Evento no Teresina Shopping · 24/09/2019 - 10h30

Feira de Imóveis da Caixa em Teresina é prorrogada até 28 de setembro


Compartilhar Tweet 1



Foi prorrogado até este sábado, dia 28 de setembro, a Feira de Imóveis 2019 que oferece oportunidades e condições especiais para aquisição do imóvel próprio. Ao longo da semana, a Caixa Econômica Federal disponibiliza de linhas de crédito subsidiados, taxas de juros reduzidas e opções de Índice ao Consumidor (IPCA), aos clientes que desejam conhecer os empreendimentos das construtoras parceiras. O evento tem fomentado o setor da construção civil, impactando diretamente na economia local.

A feira de imóveis reúne 10 construtoras que apresentam empreendimentos com preços diversificados, a partir de 120 mil reais. O mercado imobiliário apresenta crescimento em relação há anos anteriores, sendo um importante momento para que os investidores apostem neste novo cenário da economia brasileira.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina), Francisco Reinaldo, destaca a reação da economia brasileira que têm acontecido de forma positiva para o mercado da construção civil. “Nós já estamos com a economia mostrando alguma reação positiva a nível de Brasil e o mercado da construção reage imediatamente a esse fenômeno, no qual a estabilidade econômica ajuda muito “, enfatiza.

O superintendente regional da Caixa, Jonanthan Valença, comenta sobre as reduções das taxas que proporcionará um aquecimento na economia, além de facilidades para os consumidores. “Nesse momento temos uma abertura maior de linhas de créditos. Voltamos a trabalhar com recursos de todas linhas de créditos disponíveis na Caixa, inclusive com novidades em linhas de crédito utilizando o IPCA, enquanto o índice de inflação que permite reduzir a taxa de juros dos empréstimos para até R$ 2,95 ao ano”, explicou.

O evento tem entrada gratuita com funcionamento de 10h às 22h, no Teresina Shopping, e conta com a realização do Sinduscon Teresina e patrocínio da Caixa Econômica Federal.


Fonte: AsCom

Comentários