No bairro Primavera · 01/12/2015 - 16h34 | Última atualização em 31/12/2015 - 09h16

Associação de Amigos dos Autistas terá nova quadra poliesportiva

Associação de Amigos dos Autistas terá nova quadra poliesportiva


Compartilhar Tweet 1



A Associação de Amigos dos Autistas do Piauí (AMA-PI) deve receber em breve uma importante obra destinada a melhorar o atendimento aos seus quase 150 alunos.
Com orçamento de aproximadamente R$ 260 mil, será construída uma nova quadra poliesportiva na sede da associação, localizada na Rua José Clemente Pereira, bairro Primavera, zona norte de Teresina.

Os recursos foram disponibilizados através de emenda parlamentar apresentada pelo vereador Antonio Aguiar (PROS) ao Orçamento Geral do Município de 2016. Em novembro, Aguiar esteve na AMA-PI para formalizar a destinação da emenda. "Somos sensíveis a esta importante causa e reconhecemos o belíssimo trabalho feito por estes profissionais que atuam na AMA. Por isso, considero essencial que entidades como esta recebam do poder público todo o apoio necessário à sua manutenção, bem como à ampliação de suas atividades", afirmou Aguiar.

A AMA-PI oferece aos autistas atendimentos nas áreas de saúde e de educação, através de convênios com a Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (Semtcas), com a Secretaria Municipal de Educação (Semec) e com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

A diretora pedagógica da associação, Maria Rosália Oliveira, afirma que, além de atender 135 famílias, existe hoje uma enorme fila de espera para autistas que ainda não conseguiram uma vaga na AMA-PI.

Ela destaca que se a entidade tivesse mais recursos e parcerias, seria possível aumentar e melhorar a estrutura da sede, permitindo que mais alunos fossem matriculados na associação, que dispõe de professores, assistentes sociais, educadores físicos, psicólogos, psicopedagogos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos. "É um trabalho que nós fazemos com muita dedicação, mesmo enfrentando inúmeras dificuldades. E, apesar de atendemos quase 150 autistas, nós temos uma imensa fila de espera. A cada semana, duas a três famílias nos procuram para pedir vaga. Nossa estrutura é grande e termos um número significativo de profissionais. Quando eu cheguei aqui, há cerca de dez anos, eram apenas 25 profissionais. Hoje são mais de 50, além dos voluntários.

Ainda assim, isso é insuficiente para atender toda a demanda", afirma Maria Rosália.
A diretora acrescenta que praticamente todas as pessoas atendidas são de origem humilde. Contudo, muitas famílias de alto poder aquisitivo também buscam o serviço oferecido pela AMA, tendo em vista que a rede de atendimento aos autistas é escassa inclusive na rede particular.

A presidente da AMA-PI, Aldine Mesquita, enfatizou que a nova quadra poliesportiva deve contribuir de forma crucial para a evolução dos autistas atendidos na associação. "Quando a gente consegue uma conquista dessas a gente fica muito feliz. Eu estou bastante entusiasmada e sei que cada mãe e pai de autista também está, porque nós sabemos o quanto essa obra vai beneficiar nossos filhos", ressalta Aldine, que também é mãe de autista.

 

Vereador destinou outras duas emendas para aumentar muro e retelhar sede

 

A construção da quadra poliesportiva da AMA-PI será realizada através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), e a expectativa é que a obra seja concluída no segundo semestre de 2016.

Esta é a terceira emenda parlamentar destinada pelo vereador Antonio Aguiar à associação. A primeira foi direcionada para aumentar o muro da sede, e a segunda para realizar o retelhamento do local. "Quando o muro era baixo, era comum a invasão de vândalos no prédio. Depois que a obra foi feita, esse problema acabou. Da mesma forma, o retelhamento é essencial para proteger o prédio das chuvas. Por isso, nós agradecemos a sensibilidade do vereador Antonio Aguiar e pedimos que ele, como homem público que é, permaneça sempre amigo dos autistas, amigo da AMA. Nossa luta é permanente e árdua, mas essas ajudas nos estimulam a continuar firme na missão de melhorar a qualidade de vida dos autistas", ressalta a presidente Aldine Mesquita.

Nos 15 anos de existência, mais de 500 alunos já passaram pela AMA-PI, muitos dos quais oriundos de outros municípios piauienses.

 

Nova estação de tratamento d'água da Agespisa vai abastecer 200 mil pessoas

A nova Estação de Tratamento de Água da Agespisa, localizada no bairro Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina, vai abastecer aproximadamente 200 mil pessoas quando estiver em pleno funcionamento, o que deve ocorrer ainda no ano de 2016. A estimativa foi divulgada durante audiência pública realizada pela Câmara Municipal de Teresina no último mês de julho.

No evento, ficou acertado que a Eletrobras Distribuição Piauí disponibilizaria uma rede de transmissão de energia em caráter temporário para que a ETA da Grande Codipi entrasse em atividade o mais breve possível.

O vereador Antonio Aguiar (Pros), proponente da audiência pública, ressaltou que milhares de residências da região são abastecidas por poços artesianos, o que faz com que os moradores fiquem boa parte do dia sem água, problema que deve ser completamente solucionado, graças à nova ETA.

De acordo com a construtora responsável pela obra, a estação de tratamento foi concluída ainda no primeiro semestre de 2015. No entanto, ela demorou mais alguns meses para começar a funcionar por conta da falta de equipamentos necessários para o envio de energia elétrica à ETA.

A audiência pública na Câmara foi realizada justamente com o objetivo de encontrar uma solução para o impasse entre a Agespisa e a Eletrobras. Além dos gestores das duas estatais, o evento também contou com a presença do engenheiro Carlos Correia Lima, diretor técnico da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina (Arsete), do engenheiro químico Antonio Florentino Filho, presidente do Sindicato dos Engenheiros do Piauí (Senge-PI), além de representantes do Governo do Estado, da Prefeitura de Teresina, e dos vereadores Luiz Lobão (PMDB) e Teresa Britto (PV).

"Considero a ETA da Grande Codipi a maior obra de infraestrutura daquela região realizada nos últimos 15 anos. É uma obra de grande alcance social, que vai beneficiar mais de 200 mil pessoas em diversos bairros das zonas Norte e Leste da nossa cidade, como Cidade Jardim, Cidade Leste, Nova Teresina, HBB, dentre muitos outros", pondera Antonio Aguiar.

Ainda no primeiro semestre de 2013 o vereador do Pros apresentou um indicativo solicitando ao Governo do Estado a construção da ETA. Nos primeiros meses de 2014 a empreitada foi iniciada.

A construção da ETA da Grande Codipi foi realizada com recursos próprios do Tesouro Estadual, através de um termo de cooperação técnica firmado entre o Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi) e a Agespisa. Além de atender diretamente os moradores de bairros das zonas Norte e Leste, a nova ETA também vai desafogar o sistema de abastecimento d´água da cidade, que há muitos anos está sobrecarregado.

A estrutura da nova ETA conta com cinco bombas de captação, oito tanques, decantadores e reservatórios com capacidade para 900 mil litros d'água por hora.

Reforma do antigo prédio do INSS deve custar R$ 6 milhões

A Câmara Municipal de Teresina realizou em maio de 2015 uma audiência pública destinada a discutir a situação do antigo prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), localizado em frente à Praça João Luís Ferreira, no Centro da cidade.

Construído na década de 1940, o prédio está abandonado há mais de 15 anos, e muitas pessoas que trabalham nas imediações temem o desabamento do edifício, que apresenta sinais de desgaste e se encontra interditado pelo Corpo de Bombeiros.

Durante a audiência pública, a superintendente do Patrimônio da União no Piauí, Ana Célia Madeira, esclareceu que, desde abril de 2014, o prédio foi entregue à Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), que pretende implantar no local um novo espaço da Casa da Mulher Brasileira, onde serão disponibilizados serviços para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres, como acolhimento e triagem; apoio psicossocial; delegacia; Juizado; Ministério Público, Defensoria Pública; promoção de autonomia econômica; cuidado com crianças – brinquedoteca; alojamento de passagem e central de transportes.

Segundo Ana Célia, a reforma do edifício deve custar R$ 6 milhões aos cofres públicos. "Hoje, formalmente, o prédio está sob responsabilidade da Secretaria de Políticas para as Mulheres, que planeja desenvolver projetos voltados exatamente para recuperar o local e permitir sua utilização [...] Mesmo assim, nós procuramos o Banco do Nordeste para estudar possíveis intervenções mais imediatas, que garantam a preservação do edifício", esclareceu a superintendente do Patrimônio da União.

Na audiência, outras propostas para destinação do imóvel foram sugeridas, como a implantação de um centro cultural ou a construção de apartamentos populares no local.

