Geral

Unidade terá 603 vagas · 20/09/2019 - 09h12 | Última atualização em 20/09/2019 - 13h04

Sejus entrega o maior e mais moderno presídio do Piauí na próxima segunda-feira (23)

O investimento total foi de R$21,4 milhões e contou com recursos do Governo do Estado e do Ministério da Justiça


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Thanandro Fabrício/Sejus

A Secretaria de Justiça do Piauí entrega na próxima segunda-feira (23), às 7h30, o maior e mais moderno presídio do Estado: a Cadeia Pública de Altos.

A unidade terá 603 vagas e módulos voltados à saúde, educação, trabalho, parlatório pra advogados, dentre outros espaços necessários ao funcionamento adequado do presídio.

Segundo o Secretário de Justiça, Carlos Edilson, a inauguração da unidade representa um marco na história do sistema penitenciário do Piauí. “A unidade possui um setor de saúde onde o detento será avaliado por enfermeiros, psicólogos e dentistas. Possui um ambiente de isolamento para os detentos mais perigosos, um espaço exclusivo para dependentes químicos, assistência social e jurídica. Cada pavilhão possui duas salas de ensino, com biblioteca e sala de informática”, destaca o gestor.

    Foto: Thanandro Fabrício/Sejus

O diretor da Cadeia, Antônio Vinicius da Silva, afirma que a unidade simboliza o futuro do sistema prisional. “Pensada nos moldes do Departamento Penitenciário Nacional, a Cadeia Pública de Altos traz não apenas uma possibilidade de ressocialização, mas um trabalho seguro e digno para os agentes. Como diferencial, existem dois pisos, com agentes trabalhando na parte superior e na parte inferior, garantindo o contato atenuado com os detentos e, assim, mais segurança para a unidade como um todo”, diz.

A inauguração da Cadeia Pública de Altos será realizada pelo Governador do Estado do Piauí, Wellington Dias, o Secretário de Justiça, Carlos Edilson, e contará com a presença do diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional, Fabiano Bordignon, dentre outras autoridades.

MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA PRISIONAL

A Cadeia Pública de Altos possui três pavilhões com 26 celas cada. Em cada cela há capacidade para oito detentos, com camas beliche, chuveiro, pia e sanitário. A unidade é equipada com scanner corporal, pórticos, raio-x e sistema de monitoramento. Possui setores de saúde, assistência social, tratamento de dependentes químicos, visita íntima e quatro salas de ensino, com biblioteca e informática.

O investimento total foi de R$21,4 milhões e contou com recursos do Governo do Estado e do Ministério da Justiça.


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários