para a trajetória passada, desses últimos 50 anos de construção e aprendizado; e a visão prospectiva, para o futuro, para os próximos 50 anos”, diz o reitor Gildásio Guedes. Conforme o reitor, nessas comemorações, a UFPI pretender festejar as pessoas, os fatos e as instituições relevantes para a Universidade, e plantar as bases do futuro.

Várias Solenidades

A Reitoria da UFPI programou uma série de eventos a partir da próxima semana. Na segunda-feira, acontecerá a solenidade que marca os 50 anos, ao mesmo tempo que lança o livro “Da Serra da Ibiapaba ao Campus da Ininga: 373 anos de pedagogia no Piauí”, do jornalista Luiz Bello. Ainda na próxima semana, está programado o lançamento da Associação dos Amigos da UFPI, bem como o destaque de professores e técnicos em atividade com cerca de 50 anos de dedicação à UFPI.

O reitor Gildásio Guedes quer fazer, dentro das comemorações, o lançamento de dois grandes projetos. Um é o Parque Tecnológico, que tende a promover um forte impacto em um segmento da economia piauiense e se mostrar capaz de produzir uma nova realidade econômica e social. Outro é o Parque Ambiental, que deverá resultar em uma ampla área de preservação com mais de 50 hectares em pleno campus da Ininga, e que será sobretudo um espaço de vivência para os teresinenses.

A programação inclui eventos acadêmicos e também atividades culturais – como o resgate da Quinta Cultural – e a criação da Associação de Amigos da UFPI, com o propósito de reunir especialmente os egressos da instituição. Mas um dos pontos altos deve ser mesmo a homenagem a mulheres que marcaram o início da UFPI. Essa solenidade está marcada para o dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher.


Fonte: UFPI
Comentar
60 locais monitorados · 26/02/2021 - 11h06 | Última atualização em 26/02/2021 - 11h13

Vigilância autua quatro estabelecimentos em fiscalização de decreto em Teresina


Compartilhar Tweet 1



Na noite desta quinta-feira (25/02), segundo dia de cumprimento do novo decreto Estadual com medidas mais restritivas em relação à Covid-19, a Vigilância Sanitária de Teresina notificou oito estabelecimentos e lavrou quatro autos de infração. Mais de 60 estabelecimentos foram monitorados pelo órgão, que contou ainda com a parceria da Vigilância Sanitária Estadual e Polícia Militar na ação. 

Em dois dias de fiscalização, mais de 120 estabelecimentos foram monitorados. Foram observados o horário de fechamento – estabelecido para as 22h – e também o cumprimento das normas sanitárias, como o uso de máscara por funcionários e clientes, distanciamento social, disponibilização de álcool, entre outros. “Nós fiscalizamos não só bares e restaurantes como também trailers, lanchonetes, hamburguerias, academias, todos os ramos de atividade que tem funcionamento noturno”, explica Larisse Portela, gerente de Vigilância Sanitária da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Ela observa que boa parte dos estabelecimentos entendeu a importância de se cumprir o decreto e colaborar pro controle dos números em relação à pandemia. “Os estabelecimentos foram notificados principalmente por não cumprirem o horário de encerramento das atividades. Observamos também a ausência do uso de máscara por alguns funcionários de estabelecimentos, e alguns pontos de aglomeração de pessoas”, diz a gerente.

Ela fala que o planejamento da GEVISA conta com a estratégia de intensificar a obrigatoriedade de obediência às normas nos turnos manhã, tarde e noite. “Durante o dia, cerca de oito equipes se deslocam para atender a demanda de liberações de licença sanitária, denúncias e blitz. Para fazer as inspeções no turno noite, fizemos o planejamento de forma a garantir a saída diária de, no mínimo, duas equipes de fiscais. Dividimos para cada equipe duas zonas, de forma a abranger o maior percurso possível”, diz ela.

Larisse Portela faz um apelo para que a população colabore com este trabalho e procure obedecer às normas sanitárias nestes locais. “Não é o momento de relaxar, sem ajuda de todos será impossível controlar os números relacionados à pandemia. Por isso fazemos um apelo à população em geral e ao empresariado para que continuem sendo parceiros da vigilância sanitária e de todos os órgãos e entidades envolvidas no combate à pandemia”, pede a gerente.


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar
Denúncias de consumidores · 25/02/2021 - 17h59 | Última atualização em 25/02/2021 - 20h02

Inquérito investiga condições de segurança do Extra após diversos furtos em Teresina


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Teresina, converteu procedimento administrativo em inquérito civil público para apurar as condições de segurança do supermercado Extra da Avenida Presidente Keneddy, na Zona Leste da capital.

A ação se deu após as constantes denúncias sobre a existência de furtos em automóveis no interior do referido estacionamento, alguns deles noticiados pelo 180.

A promotora Maria das Graças do Monte Teixeira levou em consideração que o Código de Defesa do Consumidor define que é direito básico do consumidor a proteção da vida, saúde e segurança contra os riscos provocados por práticas no fornecimento de produtos e serviços considerados perigosos ou nocivos.

Além disso, o fornecedor de serviços responde, independentemente da existência de culpa, pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços, bem como por informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos.

Uma série de diligências foram determinadas para apuração do caso.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Simplício Mendes, converteu notícia de fato em inquérito civil público para apurar supostas irregularidades na cidade de Socorro no Piauí.

O inquérito visa apurar suposto ato de improbidade administrativa perpetrado pelo prefeito Zitim Coelho, ao fazer utilização de máquinas do PAC para construção de estádio de futebol, sendo que há empresa licitada para realização da obra.

Uma série de diligências foram determinadas pela promotora Emmanuelle Martins Neiva Dantas Rodrigues Belo para apuração do caso.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Assine Ganhe, plataforma online de assinaturas do Jornal Meio Norte, realizou mais um sorteio de R$ 500 na manhã desta quinta-feira, 25 de fevereiro, durante o programa Bom Dia Meio Norte. 

A 162ª contemplada no sorteio foi Maria de Nazaré Oliveira Gomes através dos números da sorte 98 10 22. Ela deverá vir à sede do Grupo Meio Norte de Comunicação receber seu prêmio. 

CLIQUE AQUI E FAÇA A SUA ASSINATURA ONLINE

Fazer a assinatura do Jornal Meio Norte Online ficou ainda melhor. Assinando, você pode ganhar muitos prêmios. São dois sorteios diários de R$ 500 e no dia 18 de janeiro você concorre a R$ 10.000. As assinaturas podem ser feitas através do site www.assineganhe.com ou com um dos revendedores mais próximos.

Os sorteios dos R$ 500 acontecem nos programas da Rede Meio Norte: Bom Dia Meio Norte e no MN 40 Graus. O sorteio dos R$ 10.000 acontecem às segundas-feiras no programa Ronda Nacional. Quanto mais cedo você fizer a sua assinatura, mais chances você tem de ganhar. Cada assinatura custa apenas R$ 5.

Para ler o regulamento completo acesse http://www.assineganhe.com. A plataforma de distribuição de prêmios e venda de assinaturas está devidamente autorizada pela SECAP/ME sob número 06.011123/2020, em conformidade com os ditames da Lei Federal 5.768/71, regulamentada pelo Decreto 70.951/72 e pela Portaria nº 041/2008 do Ministério da Economia.


Fonte: Meio Norte
Comentar

Compartilhar Tweet 1



Nesta quarta-feira, dia 24 de fevereiro, a Pastoral do Povo da Rua da Arquidiocese de Teresina inaugura sua primeira fábrica de chinelos, iniciando também a comercialização dos produtos fabricados pelas pessoas acolhidas. A solenidade de inauguração acontecerá às 16h e contará com a presença de gestores municipais e estaduais, além de religiosos e voluntários da Pastoral.

De acordo com o coordenador, padre João Paulo Carvalho, a expectativa é produzir centenas de produtos diariamente. “Estamos com o objetivo de produzir 500 chinelas modelo havaianas diariamente. Um total de cinco assistidos estão participando diretamente dessa produção e outra parte vai ajudar na comercialização”, explica.

A fábrica fica localizada na sede da Pastoral, situada na Rua Arlindo Nogueira, nº 2531, bairro Macaúba, zona sul da capital. O maquinário da sua composição foi adquirido através de projeto e toda matéria prima utilizada também é custeada pela Pastoral.

“Teremos dois tipos de chinelas, onde um modelo custará R$ 9,00 e o outro R$ 15,00. O resultado das vendas será revertido nas despesas da Pastoral bem como ajuda de custo aos assistidos que atuam na fábrica”, acrescenta o padre coordenador.

Durante a inauguração da fábrica também acontecerá a aula inaugural do Curso de Corte e Costura, promovido pela Fundação Wall Ferraz, direcionado às pessoas que estavam nas ruas e que hoje são acolhidas na casa abrigo.


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar
Mexe com a autoestima · 24/02/2021 - 19h27

Existe relação entre estresse e queda de cabelo?


Compartilhar Tweet 1



Queda de cabelo é sempre um problema muito delicado, pois acaba mexendo com a autoestima das pessoas, principalmente das mulheres.  Além do fator estético, a queda do cabelo pode significar problemas de saúde. O estresse físico ou emocional também contribui para aumentar a queda do cabelo. O tratamento nestes casos deve ser multidisciplinar, ou seja, envolver diversas áreas como dermatologistas, psicólogos, psiquiatras e clínicos gerais. 

De acordo com o psicólogo da Clínica Intermed, José Augusto, os fatores podem ser diversos e estão quase sempre relacionados ao enfraquecimento da haste do cabelo. “Existem três tipos de perda capilar gerada pelo estresse. Temos a Alopecia Areata que é quando o sistema imunológico ataca os folículos, fazendo com que ocorra a queda capilar, inclusive, em grandes quantidades. Temos a Tricotilomania que está ligada à compulsão em puxar o próprio cabelo e o Eflúvio Telógeno que é o enfraquecimento temporário do cabelo, fazendo com que o crescimento seja interrompido e os fios caiam inesperadamente”.

Augusto explicou que estas condições são muito comuns e que o tratamento psicológico segue a proposta da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC). “Este tipo de abordagem da psicologia busca ensinar o paciente a reconhecer pensamentos e sentimentos distorcidos e negativos que funcionam como gatilhos e induzem o comportamento compulsivo e indesejável. Com isso, a terapia é utilizada a fim de substituir estes hábitos por outros novos e inofensivos. Essa técnica recebe o nome especial de treinamento para a reversão de hábitos”, disse.

Paralelamente ao tratamento, ainda segundo Augusto, o paciente é estimulado a realizar exercícios de relaxamento que ajudam a reduzir a tensão e favorecem o controle dos impulsos e a modificação do comportamento. 


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar
Ação do Ministério Público · 24/02/2021 - 18h00

Inquérito vai fiscalizar estrutura de escolas públicas em cidade do Piauí


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Aroazes, converteu procedimento administrativo em inquérito civil público para a fiscalizar a estrutura das doze escolas públicas do município, especialmente no que diz respeito à acessibilidade, saneamento e segurança da comunidade.

O promotor Savio Eduardo Nunes de Carvalho levou em consideração que a promoção da acessibilidade das pessoas com necessidades especiais se faz mediante a supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de edifícios e nos meios de transporte e de comunicação.

Uma série de diligências foram determinadas para apuração do caso.

Comentar
Esclarecimento · 24/02/2021 - 16h45 | Última atualização em 24/02/2021 - 16h48

Nota ao público


Compartilhar Tweet 1



A Editora 180graus vem a público e em respeito ao seu leitor informar que:

No longínquo ano de 2006 a Editora 180Graus publicou uma série de matérias jornalísticas sobre o empresário Sílvio Leite e a empresa Pag Contas onde se colocavam dúvidas sobre a idoneidade do contrato da empresa PagContas com o estado do Piauí.

Passados quase 15 anos dos fatos hoje se admite que as matérias que questionavam o contrato da Empresa PagContas com o estado do Piauí foram equivocadas e por isso a Editora 180graus vem a público se desculpar pelo ocorrido.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



É uma aranha? Não, um cachorrinho! Um filhote chamou a atenção de muitas pessoas nas redes sociais por um fato curioso: o número de patas. Em vez de quatro, o pequeno nasceu com nada menos que seis patinhas. O fenômeno foi compartilhado pela equipe do Hospital Veterinário Neel, localizado em Oklahoma, nos Estados Unidos. As informações são do Metrópoles

“É um milagre”, escreveu a equipe do hospital. “Ela sobreviveu mais do que suspeitamos que qualquer outro cão (com apenas quatro dias – pesquisas publicadas não indicam que nenhum tenha nascido vivo) com sua combinação de doenças congênitas. Você pode notar que ela parece um pouco diferente – seis pernas!”, compartilhou a equipe do local em uma publicação no Facebook.