O vereador Antonio Aguiar (PROS), proponente da audiência, salientou que a morosidade na recuperação do prédio pode acelerar sua deterioração, embora o Corpo de Bombeiros assegure que, atualmente, ele não represente riscos à população. "Trata-se de um local de grande valor histórico e cultural para a cidade de Teresina. Por isso, nós consideramos um desperdício que um imóvel relevante e tão bem localizado fique negligenciado desta forma. Sabemos que são muitas as propostas de utilização. Mas, seja qual for a alternativa de consenso, o certo é que ela precisa ser colocada em prática o quanto antes. Esta audiência pública é apenas o primeiro passo que nós estamos dando no sentido de encontrar uma destinação proveitosa para aquele imóvel", enfatiza o vereador.

A opinião de Aguiar foi compartilhada pelo engenheiro Sandro Sousa, assessor técnico do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Piauí (Crea-PI), que também destacou a necessidade de se desenvolver um projeto macro de revitalização, englobando toda a região central de Teresina. "A gente precisa recuperar não apenas aquele prédio, mas todo o Centro da capital. Se você passar por aquela área a partir das 20 horas, você constata que à noite ela fica completamente deserta, e quem vai para lá são pessoas em busca de drogas ou de prostituição. Enquanto isso, surgem muitas propostas para aproveitamento do local, mas até agora nada saiu do papel. É, de fato, muito preocupante", afirma o representante do Crea-PI.

O advogado Natan Pinheiro de Araújo Filho representou a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Piauí. Em sua fala, o advogado sugeriu a criação de um Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, e destacou a importância de haver uma cooperação entre o poder público e a iniciativa privada, no sentido de encontrar uma destinação para todos os imóveis que se encontram abandonados na cidade.

"Uma das sugestões da OAB é a formação de parcerias público-privadas. Esta é uma realidade que já existe em outros Estados e que desonera o poder público da obrigação de cuidar de imóveis subutilizados. Um exemplo é o centro histórico de Teresina. Há uma discussão muito grande em torno da preservação daquela área, mas toda a responsabilidade fica nas costas da Prefeitura e do Governo. É preciso dividir esse encargo com a sociedade", opina o advogado, que é presidente da Comissão de Desenvolvimento e Patrimônio Urbano da OAB-PI.

De acordo com a professora Ângela Napoleão Braz, da Universidade Federal do Piauí, o antigo prédio do INSS marcou o início da arquitetura moderna na cidade de Teresina, mesclando a arquitetura tradicional com traços mais contemporâneos. "Esta discussão que estamos fazendo extrapola o aproveitamento do edifício. Ela atinge, na realidade, a recuperação de uma área importante do Centro de Teresina, que se encontra degradada e esquecida. Precisamos trabalhar com dois pontos específicos. Um deles é a reanimação urbana, que consiste em dar nova vida à área. O outro é a recuperação do imóvel. Uma ação não anula a outra. Na realidade, elas se complementam", afirma Ângela, que é coordenadora do grupo de pesquisa "Estudos Urbanos", da UFPI.

Também participaram da audiência pública na Câmara: o procurador chefe da União no Piauí, Marcelo Jeferson Evangelista; o gerente de Engenharia do Corpo de Bombeiros, tenente coronel José Veloso Soares; a gerente técnica do CAU, Mariana Ribeiro Formiga Teixeira; o gerente executivo estadual do Banco do Nordeste, Ricardo Leandro Lima de Pinho; a secretária executiva de planejamento urbano da Semplan, Constance Jacob Melo; e o superintendente de Desenvolvimento Urbano da região Centro/Norte, João Pádua; além dos vereadores Edvaldo Marques (PSB), Cida Santiago (PHS) e Ricardo Bandeira (PSDC).

Antonio Aguiar entrega Bíblia para a Câmara Municipal

A sessão do dia 16 de dezembro na Câmara Municipal foi marcada por um momento de confraternização entre os parlamentares. Durante pronunciamento, o vereador Antonio Aguiar (PROS) lembrou a passagem do Dia da Bíblia, celebrado sempre no segundo domingo de dezembro, e que integra o calendário oficial do País.

"A Bíblia é luz para os nossos caminhos. Ela nos ensina a viver dentro dos padrões éticos, morais e espirituais. Prega o amor ao próximo e o amor a Deus. Tanto o Antigo quanto o Novo Testamento são instrumentos divinos, através dos quais podemos nos aproximar de Jesus Cristo, nosso salvador", ressaltou Antonio Aguiar.

No dia 11 de dezembro, durante sessão solene alusiva ao Dia da Bíblia, o pastor Gama Nunes, diretor da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), realizou a entrega simbólica do Livro Sagrado à Casa Legislativa da capital.

Na sessão desta quarta, o vereador Aguiar e os demais parlamentares repassaram o presente da SBB ao presidente da Casa, Luiz Lobão (PMDB).

O Dia da Bíblia foi criado em 1549, na Grã-Bretanha, pelo Bispo Cranmer. A data foi instituída justamente para incentivar a leitura do Livro Sagrado, e no Brasil passou a ser celebrada em 1850, quando chegaram da Europa e dos Estados Unidos os primeiros missionários cristãos evangélicos. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil, em 1948, no Monumento do Ipiranga, em São Paulo (SP).

Câmara homenageia River por brilhante campanha em 2015, e Flávio Araújo recebe título de cidadania

A Câmara Municipal de Teresina realizou em novembro uma sessão solene em reconhecimento à brilhante campanha do River Atlético Clube na temporada de 2015, que culminou com a chegada do clube à final da Série D do Brasileirão, sagrando-se vice-campeão.

Proposta pelo vereador Antonio Aguiar (PROS), a solenidade contou com a presença de outros parlamentares, do secretário de Esporte e Lazer, Galba Coelho, de dirigentes do clube e de membros da comissão técnica, bem como de quatro torcidas organizadas do tricolor - a Esporão do Galo, a River Chopp, a River Amigos e a River Gospel.

Em seu pronunciamento, o vereador Antonio Aguiar lembrou que o River passou por momentos difíceis ao longo de sua história, mas o acesso à Série C é a comprovação de que todos os esforços e sacrifícios valeram a pena.

"Pode a tristeza durar até o anoitecer, mas a alegria vem ao amanhecer, e este é o alvorecer do River, é o alvorecer da diretoria, do Elizeu Aguiar, da comissão técnica e de todos os torcedores", afirmou o vereador do PROS.

Durante a sessão solene, também ocorreu a outorga do título de cidadania teresinense ao treinador Flávio José Araújo, um dos principais responsáveis pelo êxito do tricolor mafrense na Série D do Brasileirão.

O treinador disse estar honrado em se tornar um cidadão de Teresina, e muito feliz por ter ajudado a recuperar a paixão dos torcedores pelo futebol local. "Esse título de cidadania simboliza o grande trabalho realizado pelo River nesta temporada de 2015. É muito importante para qualquer profissional ter seu trabalho reconhecido. Então, eu agradeço em nome de toda a equipe por esse reconhecimento", afirmou Flávio Araújo.

O vereador Antonio Aguiar também foi o autor da proposta de concessão do título de cidadania, aprovada de forma unânime pelos 29 vereadores da Câmara Municipal. "Com este título de cidadania ao Flávio Araújo, gostaríamos de estender nossa homenagem a todos os integrantes da comissão técnica, da diretoria, aos auxiliares e aos jogadores do River, porque nós sabemos a importância que cada riverino teve para essa conquista histórica que hoje estamos desfrutando", afirmou Aguiar.

O presidente do River, Elizeu Aguiar, agradeceu o trabalho realizado pelo treinador Flávio Araújo, e disse que o projeto do Galo Carijó não se encerra com o acesso à Série C, mas seguirá até que o clube alcance a divisão de elite do futebol brasileiro. "Em 2015, o Flávio Araújo abriu mão de times que poderiam pagar melhor, como o Náutico, o Botafogo da Paraíba e o Payssandu. Por isso, eu agradeço ao nosso treinador por tudo o que nós conquistamos. Nosso objetivo para 2015 era alcançar a Série C. Mas daqui pra frente nosso projeto não inclui apenas o acesso à Série B. Nossa meta agora é a Série A do Brasileirão", afirmou Elizeu, em discurso emocionado.

Flávio José Araújo nasceu em Fortaleza (CE), e construiu uma carreira como jogador em diversos clubes do País. Mas ganhou notoriedade mesmo foi atuando como técnico, ficando conhecido como "rei do acesso", pela grande quantidade de times que ajudou a subir de divisão.

No Piauí, Flávio Araújo já passou pelo 4 de Julho, pelo Parnaíba, pelo Barras e pelo Flamengo-PI. Foi ele também o treinador responsável pelo acesso do Sampaio Corrêa (MA) às séries C e B do Campeonato Brasileiro.

