Geral

Novo decreto de isolamento · 30/06/2020 - 12h59 | Última atualização em 30/06/2020 - 14h54

Sábado e domingo será com postos e supermercados fechados, avisa W.Dias

Governador anuncia restrições a partir de quinta-feira (02), mas manterá alguns serviços até sexta (03) para evitar o desabastecimento


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias (PT) anunciou, no início da desta terça-feira (30/06), que o decreto de isolamento a ser publicado pelo governo do estado, com medidas para o próximo fim de semana, determinará o fechamento de supermercados e postos de combustíveis no sábado (04/07) e no domingo (05/07).

Nestes dias serão mantidos apenas o funcionamento de serviços de saúde, farmácias e drogarias, segurança, abastecimento de água e fornecimento de energia, além de delivery e imprensa.

As medidas mais rígidas de isolamento passarão a vigorar já na quinta-feira (02). Porém, o supermercados e postos serão mantidos abertos até sexta-feira (03) para evitar o desabastecimento. O anúncio antecipado sobre o fechamento destas atividades tenta evitar ainda a corrida dos consumidores a esses estabelecimentos.

O esforço do governo visa aumentar a taxa de isolamento e para garantir a queda no índice de transmissibilidade do Covid-19 no Piauí, o que consequentemente levará à redução no número de novos casos da doença.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Wellington Dias (@wellingtondiasoficial) em

Retomada das atividades

No pronunciamento, Dias manteve a sinalização de retomada das atividades a partir da próxima segunda-feira (06), de forma gradual. Nesta primeira etapa serão liberados os setores da construção civil, indústria e outras atividades que já estavam em funcionamento com maior restrição.

A retomada seguirá diretrizes e protocolos definidos no Pacto para Retomada Organizada. ""O que queremos evitar? Que a gente tenha as pessoas saindo sem ser organizado, sem ter um protocolo. Por essa razão, aprovamos ontem no Comitê Emergencial, a divulgação do protocolo geral, e agora estamos adotando um regramento que tem por objetivo reduzir transmissibilidade do coronavírus", explica Wellington. 


Comentários