Geral

Botaram fogo em colchões · 18/07/2019 - 14h46

Moradores em Corrente bloqueiam rodovia em protesto pela falta de água há vários dias

De acordo com a advogada Úrsula, moradora do bairro há 7 anos, o abastecimento de água no local sempre teve problemas


Compartilhar Tweet 1



    Foto: Reprodução/Portal Corrente

Moradores do bairro Aeroporto no município de Corrente, Sul do Piauí, interditaram o início da PI-255 a partir no início da noite desta quarta-feira (17), em protesto pela falta de água. O protesto, realizado em frente ao Instituto Batista Correntino, aconteceu de forma pacífica e contou com a participação de uma grande quantidade de pessoas da comunidade que manifestaram a sua indignação com cartazes e palavras de ordem. A interdição foi feita com troncos, pneus e colchões incendiados e permitiu apenas a passagem de ambulâncias.

De acordo com a advogada Úrsula, moradora do bairro há 7 anos, o abastecimento de água no local sempre teve problemas. "A nossa manifestação de hoje é pela falta d'água no bairro há cinco dias, e os rumores é de que toda vez que falta é porque queimou uma bomba, ou quebrou um eixo, e que do centro sempre que precisa pega a bomba do Aeroporto então a gente fica sem saber se é verdade, mas nos sentimos prejudicados, porque a gente sempre fica sem água. Esse é o segundo protesto que realizamos em pouco tempo porque nós queremos que se resolva esse problema de uma vez por todas. Pelo amor de Deus, alguém olhe pelo bairro Aeroporto", frisou. 

    Foto: Reprodução/Portal Corrente

Para negociar o fim da interdição da rodovia, que ocasionou vários quilômetros de congestionamento, o técnico da Agespisa, Claudeci Fernandes dos Santos, foi até o local, explicou o motivo da falta d'água, um problema em uma peça da bomba que abastece o bairro, e assumiu o compromisso em nome da empresa de retorno do abastecimento até o início da tarde desta quinta-feira (18). Entretanto, os moradores não saíram do local até que um documento fosse apresentado, assumindo a responsabilidade. Às 20h, com a apresentação do documento, é que a comunidade finalmente liberou a rodovia. 

O documento apresentado, assinado pelo Superintendente Sul da Agespisa, Gesiel de Sousa Cruz, explica que a empresa teve conhecimento de problema em uma das peças somente na terça-feira (16), ao meio dia, e que as providências teriam sido tomadas imediatamente. Ao ser constatado que não haveria condições de manutenção do equipamento, um novo foi solicitado na cidade de Teresina, o qual deve chegar pelas 8h da manhã desta quinta, com previsão do abastecimento voltar gradativamente à normalidade a partir do início da tarde.

    Foto: Reprodução/Portal Corrente

 

Ao final do protesto a população afirmou que, se o abastecimento não retornasse nesta quinta-feira, uma nova manifestação será realizada, desta vez coincidindo com a vinda do governador Wellington Dias, que deve participar da Expocorrente no próximo sábado.


Fonte: Com informações do Portal Corrente

Comentários