Vereador acompanha evolução do asfaltamento em bairros da zona norte

Em visita à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), o vereador Antonio Aguiar (PROS) conversou com o coordenador de Asfalto da Prefeitura, Daniel Pereira, sobre o andamento da pavimentação asfáltica de ruas localizadas nos bairros Mocambinho, Buenos Aires e Santa Sofia.

Aguiar explicou a Daniel que alguns moradores da região estão preocupados, pois temem que suas ruas não recebam a melhoria. O gestor, por sua vez, garantiu ao parlamentar que a pavimentação asfáltica abrangerá 100% das vias localizadas nos três bairros.

O trabalho, no entanto, ocorre de forma gradual, pois há um revezamento das máquinas em diversos pontos da cidade. A expectativa da Prefeitura é que ainda no início de 2016 todas as ruas dos três bairros estejam contempladas.

"Trata-se de três bairros importantes de nossa capital, com um expressivo contingente populacional. Daí a relevância dessa ação da Prefeitura. Além de melhorar a mobilidade urbana na região, o asfaltamento das ruas também representa um grande avanço na promoção da acessibilidade para as pessoas com deficiência - outra questão que deve ser priorizada pelo poder público", afirma Aguiar.

Vereador solicita melhorias na sinalização de bairros da zona norte

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito vai realizar, nos próximos meses, algumas intervenções destinadas a melhorar o tráfego de veículos nos bairros Mocambinho, Buenos Aires e Água Mineral, na zona norte da cidade.

Recentemente, o vereador Antonio Aguiar (PROS) esteve reunido com o superintendente Carlos Augusto Daniel Júnior para solicitar mais celeridade na implantação das melhorias no trânsito.

Uma das intervenções será feita na bifurcação da Avenida Duque de Caxias, localizada em frente à praça da Igreja Nossa Senhora das Graças, onde hoje acontecem inúmeros acidentes por conta da ausência de sinalização. No local serão implantadas novas sinais de trânsito verticais e horizontais.

Outra melhoria a ser realizada pela Strans é a instalação de um semáforo no cruzamento da Avenida Duque de Caxias com a Avenida Prefeito Freitas Neto, que deve conferir mais ordenação e agilidade ao trânsito na área.

Por fim, a Superintendência de Transporte e Trânsito também deve implantar uma faixa destinada à passagem de pedestres em frente ao Comercial Carvalho da Avenida Freitas Neto.

O vereador Antonio Aguiar ressalta que muitos idosos e crianças passam diariamente pelo local, e a ausência da sinalização aumenta o risco de atropelamentos.

O parlamentar apresentou três indicativos na Câmara Municipal solicitando as novas sinalizações à Prefeitura. Ele destaca que o trânsito ficou um pouco confuso por conta do aumento do contingente de veículos na região, ocasionado pela inauguração da ponte Leonel Brizola, que liga o Mocambinho ao bairro Pedra Mole.

"Com a inauguração da ponte Leonel Brizola, em 2011, houve um considerável aumento no fluxo de veículos pelos bairros Mocambinho, Santa Sofia, Água Mineral e Buenos Aires. E a sinalização existente na área tornou-se incapaz de impedir a formação de gargalos no trânsito. Daí a necessidade de se realizar as novas sinalizações estatigráficas e semafóricas, que devem conferir muito mais agilidade e segurança ao tráfego de veículos na região", pontua Aguiar.

Ponte JK será totalmente liberada no sentido centro-leste até abril de 2016

A Secretaria Estadual de Transportes (Setrans) anunciou esta semana que a Ponte Juscelino Kubitschek será completamente liberada para o tráfego de veículos em até quatro meses.

Esta semana, após a liberação da chamada "Ponte do Meio", a Ponte JK foi interditada para passar por uma inspeção e por melhorias, trabalho que deve se estender até o mês de abril, de acordo com o diretor de Transportes Modais da Setrans, Osvaldo Leôncio.

Em agosto deste ano, a Câmara Municipal de Teresina realizou uma audiência pública destinada a tratar do atraso na obra, que chegou a permanecer parada por aproximadamente um ano.

O evento foi proposto pelo vereador Antonio Aguiar (PROS), e contou com a presença de representantes da Prefeitura de Teresina, do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Piauí, do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-PI), da Polícia Rodoviária Federal, do Ibama, da Universidade Federal do Piauí, dentre outras entidades.

Na sessão desta quinta-feira, na Câmara, o vereador Antonio Aguiar comemorou a inauguração da nova estrutura, e ressaltou que a obra deve melhorar de forma significativa o trânsito em duas das principais vias da cidade - a Avenida Frei Serafim e a Avenida João XXIII.

"É uma obra importante, que tem o objetivo de dar maior mobilidade ao trânsito de Teresina, cuja frota já supera os 400 mil veículos. Por essa razão, ela não poderia permanecer parada por mais tempo. Convocamos aquela audiência pública com o intuito de exigir dos órgãos competentes mais celeridade na construção das alças de acesso da ponte, e, para nossa felicidade, a iniciativa suscitou uma rápida resposta do Governo, que deu mais agilidade à obra, permitindo que a ampliação fosse inaugurada ainda este ano", ressaltou Aguiar.

Com investimento aproximado de R$ 30 milhões, a ampliação deve aumentar a capacidade máxima de tráfego na Ponte JK em até 50%, passando dos atuais 3.600 veículos/hora para 5.400 veículos/hora, o que deve eliminar um dos principais gargalos do trânsito da cidade.

A "Ponte do Meio" possui três faixas de rolamento e está localizada entre as pontes Juscelino Kubistchek (centro–leste) e a ponte Dirceu Arcoverde (leste-centro).

Pavimentação de rua ajudou a desafogar Avenidas Nossa Senhora e Homero

Os motoristas que trafegam diariamente pelos bairros Jóquei e Ininga, na zona Leste da capital, têm uma nova opção de rota para fugir dos semáforos e dos congestionamentos, tão frequentes na região.

A Prefeitura de Teresina concluiu a pavimentação asfáltica da rua General Lages, num trecho de aproximadamente 2 km.

A via é paralela a duas das mais movimentadas avenidas da zona Leste - a Nossa Senhora de Fátima e a Homero Castelo Branco. Com a obra, os engenheiros de trânsito da PMT esperam que o fluxo nessas avenidas seja reduzido, melhorando a mobilidade em toda a área.

A pavimentação foi realizada com recursos de emenda parlamentar apresentada pelo vereador Antonio Aguiar (PROS), no Orçamento Geral do Município de 2015.

O vereador ressalta que boa parte das avenidas da zona Leste estão com o trânsito saturado, daí a necessidade de se investir mais na pavimentação das vias coletoras, distribuindo o trânsito e ajudando a desafogar as vias arteriais da cidade.

"Antes, a Rua General Lages tinha um calçamento antigo, já bastante deteriorado. Por isso, muitos condutores evitavam trafegar por ela. Agora, com a pavimentação asfáltica, a rua passa a ser uma nova alternativa de trajeto rápido e seguro para os motoristas, que podem se deslocar, por exemplo, da Avenida Jóquei Clube até a Avenida Dom Severino, sem precisar ir até a Avenida Nossa Senhora de Fátima ou à Homero Castelo Branco", observa Aguiar.

Paralelepípedo

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Leste também executou este ano a pavimentação em paralelepípedo de 34 ruas do Parque Universitário e mais 4 ruas do bairro Uruguai, totalizando R$ 3,3 milhões em investimentos.

Lei do vereador Antonio Aguiar exige frota de táxi para deficientes

Os cadeirantes e demais pessoas portadoras de deficiência física que residem no município de Teresina, obtiveram este ano, uma nova conquista para lhes ajudar a ter uma vida com mais acessibilidade e menos transtornos.

O prefeito Firmino Filho (PSDB), sancionou a Lei nº 4.678/2015, de autoria do vereador Antonio Aguiar (PROS), que estabelece que as frotas das cooperativas de táxis da capital tenham uma cota de pelo menos 2% dos veículos adaptados para atender as pessoas com deficiência física.

O projeto de lei havia sido aprovado pela Câmara de forma unânime, desde julho de 2014, e a fiscalização do cumprimento das novas regras caberá à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

De acordo com Ricardo Freitas, diretor de Transportes da Strans, a expectativa da Prefeitura é que os táxis adaptados comecem a circular na capital de forma gradativa.

"Nós concluímos a nova regulamentação dos táxis e novas vagas para licenças foram criadas, já prevendo a cota de 2% para carros adaptados", esclarece o gestor.

Para Jucilene Maria da Silva, presidente da Associação dos Cadeirantes do Município de Teresina, a nova lei foi proposta pelo vereador Antonio Aguiar num momento mais que oportuno, e serve como exemplo para que os órgãos públicos, as empresas e demais instituições adequem seus prédios às normais nacionais de acessibilidade, elaboradas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

"A existência de táxis adaptados para conduzir cadeirantes vai facilitar muito nosso percurso, nossa saída de casa para o trabalho, para o médico ou mesmo para o lazer. Hoje, nós contamos com os ônibus adaptados e o programa Transporte Eficiente, que é um serviço essencial, mas não consegue atender todos os cadeirantes da cidade. Há poucos veículos para muita demanda. Então, qualquer veículo a mais que venha para atender os cadeirantes é lucro", declara Jucilene Maria.

O vereador Antonio Aguiar considera que a nova lei será um importante passo para o aperfeiçoamento da acessibilidade em Teresina, na medida em que permitirá que os cadeirantes e demais pessoas com dificuldade de locomoção sejam atendidas por veículos mais confortáveis e seguros.

O parlamentar destaca que várias capitais do País - como Fortaleza, Salvador, São Paulo, Recife e Porto Alegre - já dispõem de táxis adaptados para atender as pessoas com deficiência.

Aguiar esclarece, ainda, que os novos veículos adaptados continuarão transportando quaisquer passageiros. Dessa maneira, os taxistas não precisam temer uma queda na rentabilidade dos seus serviços. "Esses táxis especiais vão rodar normalmente. O carro adaptado pode transportar qualquer pessoa, da mesma forma como ocorre com os ônibus adaptados. No entanto, esses táxis deverão priorizar o as pessoas com deficiência, bem como aos idosos, gestantes e demais passageiros que possuem mobilidade reduzida", explica o autor da lei.

Os veículos adaptados deverão seguir as padronizações estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito.

SDU anuncia pavimentação de duas ruas da Vila Irmã Dulce

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona sul (SDU Sul), confirmou que realizará em breve a pavimentação em paralelepípedo de duas importantes vias do bairro Vila Irmã Dulce - a Rua Selvíria e a Rua Cosme e Damião.

O anúncio foi feito pelo titular da pasta, o engenheiro Cleto Baratta, durante reunião com o vereador Antonio Aguiar (PROS), que havia apresentado indicativos na Câmara Municipal solicitação a realização do calçamento.

O vereador foi ao gabinete do superintendente acompanhado de lideranças comunitárias da zona sul, e a reunião ainda contou com a presença do engenheiro Paulo Roberto, superintendente executivo da SDU.

Na oportunidade, Aguiar também tratou com os gestores sobre a construção do Centro de Capacitação e de Qualificação Profissional do Residencial Betinho.

No ano passado, o vereador do PROS destinou R$ 146 mil para o centro, através de emenda parlamentar apresentada ao Orçamento Geral do Município para 2015. "Em momentos como este, em que o país passa por uma crise econômica e os postos de trabalho tendem a diminuir, entendo ser essencial o poder público oferecer oportunidades de formação e de aperfeiçoamento profissional, sobretudo para as pessoas mais pobres, que são as que mais sofrem com os efeitos de uma recessão", afirma Aguiar.

Câmara realiza sessão solene alusiva aos 64 anos do jornal O DIA

A Câmara Municipal de Teresina realizou em março deste ano uma sessão solene em alusão aos 64 anos do jornal O DIA, completados no dia 1º de fevereiro. O requerimento foi proposto pelo vereador Antonio Aguiar (Pros), tendo sido aprovado de forma unânime pelos parlamentares do Legislativo municipal.

Para Aguiar, o jornal O DIA sempre exerceu - e ainda exerce - um papel indispensável para a evolução social, econômica e cultural do Piauí ao longo das seis últimas décadas. "Se perpetuar durante 64 anos, preenchendo dezenas de páginas todos os dias com informações relevantes, isso não é fácil. Por essa razão, em nome do presidente do grupo, Valmir Miranda, eu parabenizo todas as pessoas que fazem o jornal O DIA. Zeladores, repórteres, recepcionistas, profissionais do telemarketing, do comercial, enfim, todos aqueles que, de alguma forma, contribuem para que, diariamente, milhares de piauienses informem-se tão bem sobre o que acontece no Estado, no Brasil e no o mundo", afirmou Aguiar em seu pronunciamento.

Também presente à solenidade, o secretário de Administração do Estado, Franzé Silva, classificou o jornal O DIA como um "sessentão moderno e ético, que é referência em todo o País".

