Geral

Reduzindo custos e tempo · 27/11/2020 - 12h01

Governador trata de alternativas para modernizar prestação de serviços em vários órgãos

Uma das propostas é a criação de uma plataforma digital compatível com celular, concentrando diferentes órgãos e serviços na palma da mão


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias participou, nessa quinta-feira (26), de reunião virtual com gestores e o diretor da Amazon no Brasil, Umberto Mancebo. Foram discutidas alternativas para modernizar a prestação de serviços em diversos órgãos da administração pública, reduzindo custos e tempo.

Uma das propostas é a criação de uma plataforma digital compatível com celular, concentrando diferentes órgãos e serviços na palma da mão. A ideia é priorizar o uso da tecnologia, dispensando cada vez mais o atendimento presencial.

“O Estado é um grande prestador de serviços para 3,3 milhões de habitantes e pessoas de outros estados e países. Ter esses serviços na palma da mão é um grande facilitador na vida do cidadão” avaliou Wellington.

A Amazon mantém parcerias com empresas, governos federal, estaduais e municipais. A empresa oferece sistemas com diferentes finalidades, segundo as necessidades específicas de cada área. Dias destacou entre os temas prioritários o empreendedorismo digital, qualificação profissional, artesanato e a geração de emprego e renda.

As ferramentas tecnológicas dispõem ainda de mecanismos de controle de gastos. Com base nos estudos considerando a realidade do estado do Piauí, a estimativa é gerar uma economia estimada em R$ 200 milhões por ano.

O governador determinou a formação de grupos de trabalho com gestores de áreas afins, que devem avaliar os modelos apresentados e elaborar propostas de adequação para atendimento de necessidades específicas, para chegar aos formatos mais adequados de sistemas para contratação.

Participaram do encontro gestores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), Secretaria da Administração e Previdência (Seadprev), Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), Secretaria da Educação (Seduc), Agência de Tecnologia da Informação (Ati), além da vice-governadora Regina Sousa.


Fonte: Com informações da CCom

Comentários