Eleições 2022 -

Sem apoio de Bolsonaro, Coronel Diego Melo desiste de disputar o governo a três dias da eleição

Coronel Diego Melo (PL) confirmou nesta quinta-feira (29/09), durante coletiva de imprensa que desistiu de disputar a vaga de governador do Piauí. Segundo ele neste momento é preciso da união de forças para combater o PT. O militar declarou ainda apoio ao candidato Sílvio Mendes (União Brasil).

Coronel Diego enfrentou diversas polêmicas durante sua campanha, dentre elas a declaração do presidente da República, Jair Bolsonaro, do seu partido, ter pedido voto para o candidato Sílvio Mendes (União Brasil).

“Não temos um projeto pessoal. É a possibilidade real de derrotar o PT no primeiro turno. Se eles forem para o segundo turno eles vão destruir o Piauí. O povo do Piauí não merece continuar sofrendo. Hoje se quem votar em mim votar no dr Sílvio [Mendes] nós vamos ganhar no primeiro turno e é isso que desejo para o povo do Piauí”, pontuou Diego Melo.

Ele informou ainda que foi uma decisão conjunta do partido: “É uma decisão difícil mas necessária. O projeto é o Piauí. Não é um projeto pessoal meu nem do coronel Carlos Pinho. Somos soldados do Piauí. Sempre tomamos a decisão baseados nos interesses coletivos. Fizemos tudo que estava ao nosso alcance. Os números apontam para que haja uma definição no primeiro turno com essa renúncia que agora vamos protocolar junto a Justiça Eleitoral”, disse o candidato.

Comentários