Aliados do ex-presidente · 18/06/2021 - 15h54

Aliados dizem que Lula não deve ir a atos de sábado e citam preocupação com pandemia e segurança


Compartilhar Tweet 1



CAMILA MATTOSO
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS)

 Aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dizem que ele não deve participar das manifestações de sábado (19) contra o governo Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo pessoas ouvidas pela reportagem, entre as preocupações dele estão principalmente as aglomerações que poderia gerar durante a pandemia de Covid-19 e a incerteza a respeito das condições de sua segurança individual.

Lula consultou médicos, entre eles o deputado Alexandre Padilha (PT-SP), que lhe disseram que sua presença provavelmente geraria agrupamentos e infrações ao distanciamento social, que devem ser desencorajados durante a pandemia.

Do ponto de vista individual, Lula já recebeu duas doses de vacina contra a Covid-19, mas ainda assim existe a possibilidade de contaminação.

Além disso, o ex-presidente não tem garantias de que estaria seguro em meio a uma manifestação.

"Eu ainda não sei se vou na manifestação. Tenho uma preocupação. Não quero transformar um ato político em um ato eleitoral. Não quero os meios de comunicação explorando isso como o Lula se apropriando de uma manifestação convocada pela sociedade brasileira", publicou ele em suas redes sociais nesta quinta (17).

Conforme publicou o jornal Folha de S.Paulo, parte do PT também se preocupa com a repercussão política de sua presença nas manifestações e de parecer que seria um ato de campanha.

Comentários