O animal vai continuar sendo estudado para determinar as condições de sua mutação. Apesar da condição diferente, o cãozinho está bem e apresenta um desenvolvimento regular.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A vida de mães e pais de crianças não é fácil. Gemma Tyson, moradora do Reino Unido, viu um post seu viralizar no Facebook ao contar uma experiência vergonhosa que teve com o filho Ashton, 10 anos. As informações são do Metrópoles.

Com dor de ouvido, o garoto reclamou com a mãe e, ao inspecionar o local, ela encontrou algo que parecia um parasita saindo da orelha do filho. Ela retirou um objeto desconhecido, que tinha formato de tira, e era um pouco grudento. “Pensei que era um verme gigante“, conta a mulher.

Desesperada, Gemma levou a criança ao hospital. Sem saber o que era o “parasita“, os profissionais de saúde encaminharam a amostra para o laboratório onde seriam feitos mais exames, enquanto o menino permaneceu internado.

Horas depois, ainda aguardando os resultados, Ashton comentou com a mãe, inocentemente, que talvez fosse um pedaço de fita adesiva que ele enfiou no ouvido e não conseguiu tirar.

“Eu fiquei tão aliviada que não era um verme, mas muito envergonhada por ter gasto o tempo dos médicos”, lembra.

Comentar
Livertou o filho de presídio · 24/02/2021 - 14h11

CNJ impõe aposentadoria a desembargadora por beneficiar filho


Compartilhar Tweet 1



O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu ontem (23), por 8 votos a 5, impor a punição de aposentadoria compulsória à desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJ-MS), sob a acusação de que ela se valeu do cargo para soltar um filho preso.

A desembargadora estava afastada de suas funções desde 2018, por decisão do próprio CNJ. A aposentadoria compulsória é a punição administrativa máxima prevista para magistrados. Ela terá direito a receber proventos proporcionais ao tempo trabalhado. 

Segundo os autos do processo administrativo disciplinar contra a magistrada, em abril de 2017 ela utilizou carro oficial e escolta para libertar o filho, Fernando Borges Sólon, de um presídio em Três Lagoas (MS), onde se encontrava preso após ter sido flagrado com 129 quilos de maconha, uma arma de fogo não autorizada e munições.

Ainda segundo os autos, a desembargadora teria ainda exercido interferência sobre um colega para que ele proferisse decisão que autorizasse a transferência do filho para uma clínica psiquiátrica.

Para o conselheiro Luiz Fernando Keppen, restou provado no processo contra a desembargadora Tânia Borges que ela violou os deveres de integridade pessoal e profissional previstos na Lei Orgânica da Magistratura, motivo pelo qual a aposentadoria compulsória se faz necessária. Ele foi seguido pela maioria.

A relatora do caso, a conselheira Maria Tereza Uille Gomes, havia votado por uma pena mais branda, de censura, que considerava mais proporcionais às violações praticadas. Ela acabou vencida.

A Agência Brasil tenta contato com a defesa da desembargadora.


Fonte: Agência Brasil
Comentar
Auxílio de recursos · 24/02/2021 - 10h26

Expo Caju Piauí será realizada em junho


Compartilhar Tweet 1



Durante encontro da Câmara Setorial da Cajucultura do Piauí, realizada na terça-feira, 23, foi aprovado o apoio ao projeto da realização da Expo Caju Piauí ano 2021. O projeto é de autoria da Data Eventos.  O produtor de eventos Jorginho Medeiros está na organização e fala da importância do evento para potencializar a valorização e profissionalização da produção de caju no Estado.

