Geral

Estava no HU da UFPI · 14/08/2020 - 18h48 | Última atualização em 14/08/2020 - 20h20

Piauí tem primeira morte suspeita por síndrome inflamatória associada ao coronavírus

No Piauí , quatro casos suspeitos de crianças que estão internadas estão sendo investigados pelo CIEVS


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informou, na tarde desta sexta-feira (14/08), que uma paciente de 18 anos morreu, no Hospital Universitário da UFPI, com suspeita de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica. Ela é de Tuntum-Maranhão. 

O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), da Sesapi, foi notificado, exames foram colhidos e o caso encaminhado para o Ministério da Saúde. A confirmação só após o resultado dos exames realizados.

No Piauí, quatro casos suspeitos de crianças que estão internadas estão sendo investigados pelo CIEVS.

Os sintomas da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica são semelhantes aos da doença de Kawasaki, que causa inflamação nos vasos e tem sintomas como febre alta, lesões na pele, inchaço nas mãos e pés; conjuntivite, dor abdominal, diarreia,  vômito e dilatação das artérias coronárias. Os casos mais graves levam à morte. A maior parte dos casos relatados da Síndrome apresentou exames laboratoriais que indicaram infecção atual ou recente pela Covid-19 ou vínculo epidemiológico com caso confirmado do novo coronavírus.

Para monitorar os casos da doença no Piauí o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), da Sesapi, também está implantando equipes de vigilância nos hospitais. “Como ainda se desconhece o grau de comprometimento do coronavírus nas crianças, temos que nos precaver e se antecipar discutindo também o que fazer diante dessa Síndrome, que pode ter relação com as crianças que tiveram contato com a Covid-19. Por isso estamos começando a preparar também as equipes de notificações nos hospitais do estado” , explica a coordenadora do  CIEVS.


Comentários