Piauí · 01/03/2018 - 14h03 | Última atualização em 02/03/2018 - 10h15

Iracema fala sobre o projeto Biblioteca Piauiense Professor Raimundo Santana


Compartilhar Tweet 1



A deputada federal Iracema Portella (Progressistas) registou em Plenário, essa semana, uma importante notícia para os piauienses. Nesta segunda-feira dia 26 de fevereiro, a governadora em exercício do Piauí, Margarete Coelho, assinou convênio, no Palácio de Karnak, para a execução do projeto Biblioteca Piauiense Professor Raimundo Nonato Monteiro de Santana.

O objetivo da iniciativa é dar uma contribuição para a divulgação e o acesso a obras sobre a realidade socioeconômica, política e cultural do Piauí, resgatando publicações esgotadas ou viabilizando a edição de outras que nunca foram publicadas.

O projeto será executado pela Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí (Fundação Cepro) em parceria com a Universidade Federal do Piauí (UFPI) e a Academia Piauiense de Letras (APL), informou reportagem publicada no site oficial do Governo do Estado, a qual reproduzimos neste discurso.

"É uma coleção que vai publicar teses, obras que estão fora de circulação e novas obras. Um projeto importantíssimo que leva o nome de um grande intelectual, economista e pesquisador moderno, que nos deixou um grande legado", destacou Margarete.

A solenidade contou com a presença dos filhos do homenageado, que não pôde comparecer por questões de saúde. "Para todos os filhos e parentes, é uma satisfação enorme, pois, além do reconhecimento ao trabalho dele, representa uma homenagem do Estado ao nosso querido pai, que dedicou anos de sua vida aos estudos sobre a história política, cultural, econômica, social e sindical do Piauí", ressaltou José Santana, primeiro filho de Raimundo Santana.

Compareceram ao lançamento do projeto o reitor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), José Arimatéia; o reitor da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Nouga Cradoso; o presidente da Academia Piauiense de Letras (APL), Nelson Nery; o secretário de Governo, Merlong Solano; e o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes.

 Na ocasião, foi lançado o primeiro volume da biblioteca, a obra “O Desenvolvimento Econômico Nacional na Teoria Econômica Geral”, de autoria do professor Santana. Foi a tese apresentada no concurso de professor catedrático da Faculdade de Direito do Piauí, em 1957.

A deputada explicou que os livros terão versão impressa e digital, que estarão disponíveis nos sites da Cepro, da APL e da UFPI. A versão impressa será distribuída para as bibliotecas das várias instituições de ensino superior e médio do Piauí e também para as bibliotecas públicas municipais.

Iracema parabenizou o governo estadual por essa valiosa  iniciativa. E destacou ser necessário incentivar a abertura de mais bibliotecas no Estado e também a manutenção daquelas já existentes, oferecendo a essas instituições as ferramentas necessárias para que se modernizem cada vez mais, tornando-se espaços democráticos e acessíveis para toda a população.

Finalizou afirmando ser fundamental estimular, principalmente entre os mais jovens, o hábito da leitura, da busca pelo conhecimento e do aprofundamento dos estudos sobre a realidade piauiense nas suas diversas dimensões.

“Dessa forma, damos uma importante contribuição à formação educacional do nosso povo, que precisa ter acesso a uma variada e ampla gama de informações para exercitar seu espírito crítico e sua cidadania”, declarou a parlamentar piauiense.

Comentários