Apela ao STF -

Anthony Garotinho busca suspender condenação para disputar eleição na Câmara Municipal do Rio

O ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) com o objetivo de suspender uma recente condenação que o impede de concorrer a uma cadeira na Câmara Municipal do Rio de Janeiro pelo partido Republicanos. A condenação, imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), resultou em 13 anos e 9 meses de prisão, além de multa e inelegibilidade, devido a crimes como corrupção eleitoral e associação criminosa, relacionados à "Operação Chequinho". Com informações do Metrópoles.

Foto: Divulgação/Facebook Anthony Garotinho

Essa operação, deflagrada em 2016, investigou um esquema de compra de votos em Campos dos Goytacazes, cidade na qual Garotinho e sua família têm forte influência política. Segundo o Ministério Público, o programa social Cheque Cidadão foi utilizado de forma ilegal para subornar eleitores. A defesa de Garotinho alega que a condenação se baseou em provas consideradas ilícitas, pois não houve perícia adequada nos arquivos apreendidos durante a operação.

O habeas corpus, que será analisado pelo ministro Cristiano Zanin, visa suspender os efeitos da condenação para permitir o registro da candidatura de Garotinho e evitar sua prisão imediata, solicitando também a anulação das provas e o retorno do caso à Justiça Eleitoral do Rio de Janeiro para nova apreciação.

A decisão do STF poderá influenciar diretamente o cenário político em Campos dos Goytacazes, onde o atual prefeito, Wladimir Garotinho, filho de Anthony e Rosinha Garotinho, é candidato à reeleição nas próximas eleições municipais.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco