Geral

Retomada organizada · 16/09/2020 - 14h03

Seduc e Sesapi promovem formação sobre protocolo de saúde

A ação faz parte do PRO Piauí: pacto pela retomada organizada


Compartilhar Tweet 1



Um momento de formação foi realizado, na manhã desta quarta-feira (16), via Canal Educação, para apresentar às Gerências Regionais (GREs) e gestores escolares o Protocolo Específico Nº 042/2020: Medidas Higiênico-Sanitárias para o Setor de Educação. O momento teve o envolvimento das secretarias de Estado da Educação (Seduc), da Saúde (Sesapi) e Vigilância Sanitária e a presença de mais de 2 mil pessoas on-line.

Serão três dias de formação, 16, 17 e 21 de setembro, para atender toda a rede estadual de ensino. A ação faz parte do PRO Piauí: pacto pela retomada organizada. Durante a abertura do evento virtual, colaboradores da Sesapi fizeram considerações sobre a Pandemia do SARS-CoV-2, o novo coronavírus. A proposta é divulgar e capacitar os profissionais da educação para adoção das medidas higiênico-sanitárias de cunho administrativo, estrutural e comportamental para contenção da covid-19 no ambiente escolar no caso de uma retomada das atividades escolares presenciais.

“O empenho de todas as equipes, Seduc e Sesapi, além da Vigilância Sanitária, é preparar as escolas para o que vier, pois nós não vamos abrir os portões das escolas para atividades presenciais dos estudantes se não estivermos totalmente seguros para isso”, explicou Viviane Carvalhedo, diretora da Mediação Tecnológica da Seduc, que na ocasião representou o Secretário da Educação, Ellen Gera.

Dentre as medidas citadas para um possível retorno estão as orientações com cartazes, folders, placas e demais sinalizações, os cuidados em bebedouros de uso coletivo, locais para higienização constante de mãos e calçados, distanciamento entre as cadeiras, evitar aglomeração em lugares comuns como escadas e elevadores, além de muitos outros quesitos.

“Acho válido os esclarecimentos. No nosso caso estamos revezando só com 3 funcionários, com agendamento, quando necessário. O que podemos resolver on-line, fazemos. Todos os demais são grupo de risco. Estamos tomando todas as medidas que estão ao nosso alcance”, disse a participante da formação, Mirlane Ramos, diretora do Ceti Mons. Raimundo Nonato Melo, no bairro Morada do Sol.


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários