Geral

Em 16 unidades no Piauí · 15/10/2019 - 13h25

Reeducandos do sistema prisional realizam Encceja PPL

A prova beneficia aqueles que não concluíram os ensinos fundamental e médio no tempo certo e querem uma certificação


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Justiça do Estado realizou, entre os dias 8 e 9 de outubro, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja Nacional PPL), em 16 unidades do sistema prisional do Piauí.

A prova beneficia aqueles que não concluíram os ensinos fundamental e médio no tempo certo e querem uma certificação.

Em 2019, 669 reeducandos se inscreveram no Encceja, número superior em relação ao ano passado, com 564 inscritos.  

Para a Coordenadora de Ensino da Sejus, Jussyara Valente, os resultados foram exitosos. “Tivemos o maior número de inscritos em comparação aos anos anteriores. Tivemos sucesso em todas as ofertas e atividades que realizamos nas unidades penais do estado, e isso nos motiva”, diz.

O Secretário de Justiça, Carlos Edilson, destaca a importância do acesso ao ensino nas unidades prisionais. “O Encceja representa um passo fundamental para que os reeducandos permaneçam focados e empenhados no caminho da educação”, ressalta.

Além do Encceja, outros programas de ensino são aplicados no sistema penal do Piauí, como o Canal de Educação, Projovem Urbano, EJA, revisões para o Enem e cursos profissionalizantes ofertados pelo Pronatec e Procap.


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários