Geral

Visando melhorias! · 30/06/2020 - 08h32

MPPI verifica condições da estrutura de atendimento no Hospital Justino Luz, em Picos

A inspeção virtual faz parte de uma estratégia que visa reforçar o acompanhamento aos hospitais no Piauí e analisar as condições de atendimento


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde (CAODS) e do Grupo Regional de Promotorias de Justiça Integradas no Acompanhamento à Covid-19 de Picos (GRPI), realizou, na segunda-feira, 29, uma visita, por meio de videochamada, ao Hospital Regional Justino Luz (HRJL), em Picos.

    Foto: Divulgação/MP

Participaram da reunião a coordenadora do CAODS, Cláudia Seabra; os integrantes do GRPI, representados pelas promotoras de justiça Micheline Serejo, Itanieli Rotondo Sá, Karine Araruna Xavier e pelo promotor de Justiça Paulo Maurício Araújo Gusmão; a médica do Ministério Público, Viviane Pompeu; diretores do HRJL e representantes da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH).

A inspeção virtual faz parte de uma estratégia que visa reforçar o acompanhamento aos hospitais no Piauí e analisar as condições de atendimento destes locais à sociedade. “Preparamos um checklist e verificamos os itens que os Grupos de Promotorias do MPPI vêm trabalhando e que são necessários para existência de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), visando a melhoria desses hospitais”, esclareceu a coordenadora do CAODS, Cláudia Seabra.

    Foto: Divulgação/MP

Durante a videochamada, a direção do Justino Luz apresentou os setores do hospital alvo de atuação do Ministério Público e que receberam incremento de estruturação para atendimento de pacientes da Covid-19. “Conhecemos os espaços onde foram implantados os novos leitos clínicos e de UTI para atendimento dos pacientes da Covid-19 e a nova ala, implementada após término de obra que contou com a ação efetiva do MPPI”, informa a Promotora de Justiça Itanieli Rotondo Sá.

Desse modo, foram demonstrados a separação dos Fluxos de Atendimento aos membros do MPPI, assim como os leitos de UTI criados para atender apenas pacientes infectados pela Covid-19, que até então totalizam 20, e outros 10 leitos criados para demais públicos.

Em 2019, o MPPI realizou um trabalho de fiscalização no Hospital Regional de Picos. O resultado dessa inspeção foi a constatação de um estabelecimento de saúde sem capacidade para atender a população. “Houve um incremento significativo na estrutura do hospital, tendo uma mudança de realidade, fruto dessa atuação constante do Ministério Público”, conclui a coordenadora do CAODS.

    Foto: Divulgação/MP

Além dessa vistoria, o MPPI continuou acompanhando a situação do HRJL por meio de uma série de reuniões com gestores da saúde e com a direção responsável pela administração do local.


Fonte: Com informações da Ascom/MPPI

Comentários