Segurança hídrica -

B.Sá ressalta importância do debate sobre segurança hídrica na Alepi

Na primeira sessão plenária da Assembleia Legislativa do Piauí de 2024, realizada nesta terça-feira (06/02), o deputado B. Sá (Progressistas) utilizou a palavra para retomar um tema que esteve à frente ao longo de 2023. A segurança hídrica das cidades do sul do estado está no centro das ações do parlamentar em trabalho conjunto com a presidência da Casa.

Um dos focos da atuação tem sido mobilizar todas as lideranças piauienses na defesa da integração da bacia do Rio São Francisco com as dos rios Piauí e Canindé. No ano passado, B.Sá já consultou o Arquivo Nacional sobre os projetos que tinham essa finalidade e relatou que os primeiros remontam à década de 1980, totalizando mais de 40 anos.

O parlamentar destacou que apenas 90 km separam o curso do Rio São Francisco das nascentes dos rios piauienses e que a integração possibilitaria o sangramento da barragem de Petrônio Portella, que abastece toda a região de São Raimundo Nonato. Essa solução garantiria água potável para a população atendida pela infraestrutura que, atualmente, tem apenas água salobra, justamente por que as chuvas não são capazes de proporcionar o sangramento.

B.Sá defende uma união de forças para sensibilizar o Governo Federal sobre a necessidade de realização da integração de bacias. Ele conclamou os diversos deputados estaduais que tem votação nas regiões que seriam mais beneficiadas a contribuírem na busca desses recursos.

Ele acrescentou que o litoral piauiense também tem problemas no fornecimento de água para a população. B.Sá disse que muitos turistas que visitaram as praias do Piauí no final de ano se espantaram com as pousadas que necessitam de carros pipa para fazerem seu abastecimento. Ao problema da água, o parlamentar acrescentou as reclamações sobre a falta de qualidade da energia.

Fonte: Alepi

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco