Geral

Uso de meios eletrônicos · 14/01/2021 - 10h34

Strans e Sindicato dos Taxistas discutem maior agilidade para renovação de licenciamento

Na pauta, os representantes dos taxistas destacam a importância de usar meios eletrônicos para agilizar a parte burocrática


Compartilhar Tweet 1



O superintendente em exercício da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), Bruno Pessoa, está reunido com representantes do Sindicato dos Taxistas, representado pelo diretor Jenison Lopes, membros da diretoria e Rafael Machado, advogado do sindicato, bem como Antonio Raimundo, da gerência de Concessão e Licenciamento.

Na pauta, os representantes dos taxistas destacam a importância de usar meios eletrônicos para agilizar a parte burocrática da renovação. A data da renovação está prevista para o início do mês de fevereiro, mas a categoria solicita que o calendário seja iniciado no mês de março.

O advogado Rafael Machado alertou para que os taxistas usem o sistema eletrônico para evitar aglomerações e dar maior agilidade ao processo de renovação.

Os representantes do sindicato também pontuaram a importância da desburocratização para agilizar a renovação, pois entende que alguns documentos exigidos para a renovação já são de conhecimento do órgão. Rafael afirma que a ideia é otimizar o serviço criando facilidade para o usuário e agilidade para o órgão.

O Sindicato dos Taxistas também falou sobre detalhes de transferência do veículo usado no serviço de táxi. O gerente de concessão e licenciamento destacou a importância do diálogo e da necessidade de fiscalização para cuidar de detalhes da transferência.

O superintendente em exercício, Bruno Pessoa, ouviu as reclamações sobre a aplicação de sanções administrativas. Para Bruno, existe a necessidade de conceder prazo previsto em lei para que o usuário que tenha cometido alguma infração possa fazer a defesa sem que isso seja obstáculo para a renovação da documentação. O advogado do sindicato destacou a diferença entre multa administrativa e infração de trânsito.

O Sindicato pediu apoio da STRANS para que sejam organizadas turmas curso de formação de motorista de táxi. Outra demanda apresentada pelos representantes dos taxistas foi a ocupação de vagas de táxi por motoristas particulares. O gerente de Concessão da STRANS destacou a necessidade de fiscalização pois, de acordo com Antonio Raimundo, alguns taxistas ocupam vagas de forma irregular.
Os táxis clandestinos também foram pauta de discussão. Na reunião ficou decidido que será realizado o estudo para viabilizar um plano de ação de minimize a atuação desses motoristas irregulares.


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários