Segundo dados do TSE · 27/04/2016 - 17h11

'Primeira-dama do Turismo' tem passado discreto... nas urnas

'Primeira-dama do Turismo' tem passado discreto... nas urnas


Compartilhar Tweet 1



Embora ostente hoje o imponente aposto de "primeira-dama do Ministério do Turismo" e tenha sido consagrada internacionalmente em 2013 com o título de miss bumbum EUA, nem só de sucessos viveu Milena Santos nos últimos tempos. Fenômeno na internet após publicar um ensaio romântico no gabinete do novo ministro da Pasta, Alessandro Golombiewski Teixeira, Milena teve um desempenho sofrível nas eleições de 2004 e 2012, quando tentou uma vaga na Câmara Municipal de Salvador.

Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral, em 2004, aos 20 anos, Milena se candidatou pelo extinto Prona, do folclórico Enéas Carneiro, e conseguiu 3.506 votos, o bastante para a suplência de vereador. O material de campanha de "Milena Tudo Pelo Esporte" era baseado em fotos com pouca roupa e bolas de futebol. Em 2012, sua última incursão em eleições, a candidata pelo nanico Partido Social Liberal (PSL), cujo número era 17001, amealhou ínfimos 323 votos dos eleitores soteropolitanos.

Apesar de seu eleitorado ter encolhido dez vezes, ainda lhe coube, como prêmio de consolação, uma vaga de suplente. Embora tenha declarado um teto de até 3 milhões de reais em gastos na campanha, não há informações no sistema do TSE sobre a arrecadação ou os gastos de Milena. Com ocupação de "empresária" declarada à Justiça Eleitoral, a hoje todo-poderosa assegurou ao TSE, em junho de 2012: "Não tenho bens a declarar até o presente momento".


Fonte: Com informações da Veja