Piauiense encarou júri técnico · 01/03/2019 - 11h49

Miss Brasil 2019 | Fui muito criteriosa na escolha das semifinalistas, diz diretora


Compartilhar Tweet 1



As semifinalistas do Miss Brasil Be emotion 2019 já estão definidas. A escolha foi feita nessa quarta-feira, 28, durante o desfile de biquíni para o júri técnico formado por Karina Ades, diretora geral do concurso; Daniele da Mata, empresária e beauty artist; e Priscila Prade, fotógrafa. 

    Foto: Rodrigo Trevisan/Divulgação Miss Brasil

Em entrevista, Karina admitiu ter sido muito criteriosa em suas escolhas. “Não vi nenhuma menina pronta como já aconteceu em outros anos. Acho que temos algumas com potencial que ainda precisam ser lapidadas, mas não fomos coração mole em nenhum momento. São candidatas esforçadas e com capacidade que vão precisar de uma preparação especial para o Miss Universo”, revelou. 

Diante da questão do empoderamento feminino, que hoje em dia é tão presente na sociedade, não há como olhar apenas a beleza física. “Procurei justamente um conjunto, aquelas candidatas que tinham os melhores atributos, ou seja, um corpo harmônico, uma boa passarela, carisma, comunicabilidade e procurei saber se ela tinha algo a dizer, uma bandeira a carregar. Não estou neurótica com as medidas nem com a perfeição do corpo porque acho que isso a gente consegue aprimorar com o tempo”, explicou. 

    Foto: Rodrigo Trevisan/Divulgação Miss Brasil

A fotógrafa Priscila Prade enalteceu a beleza das candidatas, mas também não deixou passar nenhum detalhe. “São mulheres muito diferentes, cada uma com sua beleza. Sou muito criteriosa, faz parte da minha profissão, então observei não só a beleza, como a atitude, a fotogenia, o desprendimento para falar e para se colocar. A beleza, neste caso, faz parte do todo”, afirmou. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Juri Técnico #missbrasilbeemotion2019! ✨😍 @hoteltoriba @polishop @beemotion

Uma publicação partilhada por Miss Brasil Be emotion (@missbrasilbeemotion) a

O olhar crítico adquirido ao longo de seus 30 anos de carreira acabaram tornando as coisas mais fáceis na hora da seleção. “Tenho um olho muito clínico e, de cara, eu ja sabia quem eliminar. Fechei em umas oito meninas e para chegar nas 15 fui vendo quais me incomodavam menos em uma situação ou outra”, declarou. 


Fonte: Portal da Band

Comentários