Nova fase da operação · 18/12/2019 - 09h40

Lava Jato mira contratos da Petrobras para aluguel de navios


Compartilhar Tweet 1



A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (18/12), a 70ª fase da Operação Lava Jato, denominada Óbolo. O objetivo é dar continuidade às investigações no início da ação para coletar provas de crimes de corrupção de agentes públicos, organização criminosa e lavagem de dinheiro em contratos firmados pela Petrobras para afretar navios. As informações são do Metrópoles.

Policiais federais, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), cumprem 12 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Rio de Janeiro e Niterói. A PF apura o envolvimento de funcionários da Diretoria de Abastecimento e Logística e Gerência de Afretamentos da Petrobras com atos de corrupção e lavagem de dinheiro.

De acordo com as investigações, “há suspeitas de que algumas empresas teriam sido beneficiadas com informações privilegiadas acerca da programação de contratação de navios usados para transporte marítimo de petróleo e derivados da empresa, de forma que tiveram valiosa vantagem competitiva na captação dos negócios”. Em troca, propinas teriam sido pagas a funcionários da Petrobras.

A PF apontou que três empresas investigadas nesta fase da operação fecharam mais de 200 contratos de afretamento de navios entre 2004 e 2015. O valor ultrapassa R$ 6 bilhões.


Comentários