Geral

Super fã de sexo anal · 14/03/2009 - 20h05

\'Não gosto que gozem na minha boca\', diz atriz pornô

\'Não gosto que gozem na minha boca\', diz atriz pornô


Compartilhar Tweet 1



A atriz pornô Babalu lançou recentemente seu mais novo DVD: Babalu - As Assinaturas do Sexo, uma coletânea com as melhores cenas de sua carreira produzida pela Brasileirinhas. Mas, apesar de realizar as mais incríveis fantasias em seus filmes, na vida real ela gosta de uma transa mais natural. \"Quando estou longe das câmeras, não gosto que gozem na minha boca, por exemplo\", declara.

Se Babalu estiver começando um relacionamento sério, ela faz questão de contar logo de cara sobre sua profissão. \"Sei que existe muita curiosidade e preconceito, mas procuro esconder o menos possível. Não tenho vergonha de dizer que sou atriz pornô\", explica.

Babalu ainda explica que no dia-a-dia também evita fantasias eróticas, já que vive muitos personagens em seus filmes. \"Gosto de sexo com carinho e de ser eu mesma na cama. Os personagens ficam para as produções. Se algum namorado me pede para fazer algo que faço nos filmes, deixo bem claro que ele está com uma mulher entre quatro paredes e não com a atriz pornô\", relata.

Fã de sexo anal, a bela conta também que sempre teve muito interesse sobre sexo. \"Quando era mais nova adorava ler livros para tirar várias dúvidas sobre o assunto. Hoje em dia, não tenho problemas em experimentar novas posições e fantasias\", diz.

Segundo a atriz pornô, que já teve a experiência de transar com cinco homens em um mesmo filme, durante as gravações pode existir tesão por um parceiro de cena, entretanto, para ela, conforme a pessoa vai adquirindo mais experiências em filmes a atração diminui. \"Não vou dizer que nunca senti tesão por um ator, afinal é uma cena de sexo. Mas hoje já tenho mais experiência e levo muito para o lado profissional\", comenta.

Na opinião de Babalu, vale tudo na hora da transa, exceto sexo \"bizarro\". \"Não fiz e nunca teria coragem de fazer cenas que fossem muito fora da realidade, como sexo com animais ou com extrapolações.\" Sobre a profissão, ela confessa que gosta do que faz, mas que o dinheiro também vale a pena. \"Não me sinto mal por fazer filmes pornôs, porém faço por dinheiro também\", enfatiza.