Ao repercutir no plenário · 14/03/2019 - 13h53

Após repercussão de massacre em Suzano, Henrique Pires diz ser contra armamento de professores


Compartilhar Tweet 1



Ao repercutir no plenário hoje (14/03) o massacre que culminou na morte de 10 pessoas na cidade de Suzano em São Paulo, o emedebista condenou veementemente as declarações dadas no Senado defendendo que professores e servidores de escolas pudessem portar arma como forma de evitar tais tragédias. 

"Não vou me referir ao nome por uma questão de decoro parlamentar, mas é abominável que se defenda que professores e ou servidores das escolas devam portar armas. Quem defende que um professor deve estar armado dentro de uma escola não está defendendo nossas crianças nem a educação, é abominável", afirmou o deputado. 

Segundo o parlamentar o que tem de ocorrer é a melhor estruturação das escolas públicas com controle de entrada e saída das pessoas bem como dar aos profissionais da Educação melhores garantias de trabalho. "São os professores que passam a maior parte do tempo com nossos filhos, então eles devem estar sempre preparados para oferecer o melhor, devem ter apoio para isso, armar professor não é solução", acrescenta. 
 


Fonte: Com informações da Alepi

Comentários