“Nós apresentamos à Câmara Setorial da Cajucultura o projeto Expo Cajú Piauí 2021 e foi aprovado com louvor pelos presentes. A ideia é revitalizar o caju e dar um novo momento para esse produto, porque é perceptível que a visibilidade alcançada pela cultura do caju em nosso Estado é muito artesanal, doméstica e, com esta leitura vamos cada vez mais perder mercado para nossos vizinhos Ceará e RGNorte. Ciente desta realidade pensamos em desenvolver o Projeto Expo Caju Piauí. Nós queremos potencializar a sua importância para que seja um produto tipo exportação, para que os produtores rurais, empresários e o Estado do Piauí possam ganhar com a plantação, produção e exportação do caju e de seus derivados”, explica.

“Tivemos essa ideia da ExpoCaju, a partir do lançamento do Edital Maria da Inglaterra, da Lei Aldir Blanc como ponto de partida, e já contamos com alguns parceiros como a Cajuespi, Câmara Setorial da Cajucultura, Riverside Shopping e estamos nos articulando para fazer o melhor possível”, completa.

Durante o encontro virtual foram definidas as datas de realização do evento, o formato, parcerias e os objetivos a serem atingidos. Segundo o Jocibel Belchior, da COCAJUPI, “com a potencialização e valorização da produção do caju e de produtos derivados do fruto vamos estruturar a profissionalização da cultura do caju no nosso Estado”. Participaram do encontro representantes da Secretaria de Agricultura Familiar (SAC), Secretaria do Governo do Piauí, Central de Cooperativas de Cajucultores do Estado do Piauí (COCAJUPI), SINDICAJU, Sindicado das indústrias de Cajú, dentre outros. A data do evento foi definida, em consenso, para ser realizada de 24 a 26 de junho deste ano em Teresina.

A proposta é que a edição de 2022 aconteça em Picos. "O Festival da Cajuina, evento que aconteceu em anos anteriores, deu uma alavancada e valorização do produto em território piauiense, mas devemos também trabalhar a produção de outros produtos que derivam do caju. Devemos expandir a realização da Expo Cajú Piauí para outros municípios como Picos, Parnaíba, Cocal da Estação, que hoje é o segundo maior produtor”, afirma Lenildo Lima, presidente da Cajuespi.

A Expo Caju Piauí conta com auxílio de recursos da Lei Aldir Blanc que apoia a cultura, por meio do edital Maria da Inglaterra, desenvolvida da sua Secretaria de Cultura do Piauí (SECULT), SIEC, Governo do Piauí, Governo Federal, e está em fase de capitação de parceiros e de desenvolver parcerias com profissionais e estudiosos da cajucultura, a fim de engradecer o evento com informações importantes sobre o segmento.

Diante da pandemia, o evento será realizado em formato híbrido, respeitando todas as medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial da saúde (OMS), como o uso de máscara, álcool em gel, distanciamento social e demais ações restritivas.


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar
Altura de 4 metros · 23/02/2021 - 18h13 | Última atualização em 23/02/2021 - 20h18

Repórter cai de ponte durante entrada ao vivo e fratura os calcanhares; assista


Compartilhar Tweet 1



Jandir Martins, jornalista da TV Cidade, no Mato Grosso , sofreu um acidente enquanto fazia uma entrada ao vivo em um telejornal na última quinta-feira (18/02). As informações são do iG.

O repórter se pendurou em uma ponte e sem conseguir se segurar, caiu de uma altura de 4 metros.

Confira o vídeo:

Na queda, Jandir trincou os dois tornozelos e teve que passar por uma cirurgia de urgência. Durante a recuperação, terá que passar 60 dias usando cadeira de rodas.

Momentos depois de ser resgatado, Jandir Martins gravou um vídeo para tranquilizar os espectadores e familiares:

“Eu vou aproveitando aqui para avisar minha família, meu filho, que está tudo vem, uma possibilidade de fratura apenas, mas a dor já melhorou bem, não está doendo tanto, foram ministradas duas medicações aqui nesse transporte (Ambulância). Vamos que vamos, gente, fé em Deus”.

Comentar
DHPP concluiu investigação · 23/02/2021 - 18h03 | Última atualização em 23/02/2021 - 18h04

Irmão e mãe de advogada assassinada no Piauí são indiciados por feminicídio


Compartilhar Tweet 1



Izadora Mourão
Izadora Mourão 

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) concluiu o inquérito que investigava o assassinato da advogada Izadora Mourão, ocorrido no dia 13 de fevereiro na cidade de Pedro II.

A mãe dela, Maria Nerci, e o irmão, João Paulo, foram indiciados como autores do crime de feminicídio.

João Paulo e a mãe
João Paulo e a mãe 

Izadora foi assassinada com várias facadas no pescoço e seu corpo ficou ao lado na cama do irmão, que deu uma versão suspeita para a polícia.

João Paulo e a mãe informaram que uma mulher foi na casa e matou a advogada, mas os investigadores concluíram que ele foi o autor do crime com participação da mãe.

O irmão foi indiciado por homicídio triplamente qualificado e por motivo torpe. Já Maria Nerci foi indiciada como coautora do crime.

As investigações estão mantidas em sigilo por determinação da justiça. Brigas por herança teriam motivado o crime.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O trecho de uma aula virtual vem causando polêmica nas redes sociais. Na o episódio em questão, a professora Ana Maria, da Escola Agrícola de Três Pontas (MG), usou da aula para incentivar que seus alunos fizessem sátiras ao presidente Jair Bolsonaro e ao ex-presidente americano Donald Trump. A reportagem é do O Livre. 

A aula aconteceu no dia 16 de fevereiro e o registro ficou gravado nos arquivos da plataforma usada para disponibilizar as vídeo-aulas em Minas Gerais.

No vídeo é possível ver a professora orientando seus alunos a satirizarem os líderes políticos. No começo da fala, a professora foca nos ataques ao ex-presidente americano Donald Trump.

“O tema nosso vai ser o palhaço e nós vamos fazer uma caricatura, que daqui a pouco eu vou postar passo a passo como fazer, é muito simples. E nós vamos fazer uma analogia, quer dizer, uma comparação, entre o presidente Donald Trump e eu coloquei, do lado de cá, um recorte de palhaço, cujo tema também é o palhaço”, disse a professora.

Em seguida, a professora voltou suas críticas ao presidente Jair Bolsonaro e afirmou que o presidente teria uma rejeição alta por ser incompetente.

“Em alusão ao nosso atual presidente, Jair Bolsonaro, que é um dos presidentes com maior índice de rejeição no momento, não tem nenhum projeto pra economia, para educação, para cultura, para o meio ambiente”, disse a professora.

Até o momento, nem a escola e nem o governo de Minas Gerais se posicionaram sobre a repercussão do caso e sobre o possível excesso cometido pela professora.

Veja o vídeo:

 

Comentar

Foi lançada na manhã desta segunda-feira (22/02), a campanha Leão Amigo da Criança - uma iniciativa da Prefeitura de Oeiras, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), que busca incentivar e orientar o contribuinte a fazer uma doação ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente e, com isso, ajudar instituições que desenvolvem projetos de proteção às crianças e adolescentes na cidade. As informações são do Mural da Vila. 

No momento da declaração do Imposto de Renda (IR), o contribuinte pode destinar 3% do imposto para o Fundo Municipal. Tanta pessoa física quanto pessoa jurídica pode participar. Além de não alterar o valor a ser pago no imposto, essa contribuição pode ajudar a mudar a vida de muita gente em situação de vulnerabilidade social em Oeiras.

Administrado pelo CMDCA, o Fundo Municipal da Infância e da Adolescência repassa os valores arrecadados para as entidades que realizam projetos voltados para a assistência social, esporte e lazer, cultura, educação e medidas socioeducativas no município de Oeiras.

O lançamento da campanha aconteceu na sala de reuniões da Prefeitura de Oeiras e contou com a participação do prefeito José Raimundo; da secretária municipal de Assistência Social, Vanessa Reinaldo; da representante do CMDCA, Jussiana Rodrigues; e de secretários e agentes das secretarias municipais que compõem o poder executivo.

Comentar
Caso no Sul do Piauí · 23/02/2021 - 12h52 | Última atualização em 23/02/2021 - 13h25

Homem cai de ponte e é resgatado pelo Corpo de Bombeiros


Compartilhar Tweet 1



Um homem identificado como Rodrigo Máximo sofreu um acidente na tarde de segunda-feira (22/02), ao cair de uma ponte localizada no bairro Bom Lugar, em Floriano. As informações são do Floriano News.

O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados e conseguiram, com muita dificuldade, resgatar o homem, que apesar do forte impacto, não sofreu lesões graves.

Segundo informações de populares, Rodriguinho, como é conhecido, estaria alcoolizado no momento do acidente. 

 

Comentar
Neutralização de gases · 22/02/2021 - 09h52

Compromisso com o Clima abre edital para captação de projetos


Compartilhar Tweet 1



Está aberto o edital do Programa Compromisso com o Clima para seleção de projetos de neutralização de gases de efeito estufa. Projetos de diversas áreas podem ser inscrever no edital – como iniciativas com foco em energia, manejo de resíduos e substituição de combustíveis fósseis. Nesta edição, no entanto, serão priorizadas ações focadas em agricultura, floresta e uso do solo, incluindo iniciativas de Redução das Emissões do Desmatamento e da Degradação Florestal (REDD+), tanto para a Amazônia quanto para outros biomas brasileiros. As inscrições para o Edital podem ser feitas pelo site https://compromisso.ekos.social/

Atualmente, a Plataforma já está vinculada a quinze projetos localizados nas cinco regiões brasileiras. Por meio deles, já foram gerados mais de 750 mil créditos de carbono (equivalentes a 750 mil toneladas de CO2), gerando impactos sociais e ambientais positivos.

Um dos diferenciais do Programa Compromisso com o Clima é o seu modelo colaborativo de gestão. As organizações apoiadoras participam das tomadas de decisões e das definições sobre como os projetos devem ser avaliados. Todas as organizações têm amplo acesso aos dados dos projetos (como impactos e riscos), além de compartilhar informações e boas práticas por meio da Plataforma Ekos Social.

Lançado em 2017, o Programa Compromisso com o Clima é uma iniciativa lançada por Itaú e Natura, com o apoio do Instituto Ekos Brasil. O intuito foi unir forças para compensar suas emissões inevitáveis de processos produtivos de maneira conjunta ao selecionar projetos que reduzem emissões e geram benefícios sociais e ambientais ao mesmo tempo. Ao longo dos anos, outras empresas se juntaram à plataforma como B3, MRV e Lojas Renner. Em 2021, a Localiza também passa a integrar o Compromisso com o Clima.

Programa Natura Carbono Neutro
Iniciado em 2007, O Programa Natura Carbono Neutro mantém três principais eixos de atuação, com mapeamento das emissões em toda a cadeia de valor, busca constante de redução das emissões e neutralização das emissões que não foram evitadas. A Natura adota um escopo ampliado, que considera não apenas o próprio processo produtivo, mas também a cadeia de valor – desde a extração da matéria-prima e o transporte, até a fabricação de materiais de embalagens por terceiros e a destinação final dos produtos após o uso. Para as emissões que ainda não foram evitadas, a companhia apoia 38 projetos que geram créditos de carbono para, assim, neutralizar os impactos ambientais. Em 2019, o Programa foi reconhecido pelo Global Climate Action Award, premiação mais importante do mundo sobre o tema concedida pela Organização das Nações Unidas.

Sobre a Natura
Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de higiene e cosmética. Conta com mais de 1.8 milhão de consultoras na América Latina, sendo líder no setor de venda direta no Brasil. Faz parte de Natura &Co, resultado  da combinação entre as marcas Avon, Natura, The Body Shop e Aesop. A Natura foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação de empresa B no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. É também a primeira empresa brasileira a conquistar o selo "The Leaping Bunny", concedido pela organização de proteção animal Cruelty Free International, em 2018, que atesta o compromisso da empresa com a não realização de testes em animais de seus produtos ou ingredientes. Com operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, México, Peru e Malásia, os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as Consultoras, por meio do e-commerce, app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias "Aqui tem Natura". Para mais informações, visite www.natura.com.br ou acesse os perfis da empresa nas redes sociais: LinkedIn, Facebook e Instagram.


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Guadalajara recebeu na última sexta-feira (19/02) a visita de parte da diretoria do Movimento Empreender Piauí (MOVE), que é uma associação que visa desenvolver estudos, coordenar e aprimorar atividades empresariais, comerciais e industriais no Estado. 

O empresário Arthur Feitosa, presidente da entidade, afirmou que o objetivo da visita foi reforçar a comunicação entre o MOVE e o Grupo Claudino. “Trata-se de um dos maiores empregadores do Estado e um dos grupos que acredita muito no Piauí. A empresária Cláudia Claudino trata as atividades do Grupo com esmero e sempre em benefício da sociedade. Essa visita à Guadalajara serve para ampliar os laços de comunicação e nos colocar à disposição para o que pudermos fazer por meio do MOVE. A ideia do Movimento vem para que tenhamos respeito por parte dos nossos gestores. O que queremos é contribuir com órgãos, prefeituras e Governo do Estado para a melhoria do nosso ambiente de negócios. Queremos ensinar a empreender para que a nossa economia amplie”, explica o presidente.

Na oportunidade, a empresária Cláudia Claudino, diretora do Grupo Claudino apresentou aos membros do MOVE o Programa de Desenvolvimento de Líderes (PDL), que oferece aos colaboradores do Armazém Paraíba 60 dias de imersão para qualificação profissional. A CEO do grupo empresarial explicou que o programa aborda diversas áreas do conhecimento como Gestão Empresarial, Etiqueta, Libras e Oratória, visando preparar os participantes para novas oportunidades profissionais dentro do Grupo. “O PDL surgiu da ideia de que uma empresa só pode se tornar grande e competitiva, quando investe no desenvolvimento da sua equipe. Proporcionar conhecimento aos colaboradores é essencial para o crescimento de uma organização”, analisa a empresária.

Durante a visita, os empresários foram conduzidos pela diretora Danielle Claudino e puderam conhecer as etapas da produção das peças confeccionadas na indústria. A Guadalajara é a primeira grande fábrica de confecções do Piauí e uma das maiores da América Latina no seu segmento.  

A empresária Cláudia Claudino falou ainda sobre a união entre os empresários. “É uma satisfação estar recebendo parte da diretoria do MOVE. A união entre os empresários é importante, pois eles geram emprego e é disso que o Estado precisa. É necessário que haja união em prol desta importante causa que é o desenvolvimento do Piauí”, defende.

O MOVE é uma entidade que desenvolve uma série de ações como a formação de cidadania empreendedora, a atuação junto aos poderes públicos, criação e patrocínio de atividades de natureza cultural, social, educacional, científica e filantrópica.

 


Fonte: Com informações da assessoria
Comentar

Compartilhar Tweet 1



O Assine Ganhe, plataforma online de assinaturas do Jornal Meio Norte, realizou mais um sorteio de R$ 5.000,00 na manhã desta segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021, durante o programa Bom Dia Meio Norte.

O 156° contemplado com o sorteio foi Francisco das Chagas através dos números da sorte 10 40 03. Ele deverá vir na sede do Grupo Meio Norte de Comunicação receber seu prêmio. O pagamento será feito através de depósito em Conta Poupança, no valor de R$ 5.000,00, com carência de 30 dias para saque.  

CLIQUE AQUI E FAÇA A SUA ASSINATURA ONLINE

Fazer a assinatura do Jornal Meio Norte Online ficou ainda melhor. Assinando, você pode ganhar muitos prêmios. Todas as segundas-feiras tem sorteio de R$ 5.000,00 mil no programa Bom Dia Meio Norte e mais R$ 5.000,00 mil no Ronda Nacional e de terça a sexta-feira dois sorteios de R$ 500, um no programa Bom Dia Meio Norte e outro no MN40graus.

As assinaturas podem ser feitas através do site www.assineganhe.com  ou com um dos revendedores mais próximos. Quanto mais cedo você fizer a sua assinatura, mais chances você tem de ganhar. Cada assinatura custa apenas R$ 5.

Para ler o regulamento completo acesse http://www.assineganhe.com. A plataforma de distribuição de prêmios e venda de assinaturas está devidamente autorizada pela SECAP/ME sob número 06.011123/2020, em conformidade com os ditames da Lei Federal 5.768/71, regulamentada pelo Decreto 70.951/72 e pela Portaria nº 041/2008 do Ministério da Economia.


Fonte: Meio Norte
Comentar