“Movimento 65” · 28/12/2019 - 10h19

PCdoB adotará “nome fantasia” que encobre o termo “comunista”


Compartilhar Tweet 1



om quase 100 anos de história, o PCdoB adotará uma nova marca em 2020. Encobrindo as palavras “partido” e “comunista” de sua sigla, a legenda passará a adotar a expressão “Movimento 65”, que enfatiza o número do partido que pretende lançar em 2022 a candidatura à Presidência da República do governador do Maranhão, Flávio Dino. As informações são do Metrópoles.

A ideia inicial era mudar o nome do partido, suprimindo os dois termos. Houve resistência de filiados e a adoção do “nome fantasia” representa um recuo na intenção de alguns membros da sigla de se livrar do termo para formar um movimento mais amplo contra o atual presidente, Jair Bolsonaro.

De acordo com integrantes do PCdoB, a marca a ser usada na publicidade institucional trará, em vez do vermelho, as cores verde e amarelo como predominantes. Saem também a “foice e o martelo”, símbolo da luta das classes trabalhadoras urbana (martelo) e rural (foice) e que representa tanto o movimento socialista, como o comunista.

A nova marca já foi encomendada e faz parte dos planos da legenda de lançá-la em janeiro de 2020. A data, no entanto, ainda não foi marcada.

A ideia tem semelhança com a concertação feita pelo Partido Comunista Português (PCP) que ampliou seu leque de atuação, agregando o Partido Ecologista, “Os Verdes” e formando a Coligação Democrática Unitária (CDU), em 1987.

Na época, símbolos comunistas foram evitados na logomarca da CDU, que concorreu a várias eleições entre 1987 e 1989. Em 2009, a sigla voltou a incorporar as marcas dos dois partidos que formaram o grupo e adotou a sigla PCP-PEV.


Comentários