Geral

PI é primeiro a receber · 25/03/2011 - 05h29

Vacinação de cães e gatos contra raiva começa julho

os primeiros Estados a fazerem a campanha serão Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte,


Compartilhar Tweet 1



O Ministério da Saúde já divulgou o período da vacinação de cães e gatos contra a raiva em todo o país. A imunização acontecerá em duas etapas, sendo uma em julho, destinada a oito Estados, e outra em setembro, para outros 17.

Segundo a pasta, os primeiros Estados a fazerem a campanha serão Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Mato Grosso. Os demais Estados farão a aplicação das vacinas na segunda etapa, com exceção do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, que não participam da campanha, porque não têm circulação do vírus da raiva.

Já no Paraná, a campanha atingirá apenas os municípios de fronteira. O ministério disse que a distribuição dos Estados em etapas seguiu a avaliação da situação da doença em cada região, a cobertura vacinal em 2010 e o cronograma de fornecimento da vacina.

A expectativa é que as vacinas comecem a ser distribuídas a partir de maio às Secretarias Estaduais de Saúde, que enviarão para os municípios. Ao todo, serão adquiridas 32 milhões de doses para vacinar uma população estimada em 29 milhões de animais.

ANO PASSADO

No ano passado, a campanha de vacinação foi suspensa em todo o país depois que foram relatadas reações graves à vacina em alguns Estados. Ao todo, foram 637 registros, dos quais 265 (41,6%) foram considerados graves --morte ou reação sistêmica (anafilaxia).

Devido às reações, a vacina distribuída foi novamente testada. Segundo o ministério, a análise em camundongos mostrou que algumas amostras tiveram resultado insatisfatório quanto à inocuidade --que é capacidade de um produto não produzir nenhuma reação inesperada. Os resultados mostraram ocorrência de reações graves acima do esperado.

Com isso, a campanha de 2010 foi suspensa e as doses que ainda estavam com o Ministério e as Secretarias Estaduais de Saúde --cerca de 18,7 milhões-- foram recolhidas pelo fornecedor para reposição posterior.

SUSPEITA

O ministério orienta os donos a isolar o animal e chamar ajuda especializada, em caso de suspeita de raiva. Se a pessoa for agredida por qualquer animal, deve-se lavar imediatamente a ferida com água e sabão e procurar imediatamente um serviço de saúde para obter orientações sobre indicação de vacina ou soro.

Quando a agressão for por cães ou gatos, os animais deverão ser confinados por dez dias após a agressão, para observação de sintomas da doença. Se o animal morrer, deve-se informar o departamento de zoonoses do município imediatamente.


Fonte: Com Informações Da Folha.com