Geral

Novas Regras · 29/06/2015 - 22h26

Segunda etapa do Fies terá número de vagas menor e juros mais altos

Terá mais chance quem é do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com exceção do Distrito Federal


Compartilhar Tweet 1



O governo divulgou as novas regras para a segunda etapa do Fies - o programa de financiamento estudantil. Os juros estão mais altos e o número de vagas é menor. É para ninguém pegar mesmo. Nada é tão difícil que não possa piorar.

Nesta segunda etapa do Fies serão oferecidas pouco mais de 60 mil novas bolsas, não chega à metade do financiamento oferecido no ano passado. Como dificuldade pouca é bobagem, além disso, os juros estão mais altos, só vai poder pegar o financiamento quem tiver renda familiar de até dois salários mínimos e meio, e não mais 20 salários, e o Fies ainda vai priorizar alguns cursos.

Terá mais chance quem é do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com exceção do Distrito Federal. Preferência também para os cursos da área da saúde, engenharia, e formação de professores. Além desses os que tiverem notas 4 ou 5, ou seja, que são bem avaliados. Dá para consultar essa nota no site do MEC, na parte onde vem escrito ‘E Mec’. Hoje tem mais de 4,3 mil cursos com nota 5.

A nova moda do ministro da Educação tem sido fazer anúncios na internet, em redes sociais. Foi lá que ele explicou que os alunos que não se incluem nos critérios de prioridade também podem conseguir financiar a faculdade. “O objetivo é melhorar a igualdade das regiões, é melhorar a qualidade dos cursos ofertados e é focar os cursos nas prioridades da sociedade brasileira. Isto não quer dizer que cursos de outras regiões, de outras áreas de formação ou de nota 3 não serão apoiados. Serão sim. Nós também teremos vagas para os estados do Sul e Sudeste, para outras áreas de formação e para cursos que não cheguem ao patamar 4 e 5”, disse Renato Janine Ribeiro.

As inscrições começam no dia 13 de julho. Quando o candidato for se inscrever, vai saber se pode financiar o curso que ele quer. Serão 61,5 mil novos financiamentos. Somando os da primeira etapa, o total não chega nem a metade do oferecido no ano passado.

A culpa, diz o governo é da crise econômica, que também fez subir os juros que os alunos vão pagar. A taxa passa de 3,4% para 6,5% ao ano.

A Jayne não gostou de saber que os juros aumentaram. “Para mim aumentou muito, muito mesmo. Um absurdo de juros”, afirma.

Mas prefere isso, a ter que pagar a mensalidade, como fez no primeiro semestre. “Chega de pagar, vamos conseguir o Fies agora na segunda etapa e boa sorte para nós”, diz.

O edital com as novas regras do Fies sai na próxima sexta-feira.

E começam nesta segunda-feira (29) as inscrições para o Sisutec. Os candidatos a vagas em cursos técnicos gratuitos podem fazer a inscrição pela internet, até o dia 3 de julho. São mais de 83 mil vagas.


Fonte: Com informações do G1