Geral

Para minimizar impactos · 22/05/2020 - 10h01

Uespi cria comitê para enfrentamento da crise ocasionada pela Covid-19

Objetivo do grupo é minimizar os impactos da pandemia nas atividades da instituição


Compartilhar Tweet 1



A administração superior da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) criou o Comitê Gestor de Crise. A portaria nº 0083 de 15 de maio determina que o “comitê atuará no sentido de propor soluções para o enfrentamento da crise ocasionada pela Covid-19 com vistas a minimizar os impactos nas atividades de ensino, pesquisa, extensão, assistência estudantil, serviços, comunicação, recursos e infraestrutura da instituição”.

Considerando a responsabilidade que toda instituição pública tem de adotar medidas de prevenção, combate e tratamento em casos pandêmicos, como o que se vivencia atualmente, a universidade criou o comitê que envolve representantes da administração superior, diretores de unidades administrativas, coordenadores de cursos e a representação sindical e estudantil.

O reitor da Uespi, Nouga Cardoso, aponta que a administração superior não irá medir esforços para que essas ações deem certo. “Saúdo toda a comunidade acadêmica presente na gestão do comitê e espero que possamos juntos discutir e criar soluções nesse momento de união”, ressaltou o gestor.

O pró-reitor de Administração e Recursos Humanos, Pedro Júnior, afirma que a criação do órgão busca situar a comunidade acadêmica de todas as ações que a Uespi está tomando para minimizar os impactos da pandemia.

“Além de discutir medidas que venham a minimizar, ao máximo, os impactos da crise ocasionada pela pandemia, nós também buscamos nos preparar para a volta das atividades. O comitê reverbera todas as opiniões dos seguimentos da universidade, docentes, diretores, sindicato e a representação estudantil para que possamos ter participação ativa em todas as ações”, afirmou Pedro Júnior.

A professora Cleide Arraes, diretora do Centro de Ciências da Educação, Comunicação e Arte (CCECA) do Campus Torquato Neto, pontua que o grupo é uma forma de aproximação com toda a comunidade acadêmica com o mesmo objetivo. “Embora estejamos em distanciamento social, o comitê tem por objetivo aproximar alunos, professores e gestores para discutir as ações da Uespi neste momento de pandemia”, avaliou Arraes.

O professor Mike Melo, da direção do campus de Piripiri, acrescenta que um comitê como esse é importante ferramenta de integração com vistas a deliberar sobre assuntos de interesse coletivo. “Diante do distanciamento social como única forma de combate à epidemia da Covid-19, a implantação do Comitê Gestor de Crise na Uespi aponta para a preocupação da instituição com o futuro”, destacou o docente.

Comitê conta com a colaboração dos estudantes

Além dos docentes, o comitê conta com a representação estudantil. O estudante do curso de Direito, Erico Alencar, campus de Bom Jesus, diz que a participação dos acadêmicos no comitê de crise é importante para que os mesmos possam ser ouvidos. “No comitê, iremos em busca de alternativas que, de forma geral, contemplem todos de maneira igual, claro que dentro do que for razoável, não havendo apenas imposições e sim acordos. O fato de terem feito uma pesquisa já mostra que existe interesse em ouvir os alunos, o que é muito bom”, acrescenta Erico.

A estudante Jessica Silva, do Campus Torquato Neto, chamou atenção para o fato de que a universidade tem diversos campi e, portanto, a comunicação, neste momento, se torna ainda mais fundamental. “Nesse contexto de pandemia, o comitê é uma possibilidade de discutirmos qual posicionamento a universidade tomará neste momento e acredito que o fato do comitê ter a presença de diferentes setores atuantes dentro da Uespi permite que as decisões ocorram de uma forma mais justa”, afirmou a aluna.

Ana Clara Oliveira, também estudante, aponta que a parceria é essencial para a criação de novos caminhos e soluções neste momento. “É preciso pensar em soluções que abranjam todas as realidades da comunidade acadêmica para que, assim, ninguém saia prejudicado em um momento de união e solidariedade como este. Então, é muito importante essa apresentação das dificuldades de todos, pois somente nós estudantes sabemos nossa realidade e podemos agir para saná-las”, finalizou a estudante.

A primeira reunião do comitê será na próxima semana, de forma virtual, e as pautas já estão sendo organizadas pelos seus integrantes.

CONFIRA A PORTARIA


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários