Geral

Contra o ratos do erários · 27/08/2015 - 07h35 | Última atualização em 27/08/2015 - 10h14

Segurança e TCE-PI firmam parceria para agilizar o combate à corrupção

Num dos estados mais corruptos do Brasil, instituições se únem para combater o desvio de recursos


Compartilhar Tweet 1



Até que enfim...
O Tribunal de Contas do Estado anunciou através da página da instituição na internet, que assinou um convênio de cooperação com a Secretaria de Segurança Pública do Piauí visando a troca de informações sobre apurações realizadas nos municípios e órgãos do Governo do Estado, “com o objetivo de combater a corrupção e o desvio de dinheiro público”.

Durante o ato estavam presentes além do presidente do TCE, conselheiro Luciano Nunes, o Secretário de Segurança, Fábio Abreu e o delegado geral de Polícia Civil, Riedel Batista.

Com a assinatura, o Tribunal fornecerá “acesso on line aos sistemas LicitaçõesWeb, ObrasWeb, Sagres e RH Web, mediante credenciamento prévio dos servidores determinados pela Secretaria de Segurança”.

Em troca, “a Secretaria também se compromete a repassar as informações possíveis sobre o trabalho de investigação e apuração desenvolvido junto aos gestores públicos”.

O site reproduziu uma declaração do delegado geral na qual ele afirma que “a corrupção tem que ser combatida de forma firme e perene”.

É PRECISO ESTRUTURAR
É preciso, entretanto, que o governo ajude a aparelhar a Polícia Civil, que destine mais recursos para ajudar a fomentar a estrutura necessária para se evitar a sangria do dinheiro público.

Míopes, os gestores que passam pelo Palácio de Karnak parecem - ou por falta de interesse ou porque se refestelam em acordos nada republicanos - não perceber que a boa e integral aplicação do dinheiro público, a curto, médio e longo prazo, contribui para o crescimento do estado, ainda que sejam escassos esses recursos. O problema é que estão roubando é do pouco mesmo.

É necessário estancar a malversação de dinheiro oriundo do erário, principalmente, de setores como a Educação, a Saúde e a infraestrutura - das básicas à complexas obras.

PREFEITURAS
As prefeituras piauienses são hoje um dos maiores focos de corrupção do estado. Há no Piauí, por exemplo, um pesado esquema em aluguéis de carros, além de muitos outros, que abrangem muitas empresas, como o ramo da terceirização.

Daí se vai longe: licitações fraudulentas, concursos feitos para alocar familiares e amigos. Tudo elaborado, minuciosamente, para dilapidar o patrimônio público ou dele se usufruir.

Há, inclusive, focos de corrupção em território piauiense, que a Polícia Civil, infelizmente, não vai poder atuar, porque situa-se em grotões em que quem está no poder são pessoas e até familiares ligados aos mandatários de plantão, e assim, estão literalmente roubando com a conivência dos seus.

E o que é pior, há no seio político uma classe totalmente despreparada e conivente que confunde o público com o privado, e muitos não temem meter a mão no que é alheio - neste caso de todos, seja para enriquecer ilicitamente, seja para financiar campanhas pessoais ou dos mais próximos.

Os grandes estão à solta e atuando, e muitas da vezes atuando até para calar quem tem o poder de denunciar ou expor esses atos.

Período que antecede eleições municipais é uma festa, acrescente-se.

ESTA AÍ...
Quem dera se os parlamentares piauienses ao invés de destinarem emendas para associações suspeitas, passassem a destinar esses valores para a montagem de um centro de excelência de combate à corrupção dentro da Polícia Civil, com uma delegacia legalizada e em pleno vigor e liberdade em sua atuação.

O estado ganharia, evitaria o desperdício de recursos, o investimento se mostraria rentável e ajudariam a intimidar os corruptos, o problema é que...


Fonte: com informações da SSP-PI