Geral

Fiscalização no trânsito · 11/07/2014 - 09h06

Zona Leste: Projeto Vida no Trânsito realiza operação de velocidade

Na ocasião foi utilizado um novo equipamento de fiscalização


Compartilhar Tweet 1



Com o objetivo de reduzir o excesso de velocidade nas vias públicas da capital o Projeto Vida no Trânsito, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou nesta quinta-feira (10/07), na Avenida dos Ipês, na zona Leste, uma operação de velocidade.

Na ocasião foi utilizado um novo equipamento de fiscalização, o radar móvel de fiscalização, que consegue identificar o veículo que está acima do limite de velocidade permitido na via pública a uma distância de mil metros. O equipamento só pode ser usado com a presença de um agente, o que ajuda a inibir infrações dos condutores.

No momento da operação o radar portátil flagrou velocidades de 84 km/h no trecho, onde o máximo permitido é de 70 km/h. A multa não é registrada automaticamente no radar portátil. O agente de trânsito direciona o aparelho para o veículo e o radar mostra a velocidade que ele está utilizando. Caso seja constatado o excesso acima do limite permitido, o próprio agente anota a placa do infrator.

O veículos que excederam o limite de velocidade na Avenida dos Ipês, que é de 70Km por hora, foram autuados no momento da operação. Um dos condutores flagrado reconheceu o erro e agradeceu por ter sido alertado para o risco que estava correndo por estar desrespeitando o Código de Trânsito.

De acordo com o representante da ONG GRSP, Luís Otávio Miranda, através de uma pesquisa realizada em Teresina foi identificado que um problema sério no trânsito é a velocidade, por isso foi realizado um trabalho de capacitação para os agentes o policias de trânsito trabalharem fiscalizando a velocidade nas vias. “Iniciamos esse trabalho com a o treinamento para os agentes e policiais de trânsito e agora estamos realizando a operação de fiscalização de velocidade”, acrescentou.

Luís ressaltou que Teresina tem avançado bastante no que diz respeito a operação de fiscalização. “Estamos muito satisfeitos com o trabalho que foi realizado em Teresina, inclusive levaremos essa experiência exitosa para mostrar as outras capitais que fazem parte do Projeto vida no Trânsito”, complementou.

Miranda reforça ainda que além da utilização do radar portátil a operação fiscalizou ainda a circulação de táxis e mototaxis. “Consideramos que essa operação foi completa, pois fiscalizou excesso de velocidade e documentação do condutor e do veículo”, finalizou.


Fonte: Com informações da SEMCOM