Geral

Retomada dos atendimentos · 24/06/2020 - 16h16

Procedimentos cirúrgicos exigem protocolos de segurança redobrados

Os consultórios já adotaram uma série de medidas e protocolos que garantem a segurança de pacientes e profissionais


Compartilhar Tweet 1



A área de cirurgia plástica já começou a dar os primeiros passos para retomada dos atendimentos e cirurgias. A recomendação nesse momento ainda é que sejam realizadas apenas as consultas de retorno cirúrgico, procedimentos inadiáveis e atendimentos de urgência. Porém, os cuidados devem ser redobrados para evitar o contágio do novo coronavírus. 

Os consultórios já adotaram uma série de medidas e protocolos que garantem a segurança de pacientes e profissionais durante os atendimentos autorizados. No consultório do cirurgião William Machado, o uso de EPIs pela equipe é obrigatório, além de uso de máscaras por todos os pacientes dentre outras medidas.

“Seguindo todas as orientações sanitárias e recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), é obrigatório o uso de máscaras facial em todos os ambientes. Além disso, lavar as mãos sempre que possível e usar álcool em gel. Antes das consultas, os pacientes também devem informar se estão com sintomas respiratórios, tosse, coriza, dificuldade para respirar, para que sejam orientados corretamente. Ao retornar para casa, a orientação é separar roupas e calçados usados para higienização e sempre tomar banho”, recomenda William Machado.

    Foto: Divulgação/Ascom

No consultório, o cirurgião elenca quais medidas de segurança foram adotadas. “Há a higienização constante do ambiente e objetos, assim como a disponibilidade de álcool em gel para os pacientes. Outra medida importante foi deixar o local arejado com janelas abertas para circulação e renovação do ar. Além disso, as consultas são com hora marcada para evitar aglomeração no local e toda equipe de atendimento usa equipamentos de proteção”, revela o cirurgião.

Em caso de necessária a realização de cirurgia, a orientação do profissional é que o paciente informe se teve contato com pessoas infectadas e também sobre seu histórico de doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, doenças cardíacas ou respiratórias. “No pré-operatório será acrescentado teste do Covid-19.  Com essas informações vamos avaliar mais detalhadamente qual a melhor opção para o paciente: manutenção ou adiamento do procedimento”, explica.

Já no pós-operatório a orientação é quarentena, sem receber visitas de amigos ou parentes. “Os cuidados, como trocas de curativos, devem ser realizados por profissionais de HomeCare com protocolo de segurança específico. Em casos de necessidade de retorno ao consultório, o paciente será direcionado sobre quais cuidados deve adotar durante a visita”.

Apesar dos atendimentos serem somente para casos de cirurgias inadiáveis, William Machado ressalta que mesmo nesse período de isolamento, já é possível realizar em casa alguns procedimentos pré-operatórios. “O principal deles é manter a imunidade em alta. Isso é possível com uma alimentação saudável rica em verduras e frutas, hidratação constante, reposição de vitaminas, caso seja recomendação médica, e uma rotina de exercícios físicos”, pontua.


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários