Geral

Ouviu reclamação de familiares · 26/05/2020 - 08h02

Juiz determina inspeção na Cadeia de Altos após a morte de cinco detentos por infecção

A Sejus informou que 35 detentos estão internados nos hospitais de Teresina, em decorrência de uma infecção não identificada


Compartilhar Tweet 1



A Vara de Execuções Penais da comarca de Teresina (VEP) emitiu, na segunda-feira (25), ofício para a Diretoria da Unidade de Administração Penitenciária, órgão da Secretaria de Justiça do governo do Estado (Sejus), a respeito da situação sanitária da Cadeia Pública de Altos. O magistrado Vidal de Freitas, juiz titular da VEP de Teresina, determinou, ainda, a realização de inspeção na unidade prisional de Altos. 

No ofício, o juiz determinou o cumprimento de quatro medidas para a melhora da situação: limpeza e higienização de todas as dependências da Cadeia Pública de Altos, para a retirada total de eventuais fezes de ratos; limpeza e purificação da água e alimentos fornecidos aos presos; fornecimento de água higienizada por outra forma até que a água esteja comprovadamente liberada para o consumo humano; e transferência de todos os presos acometidos do mal, que não necessitem de internação e dos demais presos em risco para outros estabelecimentos prisionais de Teresina e Altos.

Além disso, o juiz Vidal de Freitas, atendeu, por videoconferência, familiares de presos da unidade, ouviu suas reclamações e informou as medidas adotadas. O magistrado determinou, ainda, a realização de vistoria nas dependências da Cadeia Pública de Altos, inspeção de celas, pavilhões, cozinha, fornecimento de água, entrevista de presos e demais atos que se façam convenientes para produção de relatório.

A Sejus informou que 35 detentos estão internados nos hospitais de Teresina, em decorrência de uma infecção não identificada, mas em situação estável. Cinco internos já morreram com quadro infeccioso em apenas 11 dias.

“Estamos dando atenção especial para a situação. Desde a detecção dos casos todo o tratamento necessário está sendo oferecido. Na enfermaria da Cadeia de Altos temos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que estão fazendo o acompanhamento, tratamento e encaminhamento dos detentos. Todos estão sendo atendidos”, disse o secretário de Justiça, Carlos Edilson.


Fonte: Com informações da Ascom/TJ

Comentários