Geral

Com recursos do Fundef · 25/09/2020 - 15h29

Municípios do litoral serão contemplados com 14 obras do Pro Educação

Investimento será em escolas de Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia e Buriti dos Lopes


Compartilhar Tweet 1



O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), irá iniciar e retomar 14 obras nos municípios de Parnaíba, Luís Correia, Cajueiro da Praia e Buriti dos Lopes.  A ação é do programa Pro Piauí Educação, lançado pelo Estado para aplicar os recursos conquistados do Fundef.

Em todo o estado, inicialmente, serão de cerca de 232 obras, que vão desde a construção de novas escolas, reformas de unidades já existentes e outras estruturas que serão licitadas. Somados, os investimentos que são frutos do Pro Educação para esta primeira etapa, alcançam R$ 92,5 milhões.

Em Parnaíba, serão reformadas seis escolas. Em três delas haverá climatização, como a Unidade Escolar Jeanete Sousa, Unidade Escolar Dr. João Silva Filho e Cemti Plolivalente Lima Rebelo. Já a Unidade Escolar Francisco Correia e a Unidade Escolar José Euclides serão reformadas. A Unidade Escolar Edison Cunha terá a quadra concluída.

Em Luís Correia, duas escolas serão climatizadas: Ricardo Augusto Veloso e Pedro II; e duas serão ampliadas: Raimundo Miranda de Brito e Ceti Zulmira Xavier. Também passará por climatização o Colégio Manoel Ricardo, em Cajueiro da Praia. Já em Buriti dos Lopes, o Ceja Leonidas Melo e o Ceti Deputada Francisca Trindade serão reformados e ampliados.

Ao todo, serão investidos mais de R$ 6 milhões nos quatro municípios. Para o governador Wellington Dias, os investimentos vão permitir à educação do estado dar um salto de qualidade. “Nosso desejo é dar as condições para oferecer ensino médio e técnico, profissionalização presencial ou com mediação tecnológica, com laboratório, biblioteca, ensino de línguas e tudo que for necessário para uma educação de altíssima qualidade”, pontuou o chefe do Executivo estadual.

Os recursos são oriundos de precatórios do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e Valorização do Magistério (Fundef), no valor de R$ 1,6 bilhão, fruto de uma ação judicial do Governo do Estado para receber valores a que tinha direito junto à União e que não haviam sido repassados anteriormente.


Fonte: Com informações da Ascom

Comentários