"O Piauí tem orgulho do jornal O DIA, por ser um meio de comunicação independente, sério, que tem apontado rumos, denunciado mazelas e aberto espaços democráticos para a livre manifestação de pensamento, em coerência com os anseios e as lutas da população piauiense", frisou o secretário, que representou o governador Wellington Dias (PT) na solenidade.

O presidente do Sistema O DIA, Valmir Miranda, estendeu a homenagem concedida pela Câmara de Teresina a todos os jornalistas, articulistas, colunistas e demais profissionais que atuam na produção diária do periódico.

Valmir enfatizou que o Sistema O DIA de Comunicação gera mais de 160 empregos diretos, e outras centenas de empregos indiretos. Segundo Valmir, todos esses profissionais exercem funções essenciais para a cotidiana confecção do periódico, que, além de um veículo de informação, é também um valioso arquivo da história piauiense.

"O jornal O DIA é história pura. Nós somos o registro completo, nos últimos 64 anos, da política, da cultura e das transformações sociais que aconteceram no Piauí, no Brasil e no mundo", afirma Valmir Miranda.

O presidente do grupo ainda citou a importância dos leitores para o Sistema 'O DIA'. "A longevidade deste jornal é fruto do bom relacionamento que a empresa mantém com seu público. O DIA é feito para seus leitores, pelos seus leitores e em razão deles. Esse sempre foi o papel do jornal, do contrário não sobreviveríamos por tanto tempo", destacou Valmir Miranda.

Também prestigiaram a sessão solene as vereadoras Cida Santiago (PHS), Rosário Bezerra (PT) e Teresinha Medeiros (PPS), o secretário municipal de Comunicação, Salomão Sobrinho, o vice-presidente do Sistema O DIA, Volmar Miranda, a diretora de Administração d'O DIA, Tânia Miranda, o diretor Industrial, Carivaldo Marques, a diretora de Marketing, Renata Miranda, a editora-chefe Elizângela Carvalho, o empresário Edgar Miranda, a ex-diretora Valcira Miranda, além dos jornalistas Péricles Mendel, Eli Lopes e da consagrada artista Lena Rios.

SDU Sudeste confirma reforma do Mercado do Gurupi

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Sudeste anunciou que dará início, nos próximos meses, à reforma do mercado do Gurupi, que atende a cerca de cinco bairros da região, como Alto da Ressurreição, Monte Horebe e Frei Damião.

Inaugurado há cerca de 20 anos, o mercado apresenta uma série de deficiências estruturais, e a reforma tem sido reivindicada há mais de cinco anos pelos trabalhadores e pelos clientes que frequentam o local.

O vereador Antonio Aguiar (PROS), acompanhou lideranças comunitárias da região em uma audiência com a superintendente Márcia Santos, titular da SDU Sudeste. No encontro, a gestora anunciou que a reforma deve custar cerca de R$ 800 mil, em recursos próprios do município.

Em 2013, o vereador Antonio Aguiar já havia apresentado um indicativo solicitando a reforma do mercado à Prefeitura de Teresina. Na audiência realizada esta semana, a SDU Sudeste informou ao parlamentar e às lideranças que o projeto da obra já está em fase de licitação, e a ordem de serviço deve ser assinada dentro de um mês pelo prefeito Firmino Filho (PSDB).

O vereador Antonio Aguiar opina que a obra é essencial para melhorar as condições de trabalho dos permissionários. "Esse mercado público é de grande importância para os moradores da zona Sudeste, mas devido o passar do tempo ele foi tendo sua estrutura desgastada, como as coberturas das barracas, o piso e os próprios boxes onde são vendidas as carnes e outros produtos. A intervenção, portanto, deve beneficiar milhares de moradores daquela grande região", afirma Aguiar.

De acordo com a superintendente Márcia Santos, a obra será focada no conforto e na acessibilidade. "Vamos fazer uma completa readequação do espaço, que está subutilizado. A área onde hoje existem bancas que ninguém está ocupando será transformada num espaço para convivência da comunidade. Além disso, será feita uma cobertura em estrutura metálica e serão construídas rampas, para garantir a acessibilidade aos cadeirantes e demais pessoas com mobilidade reduzida", detalha a gestora.

Leia também:

Vereador Antônio Aguiar faz balanço do seu primeiro ano de mandato

Vereador Antonio Aguiar destaca conquistas de 2014 para Teresina


Fonte: Com informações da Ascom