Tese do MPMA · 27/06/2013 - 14h43

Tribunal do Júri acata tese do MPMA e condena réu a 12 anos de reclusão

Tribunal do Júri acata tese do MPMA e condena réu a 12 anos de reclusão


Compartilhar Tweet 1



Em sessão realizada no dia 25 de junho de 2013 o Tribunal do Júri da Comarca de Imperatriz condenou o réu Geovane Miranda de Almeida a 12 anos de reclusão pelo homicídio qualificado de Cosmo de Sousa Chagas. O crime foi praticado no dia 11 de março de 2012 em um bar localizado na rua Benjamin Constant, bairro Airton Sena, em Imperatriz.

O conselho de sentença, composto por sete jurados, acatou a tese defendida pelo promotor de justiça titular da 6ª Promotoria de Justiça Criminal da Comarca de Imperatriz, Joaquim Ribeiro de Souza Junior, reconhecendo que o réu agiu mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. A sentença foi proferida pela juíza Cristiana Ferraz.