Ao britânico Financial Times · 26/07/2020 - 11h52

Moro afirma ter deixado governo por falta de comprometimento ao combate à corrupção pelo presidente


Compartilhar Tweet 1



Em entrevista ao jornal britânico Financial Times, umas das publicações mais reconhecidas no mundo, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro afirmou que deixou o governo por haver uma falta de cometimento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o combate à corrupção. As informações são do Metrópoles. 

Segundo ele, faltou vontade política do presidente para passar reformas importantes no Congresso Nacional sobre o tema. “A agenda anticorrupção sofre reveses desde 2018, quando Bolsonaro foi eleito”, disse.

“Não acho que a luta contra a corrupção funciona quando você não respeita a lei e a autonomia dos órgãos da lei que investigam crimes e processam”, completou.

Moro deixou o governo em abril deste ano após acusar Bolsonaro de querer inteferir politicamente na Polícia Federal (PF). Segundo o ex-ministro, o presidente desejava ter acesso a documentos de investigações em andamento na corporação.

A publicação lembrou que Bolsonaro foi eleito para presidente com uma plataforma anticorrupção e garantiu combater a velha política.

O ex-ministro também comentou a proximidade de Bolsonaro com o Centrão. “No início, o governo parecia evitar esse tipo de prática [trocas para garantir apoio], mas hoje em dia eu não tenho certeza disso”, concluiu.


Comentários